Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Ex-gestores da Segurança Pública entram na corrida por vaga na Assembleia Legislativa do Estado

Dois ex-gestores da área da Segurança Pública do Ceará já estão em campanha política no Estado. Ambos concorreram a vaga de deputado estadual na Assembleia Legislativa. O primeiro é o ex-titular da Pasta, o coronel Francisco José Bezerra Rodrigues, que deixou o cargo no ano passado atendendo a pedido do governador do Estado, Cid Gomes, para concorrer a uma vaga na AL. O outro é o delegado da Polícia Civil e ex-titular daquela instituição, Luiz Carlos de Araújo Dantas.

Bezerra-canindé

Coronel Bezerra

Comandou a SSPDS após a queda de seu antecessor, o delegado federal aposentado Roberto Monteiro. Em sua passagem pela Pasta, Bezerra promoveu mudanças radicais no setor, principalmente no que diz respeito a forma da Polícia Militar atuar no combate à criminalidade. Foi de sua iniciativa a nova Lei de Organização Básica (LBO) da PM, que, após mais de 30 anos de estagnação, ampliou os efetivos da corporação, além de criar novos batalhões e companhias e transformar outras. Uma delas, o Raio (Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas), que, de uma pequena companhia, foi transformado em batalhão e hoje conta com mais de 400 homens em suas fileiras. O BPRaio é o campeão na apreensão de armas de fogo na Capital e Região Metropolitana de Fortaleza, sendo aplaudido pela população diante de um trabalho rápido e eficaz no combate à violência.

Também partiu do coronel Bezerra a deflagração da "Operação Divisas", com o objetivo de fechar o cerco ao crime nas regiões fronteiriças do Ceará com os Estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Piauí. O trabalho efetivo fez reduzir o número de ataques a bancos no Interior cearense e também contribuiu para a prisão de traficantes de drogas e apreensão de armas. Essa iniciativa de Bezerra teve reconhecimento das autoridades da Segurança Pública da Região e  levou o o secretário a ser eleito para o cargo de presidente do Conselho de Segurança Pública do Nordeste (Consen).

Na luta contra o crime, além de inaugurar várias delegacias no Interior cearense, abrir concursos para as polícias Civil e Militar e Perícia Forense, Bezerra criou mais uma frente contra o crime, o Comando Tático Rural, o Cotar, grupo de elite pertencente ao Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque), que, atualmente, reforça a segurança no Interior do Estado. O então secretário também remodelou o trabalho do Ronda do Quarteirão, aumentando o efetivo das patrulhas nas áreas consideradas mais críticas da Capital.  Sob a sua gestão, foram presas no Estado cerca de seis mil pessoas envolvidas com o tráfico de drogas, outras oito mil acusadas de assaltos, além da apreensão de aproximadamente 15 mil armas de fogo. Coronel Bezerra é candidato a deputado estadual pelo PROS, com o número 90090

 Dantas-21

Delegado Luiz Carlos Dantas

Deixou o cargo de delegado-geral da Polícia Civil no ano passado, sendo substituído pelo delegado Raimundo Andrade Júnior. Dantas passou por vários cargos na instituição, entre eles, o de diretor do Departamento de Inteligência Policial (DIP) e a Divisão Antissequestro. Ao seu comando, foram presos vários sequestradores, assaltantes de bancos, pistoleiros, traficantes de drogas e outros malfeitores. Especializado em gerenciamento de crises, também esteve à frente, como gerente e negociador, de várias ocorrências graves como assaltos com reféns, atos suicidas, sequestros, ataques a bancos e carros-fortes, além da desarticulação de várias quadrilhas.

Na década de 90, ao lado do delegado Francisco Carlos de Araújo Crisóstomo, foi um dos principais responsáveis pela caçada implacável e, finalmente, prisão, do mais famoso matador de aluguel do Norte e Nordeste do Brasil, o pistoleiro cearense Idelfonso Maia Cunha, o 'Mainha'. Como delegado da cidade de Jaguaribe, Dantas esteve no comando de várias perseguições ao bandido, inclusive fora do Ceará, como no Interior do Estado do Pará.

Ultimamemnte, o delegado Luiz Carlos Dantas estava no comando da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP),  órgão responsável pela investigação de assassinatos, ocasião em que comandou várias prisões de criminosos envolvidos em assassinatos na Grande Fortaleza. Luiz Dantas é candidato a deputado federal pelo PPS, com o número 23190.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar