Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

4.004
Atualizado em 20/10/2017

Ceará pode fechar o ano com 5 mil assassinatos, um recorde da violência em sua história

 Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro

Tropa Nova

Coincidência ou não? No mesmo dia em que o Estado incorpora mais 1.350 novos soldados aos quadros da Polícia Militar para o combate ao crime, o estado registra o número de quatro mil homicídios em 10 meses incompletos de 2017. A média diária de Crimes Violentos, Letais e Intencionais no Ceará já é de 15. As projeções são de que o ano chegará ao fim registrado mais de cinco mil assassinatos, o que representaria um recorde da violência na história cearense. Persistindo essa média/dia, o número exato será de 5.080 crimes. A maior taxa aconteceu até hoje em 2014, com 4.439 crimes.

A falta de uma política nacional de Segurança Pública e a inexistência de um plano operacional de Segurança local são alguns dos fatores preponderantes para se chegar a esta triste e lamentável situação de violência e criminalidade que domina, atualmente, o Ceará. Some-se a isto, a demora do governo em admitir que as facções criminosas de outras estados brasileiros estavam se infiltrando no Sistema Penitenciário local. Foi necessário um violento episódio acontecer para que o governo admitisse o problema e começasse a buscar soluções. Isso ocorreu em maio do ano passado, quando as quadrilhas decidiram deflagrar uma grande rebelião simultânea em todos os presídios da Grande Fortaleza, por conta da suspensão de visitas provocada pela greve dos agentes prisionais. Após a destruição completa das cadeias e uma matança cujo número real de vítimas ainda não foi esclarecido, as autoridades se viram forçadas a aceitar a realidade, isto é, admitir que as facções já  estavam fincando suas raízes no Ceará.  PCC, GDE, CV e FDN. Tudo isso formou um verdadeiro caldo apimentado com leis frouxas e Justiça inoperante para o Ceará mergulhar no caos da insegurança.

A BELA E PERIGOSA BARRA

Ponmte da Barra

O bairro de Fortaleza que possui a vista mais bela da cidade – conforme elegeram os próprios fortalezenses em recente pesquisa na mídia - contraditoriamente é também o que detém o título de campeão no ranking da violência armada na Capital. Estamos falando da Barra do Ceará, onde o por do sol visto na ponte sobre o Rio Ceará forma uma paisagem inigualável em beleza e emoção.  Contudo, mesmo com este cenário encantador, a Barra do Ceará registra o maior número de assassinatos na Capital cearense. Do dia 1º de janeiro até hoje (20 de outubro), nada menos, que 73 pessoas foram assassinadas ali.  A presença de facções criminosas que disputam o território da venda de drogas tem produzido um rastro de sangue e dor em meio aos moradores daquela área. E esta situação não é de agora, apenas se agravou com a instalação das facções na cidade. Dentro do bairro existe uma comunidade originariamente de pescadores e suas famílias que vem sendo atingida diretamente pela criminalidade local. Trata-se das Goiabeiras, onde, dos 73 assassinatos registrados neste ano em todo o bairro, quase a metade ocorreu ali.  Na Barra foram registrados seis casos de duplo homicídio em 10 meses incompletos de 2017.

PROTEÇÃO URBANA NA BARRA

GMF

Exatamente por conta dessa violência desenfreada e sem controle na Barra do Ceará, que o vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Bing Torgan (Dem), escolheu aquele bairro como um dos primeiros que irão receber o Plano Municipal de Proteção Urbana, o PMPU. Trata-se de um programa que será permanente em oferecer serviços diversos para a população. Vai desde a oferta de vagas em cursos profissionalizantes, atendimento para recuperação de usuários e de drogas ao reforço na segurança. No primeiro serviço haverá a Tenda da Cidadania. No segundo, será instalada uma Célula de Segurança. Trata-se de uma torre de controle e observação do bairro. Ali ficará concentrada a base de comando de um efetivo de guardas municipais e policiais militares que vão circular na área da célula durante 24 horas. A torre é blindada e contará com um moderno sistema de vídeo-monitoramento de ruas. Até drones serão usados para fazer a vigilância do bairro. Um projeto inédito no País.

SEGURANÇA DA CIDADE

Além da Barra do Ceará, mais quatro bairros da Capital – que apresentam altos índices de crimes de morte – serão beneficiados com as primeiras células de proteção do PMPU. Nesta semana que termina,  o vice-prefeito e sua equipe se ocuparam em fazer reuniões de levantamento de dados e visitas aos locais onde serão instaladas as torres. Canindezinho, Edson Queiroz, Jangurussu e Vila Velha contarão com os equipamentos de cidadania e de segurança pública nos próximos meses.  Moroni esteve reunido na quarta-feira (18) com o prefeito Roberto Cláudio (PDT) para tratar do assunto. RC quer agilizar o processo de instalação e efetivação dos equipamentos para tornar tais comunidades mais seguranças. É a importante contribuição que o Município de Fortaleza dará para a Segurança Pública do Ceará, onde os índices da criminalidade já estão além da estratosfera. A  tropa já está em formação e treinamento.

PALAVRAS DE SABINO

Apontado como um dos mais efetivos membros da bancada cearense na Câmara dos Deputados, em Brasília, o parlamentar cearense Cabo Sabino (PR), defende que seja criada no Ceará uma Vara Especial na Justiça para tratar, exclusivamente, dos processos judiciais que apurar atos de violência contra agentes da Segurança Pública (policiais civis, policiais militares, bombeiros militares e agentes da Perícia Forense, além de agentes penitenciários). Para ele, a criação desse núcleo dentro do Poder Judiciário, fará com que “os criminosos saberão que, para esse tipo de crime, a  resolutividade e o julgamento serão rápidos”.  Sabino também disse recentemente, que a falta de uma política nacional de Segurança Pública faz com que as autoridades não saibam lidar no combate ao crime organizado. Para o político republicano, se nada for mudado nas leis e não houver a implantação da política de Segurança no País, no prazo de até 20 anos o crime organizado vai ser capaz de eleger até o presidente da República, já que hoje, está infiltrado em todas as instituições.

INTOLERÂNCIA E DENÚNCIA

Causou um grande rebuliço a decisão do  Ministério Publico do Estado do Ceará em denunciar criminalmente três presidentes de entidades associativas que congregam policiais e bombeiros militares do Ceará. Eles estão sendo responsabilizados pelo MP por terem, segundo a denúncia, liderado a chamada “Operação Tolerância Zero”, ocorrida em janeiro passado (entre os dias 6 e 8). A mobilização teria por objetivo pressionar o governo do estado a conceder melhorias para a categoria de PMs e se concretizaria em realizar o maior número possível de prisão. Isso iria lotar as delegacias da Polícia Civil e, ao mesmo tempo, retirar das ruas as patrulhas da PM, que ficariam paradas na porta das DPs aguardando a realização dos procedimentos (flagrantes e TCOs).  Foram denunciados os seguintes presidentes: Pedro Queiroz da Silva (da Associação dos  Praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar do Ceará/Aspramece), Clébio Eliziano Queiroz (da Associação dos Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará/ACS); e Reginauro Sousa do Nascimento (Associação dos Profissionais da Segurança/APS). Os três dirigentes consideraram a medida descabida e prometem recorrer.

E TEM MAIS!!!

* Com mais 1.350 policiais disponíveis, o Comando da Polícia Militar vai reforçar a segurança em Fortaleza. A nova tropa vai se juntar aos contingentes de batalhões e companhias da Capital e da Região Metropolitana já neste fim de semana. Bons resultados disso são aguardados.

* Nesta manhã de sexta-feira (20), a Coordenadoria de Medicina Legal/Comel (antigo IML), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), amanheceu com 19 corpos na “pedra” para serem examinados pelos médicos legistas. A maioria, com marcas de tiros. Retrato da violência na Capital.

* Mistério para a Pefoce esclarecer. O corpo de um jovem foi encontrado, na manhã de quinta-feira (19), na Praia de Iracema, próximo ao espigão. Guardas municipais localizaram o corpo. Porém, não se sabe, ainda, se a vítima foi assassinada ou se morreu afogada.

* Motoristas e trocadores de ônibus de Fortaleza estão apavorados, principalmente aqueles que trabalham a noite e em linhas periféricas. Os assassinatos  estão acontecendo dentro dos coletivos. Numa semana, foram dois casos. Pedem mais Polícia nas ruas fazendo blitze nos veículos.

* Comando do Policiamento da Capital vai ter que se desdobrar neste fim de semana para garantir a segurança em, pelo menos, dois grandes eventos simultâneos, o jogo do Ceará Sporting na Arena Castelão, como previsão de mais de 20 mil torcedores; e o “Evangelizar é Preciso”, no Aterro da Praia de Iracema, com milhares de fiéis locais e caravanas do Interior e de outros estados.

* Além do Plano Municipal de Proteção Urbana (PMPU), a Prefeitura de Fortaleza vai contribuir para reverter o quadro de insegurança na Capital com mais um importante projeto: o Comitê Executivo Municipal Pela Prevenção de Homicídios na Adolescência (CEMPHA). Foi lançado na manhã de hoje pelo prefeito Roberto Cláudio, no Paço Municipal.

PERGUNTA DO DIA: Quando o governo chamará os integrantes do cadastro de reserva dos aprovados no concurso de 2014 para o cargo de delegado da Polícia Civil? 

Onda de assassinatos no Ceará deixa 29 mortos em dois dias e faz estado ultrapassar barreira dos 4 mil homicídios no ano

Mtotaxista

Antônio Marcos Antunes, 33, mototaxista, foi morto, ontem, no Jangurussu

Para chegar nesta sexta-feira (20) ao índice de quatro mil homicídios neste ano no Ceará, a criminalidade avançou por todo o estado nas últimas 48 horas. Em apenas dois dias, entre quarta e quinta-feira (18 e 19), as autoridades policiais registraram 29 casos de homicídios, sendo 12 na Capital, 10 da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e outros sete no interior.

Ceará chega aos quatro mil homicídios em 2017 na "guerra" travada pelas facções criminosas

Filho morto

Mãe chora diante do filho morto, uma rotina da guerra do tráfico na periferia de Fortaleza

Faltando ainda 72 dias para o fim de 2017, o Ceará chegou, na noite desta quinta-feira (19), à marca de quatro mil Crimes Violentos, Letais e Intencionais, os CVLIs, como assim denominam as autoridades os casos de homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e lesões corporais que resultam em óbito.  Com uma média diária de 15 casos, o estado poderá terminar o ano com o número recorde de 5.080 pessoas vítimas de assassinato, conforme projeção matemática.

Cabo Sabino quer Vara da Justiça exclusiva para julgar casos de violência contra policiais

Sabino hojew

Deputado cereanse diz que o crime organizado está infiltrado nas instituições brasileiras

“No prazo máximo de 15 a 20 anos, poderemos ter o presidente da República eleito pelo crime organizado no Brasil”. A declaração é do deputado federal cearense, Cabo Sabino (PR), durante entrevista a uma emissora de rádio local, ao falar sobre o avanço das organizações criminosas nas instituições do País. Segundo o parlamentar do Partido da República (PR), a falta de uma política nacional de Segurança Pública tem facilitado a infiltração de criminosos em todos os Poderes.

Noite sangrenta em Fortaleza. Duas adolescentes foram assassinadas e um bebê baleado

Bonifácio

No bairro José Bonifácio, uma adolescente de 12 anos foi morta e um bebê de 3 meses baleado

Duas adolescentes foram assassinadas e um bebê e sua mãe baleados em uma noite de violência em Fortaleza nesta quarta-feira (18). A Capital cearense e sua região metropolitana registraram, ainda, outros seis homicídios, a maioria com características de execução sumária. No Interior foram mais três assassinatos aconteceram, nos Municípios de Sobral, Palhano e Acopiara.

Com mais PMs nas ruas e poucas delegacias de plantão, formam-se filas de viaturas nas DPS

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro

Fila de vtrs

A cena chamou a atenção de quem passou na frente da Delegacia Metropolitana de Maracanaú na noite da última segunda-feira (16). Uma grande fila de viaturas da Polícia Militar. Patrulhas que deveriam estar circulando nas ruas ficaram paradas horas a fio. Esse é o efeito cascata que vai acontecer daqui em diante, agravando o cenário da Segurança Pública do Ceará.

Com mais  PMs nas ruas, mas sem a ampliação do número de delegacias de plantão, o efeito será este.  Ocorrerão mais prisões e os procedimentos (flagrantes) vão se acumular nas DPS, gerando um gargalo que somente seria evitado se o governo aumentasse, de forma equilibrada, os  efetivos das polícias Civil e Militar. Porém, uma corporação tem a preferência e a simpatia do governo, recebendo mais homens, viaturas e equipamentos. A outra é a “prima pobre”, com efetivo defasado e  estrutura sucateada (mais de 80 delegacias sem delegados no Interior).

Esse gargalo vai ocorrer em todas as cidades onde aumentará a presença ostensiva da PM e a Polícia Civil continuar com a mesma estrutura precária de delegacias e baixo contingente de delegados, inspetores e escrivães. Já era previsível. As filas de viaturas da PM na porta das DPs (deixando suas áreas de patrulhamento descobertas) vão se tornar corriqueiras.

JUDICIÁRIO EM XEQUE

Martelo

Um retrocesso. É assim que o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Ceará, Marcelo Mota, classifica o projeto de lei que prevê a reforma ou reestruturação do Poder Judiciário cearense. Mergulhado numa crise de descrédito, por conta do envolvimento de magistrados em um mar de corrupção (venda de sentenças pelo TJCE, conforme apurou a Polícia Federal), o Judiciário cearense, está prestes a dar mais um passo para trás. O projeto, que será votado nesta quinta-feira (29) pela Assembleia Legislativa, prevê a extinção de até 50 comarcas do Interior, transformando-as em vinculadas. E o que é pior: quem vai “pagar o pato” é a população, que terá ainda mais dificuldades de acesso à Justiça. Já os juízes, continuarão a gozar de suas benesses, como gratificações e diárias, sem perder um centavo no bolso. A OAB, no entanto, promete fazer muito barulho contra isto.

JUDICIÁRIO EM XEQUE 2

Dinheiro vivo

Além do escândalo da venda de sentenças e de ser considerado o pior Judiciário entre todos os estados brasileiros (na resolução dos processos), segundo denuncia a OAB-CE, o TJCE ainda toma decisões que só agravam seu conceito perante a sociedade. Deu nos jornais desta quarta-feira que o Pleno da Corte decidiu, nesta terça-feira (17), manter o pagamento de auxílio-moradia para dois dos desembargadores afastados do cargo por estarem sendo investigados. Sérgia Maria Mendonça Miranda e Francisco Pedrosa Teixeira vão continuar recebendo a grana extra. Só não se sabe a razão desse pagamento, já que ambos residem em Fortaleza e, ao que consta, não moram de aluguel.  Aliás, todos os desembargadores, mesmo com altíssimos salários, recebem essa “gratificação”.  Será que sem esse “auxílio” eles sobreviveriam? Iriam morar na rua?

PERFIL DAS VÍTIMAS

Socorro Portela 88

Num cenário trágico (e de guerra) em que cerca de cinco mil pessoas poderão ser assassinadas até o fim do ano (já são quase 4 mil  homicídios) no estado, as perguntas mais comuns são: quem está morrendo no Ceará? E  por que?  Para responder as tais perguntas a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) decidiu identificar o perfil das vítimas da criminalidade. Uma equipe foi formada dentro da estrutura do órgão e já está trabalhando. Trata-se da Comissão de Estudo do Perfil das Vítimas de CVLI, presidida pela delegada Socorro Portela (foto). O objetivo é a montagem de uma estatística para que o governo busque estratégias mais direcionadas de combate ao crime. A delegada de Polícia Civil, Socorro Portela, ex-diretora da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), com uma vasta e exitosa experiência no cargo, foi escolhida para ser a  presidente da Comissão. O grupo, formado por policiais civis e militares, desenvolve suas atividades com visitas aos familiares das vítimas, à delegacia responsável pela investigação sobre o caso e também à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).  

ZONA DE GUERRA

Choque na CPPL

As patrulhas do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) estão, praticamente, sem rodar por Fortaleza em apoio ao Policiamento Ostensivo Geral (POG). Motivo: com a crise instalada no Sistema Penitenciário do Estado e o fatiamento das unidades penais para as facções criminosas, aumentaram os casos de tentativa de fuga, resgate e rebeliões nos presídios da Grande Fortaleza. Assim, praticamente todo o efetivo do BPChoque está direcionado para a vigilância no entorno das Casas de Privação Provisória da Liberdade (CPPLs), no Município de Itaitinga. E tem sido esse reforço o responsável por impedir fugas em massa e resgates. Os tiroteios entre policiais militares, agentes penitenciários e bandidos têm sido diários. Os moradores próximos às CPPLs já permanentemente na linha do fogo druzado, principalmente nos períodos da noite,  fins de semana e feriados.  Itaitinga virou uma zona de guerra.

GUERRILHA URBANA

Babilônia 1

Moradores de vários condomínios residências de Fortaleza, financiados pelo programa federal  “Minha Casa, Minha Vida”, continuam sendo expulsos dos imóveis por bandidos. Os criminosos desafiam as autoridades e enxotam as famílias de seus lares;  se apossam de casas e apartamentos e transformam o lugar em esconderijo das quadrilhas, paiol de armas pesadas (pistolas, submetralhadoras e fuzis) e laboratórios de produção de drogas. O mesmo acontece nas mais de 800 favelas. As denúncias não são poucas. No Residencial Novo Barroso, batizado de “Babilônia”, as facções criminosas já se apossaram de blocos inteiros. No Condomínio Cidade Jardim, no José Walter, uma facção é quem dá as ordens, impondo suas regras aos moradores. Em bairros como Vicente Pinzón, Barra do Ceará, Sapiranga-Coité, Edson Queiroz e Jangurussu, as entradas e becos das favelas são vigiados 24 horas por jovens com armas de fogo nas mãos.

ATIVIDADE DOS “CAVEIRAS”

CDC

O Comando de Policiamento Especializado (BPE), da Polícia Militar do Ceará, responsável pela coordenação das “forças especiais” da corporação (BPRaio, BPChoque, BPTUR, Regimento de Cavalaria, Canil, BPMA e Batalhão de Eventos), e que tem à frente o coronel Aginaldo Oliveira e a tenente-coronel Keydna Carneiro, está com um ritmo de atividades intenso. Vários cursos de especialização estão sendo realizados simultaneamente, entre eles, o de Operações Especiais e o de Controle de Distúrbios Civis (CDC).  São tropas que, dentro de alguns dias, estarão prontas para o enfrentamento à criminalidade nas suas mais diversas modalidades. O treinamento é duro. Poucos resistem e finalizam a empreitada de exercícios e treinos diários nas mais adversas condições e ambientes desfavoráveis. Mergulho, tiro, rapel, invasão tática, escaramuças em locais inóspitos e outras atividades típicas dos “caveiras”. Muitos acabam  “pedindo pra sair”.  Além de PMs, participam dos cursos, integrantes de forças amigas, como Polícia Federal (PF), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Forças Armadas.

E TEM MAIS!!!

* Rotina de fugas nas cadeias públicas do Ceará segue sem trégua. Na semana passada aconteceram evasões em Pacajus, Tianguá e Jaguaruana. Já nas CPPLs, na RMF, o ritmo das fugas é através de túneis, tiroteios e resgates. Sistema Penitenciário do Ceará é um eterno barril de pólvora.

* Delegacias distritais de Fortaleza apresentam, além de superlotação de presos, do acúmulo de inquéritos e de pouco efetivo, um problema cada vez mais grave: o grande número de veículos aprendidos e que são abandonados, saqueados e que vão se transformando em verdadeiras sucatas.

* Avançam os preparativos do Plano Municipal de Proteção Urbana de Fortaleza (PMPU), que tem à frente o vice-prefeito  da cidade, Moroni Bing Torgan. Nos últimos dias, ele tem acelerado as visitas aos bairros onde serão instaladas as células de proteção e as tendas da cidadania.

* Governador Camilo Santana (PT), em sua live semanal no facebook (sempre às terças-feiras)  anunciou duas medidas na Segurança Pùblica: a aquisição de mais 600 viaturas para as polícias Civil e Militar e para a Pefoce; e o reforço no policiamento da Capital através do BPRaio.

* Diário Oficial do Estado (DOE) publica nesta quarta-feira (18) a relação dos candidatos aprovados no concurso para o cargo de agente penitenciário. Serão contratados pelo estado mil novos profissionais, claro, depois de passarem pelo curso de formação.  Salário de pouco mais de R$ 3 mil.

* Segue também em Fortaleza e na sua  Região Metropolitana a macabra rotina da localização de corpos esquartejados, carbonizados, decapitados e apresentado outras mutilações. É a crueldade dos assassinos à serviço das facções criminosas, um verdadeiro retorno à barbárie da Idade Média.

* A PERGUNTA DO DIA: Os deputados vão mesmo aprovar a extinção de 50 comarcas do Interior e, desse modo, dificultar ainda mais aos cearenses o acesso à Justiça???

 

EXCLUSIVO: pistoleiro cearense envolvido no assassinato de radialista em Limoeiro do Norte é morto em Tocantins

Wanderley Nogueira

Wanderley Nogueira estava foragido do Ceará desde 2003 e morreu no sábado passado

Pistoleiros cearenses 2

Assassinosde aluguel foram contratados para o crime. Wanderley é o quarto envolvido morto

Mais um bandido foragido do Ceará é morto em outro estado brasileiro. José Wanderley dos Santos Nogueira, matador de aluguel temido na região do Vale do Jaguaribe, acusado de um “rosário” de crimes de pistolagem e assaltos, tombou sem vida num confronto com a Polícia Militar em Tocantins, na Região Centro-Oeste. Entre seus crimes no Ceará, o que vitimou o radialista Nicanor Linhares, há 14 anos na cidade de Limoeiro do Norte (a 203Km de Fortaleza).

Gestão municipal e força-tarefa juntas reduzem índices da violência em Senador Pompeu, no Sertão Central

Maurício PInheiro 3

Prefeito Maurício Pinheiro ressaltou a ação conjunta das autoridades no combate à violência

Uma força-tarefa integrada por representantes do Executivo Municipal, das forças de Segurança Pública do Estado, Poder Judiciário e do Ministério Público Estadual (MPE) vem obtendo resultados positivos no combate à violência e a criminalidade no Município de Senador Pompeu, no Sertão Central do Ceará (a 273Km de Fortaleza), onde os índices de mortes violentas caiu vertiginosamente nos últimos meses.

Bandidos que foram resgatados da CPPL estão escondidos na Babilônia sob proteção de uma facção

Babilônia 1

Moradores estão sendo expulsos de seus apartamentos pelos integrantes de facções criminosas

Uma grande movimentação de carros e pessoas armadas foi registrada no começo da manhã desta terça-feira (17), no Conjunto Novo Barro, a “Babilônia”, no bairro Passaré, na zona sul da Capital. Eram bandidos foragidos de um dos presídios da Grande Fortaleza que haviam sido resgatados no último fim de semana. Moradores acordaram assustados com a ação dos criminosos.

Balanço parcial do feriadão aponta 50 mortes no Ceará

Quixeré 1

Em Quixeré, uma jovem foi morta a tiros no banco de uma praça no Distrito de Lagoinha

Quarenta e duas pessoas foram assassinadas e outras oito perderam a vida em acidentes de trânsito durante o fim de semana prolongado em todo o estado do Ceará. Os números ainda são parciais e tendem a aumentar. As 50 mortes violentas foram registradas no período compreendido entre a última quarta-feira (11) e o fim da noite do domingo (15), durante a Operação Feriadão de Nossa Senhora Aparecida.  O maior número de óbitos ocorreu no Interior do estado, com 29 casos.

Falta de delegacias especializadas aumenta a violência contra a mulher no estado do Ceará

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro

Mulher agrediuda 1

Uma montanha de processos tramita, atualmente, na Justiça brasileira para apurar crimes de violência doméstica contra mulheres. São, nada menos, que 896 mil processos, conforme dados do Conselho Nacional de Justiça.  Na maioria dos estados brasileiros a falta de delegacias especializadas no combate a este tipo de crime tem sido um motivo a mais para tentos crimes e tantas vítimas. No Ceará, são 21 Municípios com população acima de 50 mil e, de acordo com a lei, deveriam contar com uma DDM (Delegacia de Defesa da Mulher). No entanto, são apenas 11 cidades, incluindo Fortaleza, que prestam este tipo de serviço às vítimas.

A violência doméstica contra as mulheres quando não denunciada e sem resposta das autoridades, evolui para crimes maios graves, chegando, invariavelmente, ao homicídio.  “Se essa violência não for denunciada, com certeza a vítima vai morrer”, adverte a promotora de Justiça, Sílvia Chakian, coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento à Violência Doméstica, do Ministério Público de São Paulo.  Segundo ela, a apresentação de respostas rápidas por parte das instituições é fundamental porque as mulheres continuem denunciando e consigam, assim, romper o ciclo da violência. No Ceará, já foram assassinadas, neste ano, 237 mulheres. O caso mais recente aconteceu na noite de quinta-feira (13), quando uma comerciante foi morta durante um assalto no seu bar, no Distrito de Aprazível, no Município de Sobral. Um crime de latrocínio (roubo seguido de morte).

NÚMERO

896.000

Processos  tramitam na Justiça brasileira para apurar violência doméstica contra mulheres

---------------------------------------------------------------------------

SOBRAL EM TEMPOS DE VIOLÊNCIA

Revolver apontando

O município de Sobral, terra dos poderosos Ferreira Gomes, passa por uma onda de violência e criminalidade sem precedentes. Neste ano, nada menos, que 98 pessoas foram vítimas de crimes de assassinato (homicídios, latrocínios), além dos muitos casos de lesão corporal seguida de morte.  Inconformados com a situação, moradores de um dos distritos resolveram botar a boca no trombone e organizaram uma manifestação de rua. Foi em Taperuaba. Cerca de mil pessoas fizeram uma caminhada para denunciar os constantes assaltos. Roubos que são registrados diariamente sem que os ladrões sejam presos. Os moradores pedem socorro ao governo, através da Segurança Pública, para dar um basta no problema. O prefeito de Sobral, Ivo Gomes (PDT), recentemente fez críticas ácidas ao trabalho da Polícia Militar (abordagens do Raio), à Polícia Civil e nem mesmo a Perícia Forense do Estado (Pefoce) escapou da metralhadora giratória do gestor. Em troca disso, o secretário de Segurança, André Costa, foi lá e anunciou a instalação de um Núcleo da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para esclarecer tantos assassinatos.

DINHEIRO PRA CADEIA

mãos nas grades

Confirmado. O governo do Ceará vai mesmo receber uma boa grana do governo federal, através do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Trata-se de verbas do Fundo Penitenciário Nacional (FNP). Serão, nada menos, que R$ 44 milhões a serem destinados à Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus), Como anunciamos na coluna anterior, a titular da Pasta, procuradora de Justiça, Socorro França, vai usar a metade da bolada para construir uma penitenciária de segurança máxima na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).  Atualmente, cerca de 26,7 mil pessoas formam a massa carcerária do Ceará e este número só tende a crescer. Um estado dominado por facções criminosas como o nosso precisa, realmente, de um presídio que mantenha os líderes de organizações criminosas bem longe da sociedade e sob regime disciplinar diferenciado.  Hoje, as cadeias públicas e presídios cearenses, principalmente aqueles no Interior, não oferecem nenhuma segurança. Só fica preso quem quer.  Prova disso é que em apenas seis dias, 34 detentos escaparam das cadeias públicas de Pacajus (19), Tianguá (6) e Jaguaruana (9).

MAIS BOMBA NO JUDICIÁRIO CEARENSE

Processos

Um novo escândalo se abate sobre o Poder Judiciário do Ceará. Desta vez, surge a denúncia de que servidores terceirizados à serviço do Fórum da Comarca de Cascavel, na Região Metropolitana de Fortaleza (a 53Km da Capital), estariam envolvidos em um esquema de corrupção e tráfico de influência. Conforme a promotora de Justiça daquela unidade, Maria Alice Diógenes, os servidores estariam recebendo propina para retardar ou acelerar a tramitação de processos. A “bomba” explode no exato momento em que a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) decide prorrogar a suspensão de dois advogados apontados como líderes de uma organização criminosa que se instalou nas entranhas do Tribunal de Justiça do Ceará, num esquema de venda de sentenças e liminares. Os advogados Fernando Carlos  Oliveira Feitosa, o “Chupeta”; e Michel Sampaio Coutinho, estão impedidos de exercer a advocacia. São investigados pela  Polícia Federal e pelo Superior Tribunal de Justiça (STF). Eles faziam a ligação entre os criminosos e o TJCE para a “venda” de habeas corpus.

FACÇÕES EXPULSAM MORADORES

Assalto doido

Reportagem do Jornal O Povo  confirmou o que o site cearanews7.com já havia revelado, desmascarando mais um crime que revela como as facções criminosas estão agindo no Ceará, especialmente na zona periferia de Fortaleza. Um idoso foi assassinado por ordem de uma das facções. Motivo: os bandidos tinham a intenção de apoderar de uma vila de casas que pertencia à vítima. O crime ocorreu no bairro Jangurussu. A verdade é que em vários bairros de Fortaleza, essa prática se tornou uma realidade, ou um pesadelo, Os bandidos simplesmente expulsam as famílias de suas casas para transformar os imóveis em pontos de venda de drogas e de orgias com adolescentes e também tribunais do crime. Ali, eles se reúnem e decidem sobre quem deve viver ou morrer no bairro. Há duas semanas, um desses “tribunais” foi descoberto em um apartamento no Condomínio Novo Barroso, a “Babilônia”. No local, pessoas eram torturadas, mutiladas e mortas pelos assassinos à serviço dos traficantes.

PROTEÇÃO MUNICIPAL ACELERA

Moroni 1

Prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), autorizou seu vice, Moroni Bing Torgan (Dem) a acelerar preparativos para colocar em prática o Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU). Além das torres de proteção que estão sendo erguidas nos bairros Jangurussu e Barra do Ceará (comunidade Goiabeiras), serão construídas até o fim do ano, mais três equipamentos. Uma delas o local já está escolhido, será na comunidade Conjunto São Miguel, no bairro Curió (na Grande Messejana), palco de uma chacina em 2015. Mais duas devem ser instaladas no Canindezinho e no Barroso. Essas torres servirão como ponto-base para o patrulhamento de  cada uma das áreas previstas no PMPU. Guardas municipais e policiais militares vão trabalhar durante 24 horas, com a utilização de câmeras e até drones para monitorar os perímetros.  Cada torre, que na verdade é uma célula de proteção, será blindada e ali funcionará o comando operacional e o monitoramento eletrônico. Armas, veículos e demais a equipamentos estão sendo adquiridos paralelamente ao treinamento da tropa.

O CRIME COMPENSA???

dinheiro

Durante 10 anos uma organização criminosa agiu livremente no Ceará, sonegando cerca de R$ 30 milhões em impostos e enriquecendo ilicitamente, às custas de “laranjas”. Os crimes foram muitos, desde estelionato e falsificação de documentos à “lavagem” e formação de quadrilha, além, é claro, da própria sonegação milionária. Ainda assim, todos que compunham a quadrilha foram beneficiados com uma decisão da Justiça cearense que os colocou fora da cadeia. Nesta quarta-feira, a juíza de Direito, Solange Menezes Holanda, da Quinta  Vara de Execuções Fiscais e Crimes Contra a Ordem Tributária, mandou soltar os 14 envolvidos e que haviam sido presos durante a “Operação Dissimulare” da Polícia Civil e do Ministério Público Estadual. A investigação da Polícia Civil, realizada de forma sigilosa durante um ano, apontou até mesmo o envolvimento de funcionários (auditores) da Secretaria estadual da Fazenda (Sefaz) na falcatrua. O dinheiro corria fácil nas mãos dos envolvidos sob o disfarce da venda de tecidos trazidos de outros estados para serem vendidos aos pequenos produtores de confecções que eram vendidas na Feira da Rua José Avelino. Agora, estão todos soltos novamente. A cadeia para eles demorou apenas um mês. O MP promete recorrer desta decisão.

E TEM MAIS!!!

* Quem passou pela Avenida Filomeno Gomes, no bairro Jacarecanga, neste feriado de 12 de outubro, se deparou com tropas federais na rua. São fuzileiros navais em treinamento. Eles fizeram um bloqueio na via, em conjunto com a Polícia Militar. O Comando da PM confirmou que se trata realmente de um treinamento anual.

* Mais um policial baleado nas ruas de Fortaleza. O sargento PM Francisco Firmino, da Reserva  Remunerada (RR), está internado em estado grave. Na tarde de quarta-feira (12), ele foi atingido por vários tiros à queima-roupa. O crime ocorreu na Vila Manuel Sátiro. Agora, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está com a missão de descobrir se o crime foi uma tentativa de assalto ou de execução sumária.

* Secretário da Segurança Pública revelou em sua página no Face: “Há uns dois anos eu fui a Orlando, nos Estados Unidos. Fui pagar um calçado numa loja - que já tinha desconto de 50%. Ao abrir minha carteira da PF para tirar o cartão de crédito, a pessoa do caixa perguntou se eu era policial. Respondi que sim, mas que era no Brasil. Ela então falou que me daria mais 10% de desconto. Eu, curioso, perguntei: Por quê?, e ela me respondeu: “POR VOCÊ SER UM HERÓI!!!”

* Informações dão conta de que a micareta “Carnabral” que está sendo realizada na cidade de Sobral, começou ruim: muitos foliões tiveram o desprazer de entrar no seu bloco sem dinheiro algum, depois de serem assaltados. Já quem está fora das cordas, nem se fala. A bandidagem está “pulando que nem pipoca”.

* Estado do Ceará foi condenado a pagar uma indenização por danos morais de R$ 30 mil à mãe de jovem que ficou paraplégico após saltar do prédio da Delegacia de Polícia Civil de Morada Nova. O caso aconteceu em abril de 2006. O rapaz, que tem problemas mentais, foi detido por causar um pequeno tumulto em um restaurante. Ao chegar na delegacia, ele foi levado ao pavimento superior e de lá pulou, sofrendo graves lesões e se tornando paraplégico. O relator do processo no TJCE foi o desembargador Fernando Luiz Ximenes Rocha.

A PERGUNTA DO DIA: A quadrilha que sonegou R$ 30 milhões em impostos, falsificou documentos, usou “laranjas” e enriqueceu ilicitamente vai ficar solta mesmo???

 

 

Pesquisa revela que Ceará é o estado onde mais adolescentes são assassinados

Adolescente 1

Pesquisa aponta que no Ceará, em cada grupo de mil adolescenmtes, 8,71 são assassinados

Saiu uma nova pesquisa sobre a criminalidade no Brasil e novamente o Ceará aparece no topo dos mais estados mais violentos do País no quesito mortes violentas de adolescentes (idade de 12 a 18 anos incompletos). Já Fortaleza é a primeira no ranking das capitais e a terceira na lista de todos os municípios brasileiros.

Imagens mostram bandidos atacando cidadãos em plena Aldeota. Tiros disparados na Avenida Senador Virgílio Távora

Virgílio 10Virgílio 20 Virgílio 30

A sequência de imagens mostra os criminosos agindo em plena Avenida Senador Virgílio Távora

VEJA O VÍDEO DO ATAQUE DOS LADRÕES NA AVENIDA:

Novas cenas de faroeste foram registradas nas redes sociais e mostram bandidos atacando cidadãos em plena zona nobre de Fortaleza.  Foi na tarde desta segunda-feira, quando uma quadrilha armada passou a atacar quem passava de carro pela Avenida Senador Virgílio Távora, no bairro da Aldeota. As imagens foram feitas por moradores de um condomínio da região e mostram a violência empregada pelos criminosos. Tiros são disparados à luz do dia contra cidadãos.

São, ao menos, quatro bandidos que atacam motoristas e armados tentam parar os veículos. Um carro é parado e os bandidos tentam roubá-lo, no entanto, são surpreendidos por um segurança. Um dos criminosos dispara, ao menos, três tiros na direção do vigilante, que está numa esquina próxima e consegue se proteger atrás de um poste.

Tiros e fuga

Desesperados, os guiadores de outros carros começam a parar e a buzinar. Ainda assim, os ladrões não se intimidam e prosseguem na ação criminosa numa das avenidas de maior tráfego da Capital. Em poucos minutos, os ladrões conseguem forçar o motorista do carro a desembarcar e foge depois de disparar mais tiros. A Polícia não informou se conseguiu prender os ladrões. 

 

Caminhoneiro que atropelou casal e matou estudante vai responderá por homicídio e pode pegar até 30 anos de cadeia

Andrezza

Andreza Barros, 20, assassinada pelo caminhoneiro IMAGEM/REPRODUÇÃO: TV VERDES MARES

Pajuçara 2

O "cavalinho" foi apreendido pela Polícia Militar após o desastre na Pajuçara, em Maracanaú

Continua preso na carceragem da Delegacia metropolitana de Maracanaú (DMM),  na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), o caminhoneiro paulista Fernando Aparecido Delfino, 39 anos, natural de Bebedouro (SP).  Ele foi preso em flagrante e indiciado em inquérito por crime de homicídio doloso (quando há intenção de matar) após provocar um acidente de trânsito no fim de semana. Ele teria atropelado propositadamente com o “cavalinho” de sua carreta um casal em uma motocicleta. A garupeira, uma jovem de 20 anos, acabou morrendo.

Guerra de facções: chacina no Bom Jardim pode ter sido resposta ao triplo assassinato na Granja Portugal

Chacina no BJ 3 Chacina no BJ 1 Chacina no BJ 2

Os quatro jovens foram fuzilados dentro de uma casa na Rua Aguapé Verde, no domingo

Policiais da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estão nas ruas em busca de pistas para esclarecer a chacina registrada em Fortaleza no tarde de domingo (8). Quatro homens foram mortos, a tiros, no  bairro Bom Jardim, na zona sul da Capital, dois deles eram adolescentes. As suspeitas são de que o crime foi uma vingança por conta de um triplo homicídio ocorrido quatro dias antes.

Violência no fim de semana deixa 63 pessoas assassinadas

Cascavel

A violência deixou 21 corpos nas vias públicas da Grande Fortaleza nas últimas 72 horas

Em mais um fim de semana sangrento, ao  menos, 63 pessoas foram assassinadas no Ceará.  Com isso, no acumulado do ano, já são 3.848 homicídios no estado.   A Capital cearense foi palco de 21 homicídios entre a última sexta-feira (6) e a noite do domingo (8). No Interior, foram 30 casos e na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) mais 12 pessoas foram mortas.

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 9 8826.7143

Compartilhe conteúdo

 

12f

 

zz1