Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2018

4.584 em 10/12/2018  

Fortaleza ganha nesta sexta-feira mais uma torre de vigilância e prevenção à violência

Torre do PMPU 2

Hoje será inaugurada a torre no bairro Caça e Pesca, na zona Leste de Fortaleza 

Fortaleza ganha nesta sexta-feira (30) mais uma Célula de Proteção Comunitária, do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU). O bairro escolhido foi o Caça e Pesa, na zona Leste da cidade. Com isso, já são cinco torres blindadas que funcionam como base de operações para o trabalho de prevenção a violência. O prefeito Roberto Cláudio e o vice-prefeito e coordenado do PMPU, Moroni Torgan, presidem a solenidade marcada para as 17 horas.

Além do Caça e Pesca, já contam com este serviço de prevenção à criminalidade e prestação de serviços comunitários da Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) os bairros Jangurussu, Goiabeiras, Vila Velha e Barra do Ceará. Nas quatro comunidades onde as torres estão funcionam caíram drasticamente os índices de homicídios e outros crimes nos perímetros de vigilância. Além do vídeo-monitoramento da área, a Guarda Municipal de Fortaleza e a Polícia Militar fazem, em conjunto, o patrulhamento preventivo durante 24 horas.

Os números apresentados pelo PMPU são contundentes na redução da violência. No bairro Jangurussu, cuja Célula de Proteção Comunitária foi a primeira instalada na cidade, em fevereiro último, o índice de redução de homicídios foi da ordem de 50,7 por cento, se comparados os períodos de janeiro a novembro de 2017 e 1018. No ano passado, 69 pessoas foram mortas no bairro. Neste ano, com a implantação do PMPU, o número de homicídios na área caiu para 34.

Na comunidade Goiabeiras, na Barra do Ceará, zona Oeste da Capital, a redução foi ainda mais representativa. A Torre foi instalada no dia 19 de junho último. Se comparados os intervalos de junho a novembro de 2017 e 2018, a redução de assassinatos foi de 75,5 por cento. No ano passado ocorreram 45 homicídios. Neste ano, foram apenas 11.

Torres recentes

No bairro Vila Velha, também na zona Oeste da Capital, 33 pessoas foram mortas entre os meses de janeiro e julho deste ano. Após a inauguração da torre, no dia 23 de outubro último, apenas um caso foi registrado no bairro e, ainda assim, fora do perímetro de patrulhamento da Célula do PMPU.

A mais recente torre inaugurada está instalada também na Barra do Ceará, no entroncamento das avenidas Presidente Castello Branco (a Leste-Oeste) e Radialista José Limaverde, em frente ao Cuca-Barra e a poucos metros do início da ponte sobre o Rio Ceará, que faz a ligação Fortaleza-Caucaia. A escolha do local para a instalação da Célula foi estratégica exatamente por representar a presença das forças de segurança (Guarda Municipal e PM) numa das principais saídas/entradas da Capital cearense.

Outra escolha estratégica do comitê executivo do PMPU foi o local para a implantação da torre que será inaugurada nesta sexta-feira (30). A Célula de Proteção Comunitária está instalada na confluência da Avenida Dioguinho com a CE-010, que liga Fortaleza ao vizinho Município de Aquiraz, interligando os bairros Caça e Pesca, Praia do Futuro e Sabiaguaba.

Mais torres

Até o fim de 2019, a Capital cearense deverá receber novas torres do PMPU nos seguintes bairros: Antônio Bezerra (Avenida Mister Hull), Canindezinho (Avenida General Osório de Paiva), Messejana (CE-040, na comunidade Por do Sol), Aerolândia (no entroncamento das avenidas Governador Raul Barbosa e Senador Carlos Jereissati com a BR-116), Mondubim (Avenida Godofredo Maciel) e Edson Queiroz (local a definir). Também está prevista a instalação de uma Célula do PMPU no Centro da Capital (local a definir).

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar