Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Rebelião de presos na CPPL 2 já dura mais de 16 horas. Tropa de Choque está pronta para invadir o presídio

CPPL 2 - 2

Várias celas e galerias estão pegando fogo desde a tarde de ontem na CPPL 2

Já dura mais de 16 horas uma rebelião de presos em uma das unidades do Complexo Penitenciário de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O levante acontece na Casa de Privação Provisória da Liberdade Dois, a CPPL 2, onde estão confinados membros de uma facção criminosa.  A Polícia Militar reforça a segurança no local, mas ainda não invadiu o local.

A rebelião começou ainda na tarde desta terça-feira (13), diante da informação de que vários detentos deveriam ser transferidos nas próximas horas para outras unidades do Sistema Penal. Eles passaram a queimar colchões e a depredar as cela, galerias e vivências.

Ainda durante a tarde, agentes do Grupo de Apoio Penitenciário (GAP) conseguiram controlar a movimentação dos detentos. No entanto, durante a noite, o motim foi retomado e novos colchões foram queimados.  Equipes do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) foram enviadas para o local, mas a invasão tática ao local para a retomada do controle não aconteceu por ser noite, período em que operações desse tipo não são recomendadas.

Superlotado

Durante toda a madrugada, os presos provocaram danos ao patrimônio público e fizeram muita algazarra. Os agentes do GAP estão dentro do presídio, mas a PM se mantém do lado externo, para impedir qualquer tentativa de fuga.

Cerca de 1.800 presos estão atualmente na CPPL 2, conforme as primeiras informações colhidas pela própria PM no local. A Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus) não se pronunciou, ainda, sobre o caso. Conforme uma fonte da PM, não há informações sobre mortes ou presos feridos. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar