Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

2.219 em 5/12/2019  

Pefoce libera corpos das crianças chinesas mortas em desabamento de loja no Centro de Fortaleza

Terça 18.8 022Terça 18.8 024

O desabamento do teto da loja de importados deixou vários feridos na tarde de segunda-feira

A Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), liberou agora há pouco os corpos das duas crianças chinesas que morreram em um acidente, na tarde de ontem, no Centro de Fortaleza, quando desabou o teto de uma loja. As crianças, identificadas como Qiu Anxin, 10 anos; e Ankang Qiu, 8 anos, sofreram múltiplas lesões e acabaram morrendo na emergência do Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro).

O desabamento aconteceu no começo da tarde de segunda-feira, na loja de produtos importados situada na Rua Major Facundo, 666, ano quarteirão entre as ruas  Pedro Pereira e Liberato Barroso, ao lado de um cartório. O prédio abriga há quatro anos a loja de produtos  chineses pertencente aos pais das crianças mortas. O teto desabou quando operários trabalham para reformá-lo.

O resgate dos feridos no acidente foi  complexo e demorado. A dona da loja, Pan Xiaoyan; e a filha mais nova, de 5 anos, Sofia Anning, conseguiram sair dos escombros rapidamente e sofreram poucos ferimentos. Já as outras filhas da comerciante ficaram sobre os destroços. Soldados da Unidade de Busca e Salvamento (NBS), do Corpo de Bombeiros Militar, levaram, pelo menos duas horas até conseguir encontrar a última criança, com a ajuda de cães farejadores e uso de equipamentos elétricos para serrar vergalhões e vigas.

O acidente deixou o Centro de Fortaleza com o trânsito ainda mais engarrafado. Viaturas da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) levaram tempo para conseguir chegar no local do desastre.

Causas

O local do acidente ficou isolado pelos Bombeiros e pela Defesa Civil do Município de Fortaleza durante toda a noite de segunda-feira e madrugada desta terça. Uma equipe da AMC também permaneceu ali. Segundo o Comando dos Bombeiros, ainda há riscos de novos desabamentos no imóvel.

Hoje, a Perícia Forense e a Secção Técnica do Corpo de Bombeiros dão início ao trabalho de levantamento  no local do sinistro para descobrir as suas causas. Também  estará presente uma equipe do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura do Ceará (Crea-CE).  

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar