Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro Mortes no Ceará 2017

4.060
Atualizado em 23/10/2017

Assassinatos "explodem" no Ceará no mês de março e secretário atribui ao aumento das ações policiais

Intermitente piscando 2

Acaracuzinho 2

Execuções sumárias ocorrem todos os dias na periferia de Fortaleza e na zona metropolitana

Entre os dias 1º e 28 de março, nada menos, que 314 pessoas foram assassinadas em todo o Ceará. O número de homicídios neste mês fez explodirem as estatísticas do governo do Estado em relação aos Crimes Violentos, Letais e Intencionais, os CVLIs. Somente na Capital, 139 pessoas foram mortas no período, contra 123 em janeiro e 90 em fevereiro.  No acumulado do ano, o Ceará já registrou neste intervalo 932 homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte.

Em declarações à Imprensa nesta quarta-feira (29), o secretário da Segurança Pública e Defesa Social do Estado, delegado federal André Costa, admitiu a elevação dos índices de mortes violentas e atribuiu o fato à “intensificação do combate à criminalidade pela Polícia em áreas violentas e dominadas por grupos criminosos”.

Segundo a interpretação de André Costa, a intensificação das operações policiais nas áreas até então  ocupadas pelas facções teria feito os bandidos migrarem para outros locais e, consequentemente, entrarem em conflito com os que já dominavam o local, gerando os confrontos e mortes violentas.

Números

Em 28 dias de março, além dos 139 assassinatos na Capital, foram registrados também 66 homicídios na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), 45 na  região Interior Norte e 64 no Interior Sul, totalizando, portanto, 314 homicídios.

Em março de 2016, a SSPDS contabilizou no mês (inteiro 31 dias), 316 CVLIs. Neste mês, faltando ainda os registros dos dias 29, 30 e 31, o número final certamente irá superar o do ano passado, acarretando um aumento nas taxas oficiais de homicídios no Ceará pela segunda vez em 2017.

Em janeiro último, foram contabilizados pelo governo 349 assassinatos no Ceará, contra 323 em 2016, uma elevação da ordem de oito por cento.

Já em fevereiro último, foram registrados 269 homicídios, contra 297 no ano passado, o que representou um declínio de 9,4 por cento. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar