Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

4.060
Atualizado em 23/10/2017

Guarda Municipal promete reforçar segurança para reduzir a violência nos terminais de Fortaleza

terminal

Tráfico e consumo de drogas, assaltos, furtos, abandono e prostituição infanto-juvenil. Estes são os principais problemas vividos, todos os dias, pelos fortalezenses que precisam de um importante equipamento urbano para sua mobilidade; os terminais de passageiros. Cenas de violência nesses pontos de afluência de linhas dos coletivos interbairros são comuns e se tornaram um desafio para as autoridades da Segurança Pública do Estado e, mais ainda, para a Prefeitura de Fortaleza, responsável pela administração desses locais.

Na noite do último sábado (26), quem passava pelo Terminal da Lagoa, no bairro Parangaba, presenciou uma cena terrível. Um adolescente de 14 anos de idade foi executado com vários tiros. Ali mesmo, na presença de dezenas de passageiros. O menor, conhecido na área pelo apelido de "Pezão", era apenas mais um entre as dezenas de garotos e garotas, além de adultos e até idosos, que perambulam pelos terminais de Fortaleza, mendigando, consumindo drogas e praticando roubos e furtos. "Pezão", segundo apurou a Polícia, recebeu vários tiros à queima-roupa. A autoria do crime é desconhecida.

Reforço

Em entrevista a uma emissora de tevê local, na noite desta segunda-feira (28), o diretor-geral da Guarda Municipal de Fortaleza, Antônio Azevêdo Vieira Filho, informou que, a partir da próxima semana, a instituição deverá reforçar a segurança em alguns dos sete terminais da Capital cearense, entre eles, o que serviu de palco para as cenas de violência no último fim de semana.

Sem determinar o quantitativo de guardas que serão remanejados para o reforço, Azevêdo informou, porém,que estarão nos terminais, além do efetivo ordinário, membros do Pelotão de Operações Especiais e das patrulhas motorizadas.  Sempre que são chamados, o Ronda do Quarteirão e o Batalhão de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) também se fazem presentes nos equipamentos. Lagoa, Siqueira e Antônio Bezerra  estão entre aqueles que deverão contar com mais guardas municipais.

Drogas

O Terminal do Siqueira, situado na confluência das avenidas Augusto dos Anjos e General Osório de Paiva, na Zona Sul da cidade, segundo seus usuários, é um dos mais inseguros da Capital. A presença de menores de idade perambulando ali, praticando furtos e assaltos e utilizando drogas como cola, maconha e pedras crack, é constante. Todavia, esse quadro assustador se agrava no período da noite e nas madrugadas.

Os guardas municipais que ali atuam tentam afastá-los de lá, mas não conseguem. Alguns agentes revelam que eles próprios sofrem ameaças dos infratores.   Também segundo relatos de motoristas, fiscais, trocadores e passageiros, os garotos e garotas usam armas brancas como facas e canivetes, e quando estão sob efeito das drogas se tornam ainda mais agressivos.  

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar