Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

3932
Atualizado em 16/10/2017

Camilo admite pela primeira vez o aumento dos assassinatos no Ceará. Em janeiro, 349 pessoas foram assassinadas

 

Coletiva CVLIs hoje

O novo secretário da Segurança Pública, André Costa, falou sobre os números

Os números oficiais da estatística da violência registrada em janeiro de 2017 mostraram um aumento da ordem de 8 por cento nos assassinatos na comparação com janeiro de 2016. Somente em Fortaleza, 123 pessoas foram assassinadas no mês passado, numa média de uma pessoa morta à cada seis horas nas ruas da cidade.

 

 Na totalização dos números, em janeiro deste ano, foram registrados 349 assassinatos em todo o estado do Ceará, contra 323 em 2015. Portanto, um aumento geral de 8 por cento.

 

Os dados relativos ao mês de janeiro foram apresentados, pela primeira vez, pelo novo secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) do ceará, delegado federal André Costa. Ele esteve ao lado do governador do Estado, Camilo Santana (PT), numa coletiva de Impresa logo após uma reunião com os chefes das polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar e da Perícia Forense do Ceará (Pefoce).

 

De acordo com os números apresentados pelas autoridades, na Capital foram registrados 123 assassinatos em janeiro de 2017, contra 97 em janeiro de 2016, um aumento de 26,8 por cento.

 

Na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), 88 pessoas acabaram assassinadas no mês passado. Em 2015, foram 84, uma elevação de 4,8 por cento.

 

Sertão

 

A Região Norte no Interior cearense foi a única entre as quatro monitoradas que apresentou uma queda de homicídios no mês que passou. Foram 45 casos neste ano, contra 60 em 2016.

 

No Interior Sul, 93 pessoas foram mortas em janeiro. No ano passado foram 82, portanto, um aumento de 13,4 por cento. 

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar