Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Sirene Aberta: tudo sobre os bastidores da Segurança Pública

Intermitente piscandoIntermitente piscandoIntermitente piscando

SIRENE ABERTA

Fernando Ribeiro

POLICIAIS PERSEGUIDOS E PUNIDOS PELA CGD

A perseguição aos servidores estaduais tem sido a marca da atual gestão da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário do Estado (CGD).  E esta postura tem sido alimentada pelo próprio estado, que instituiu até gratificação por produtividade no órgão. Então, quanto mais sindicâncias, inquéritos, suspensões e expulsões de policiais, bombeiros, peritos e agentes penitenciários, mais dinheiro no bolso dos investigadores da Controladoria.

No Diário Oficial do Estado (DOE), publicado na última sexta-feira (30), aparece mais um capítulo dessa maratona de “caça às bruxas” na Segurança Pública do Ceará. De uma só tacada, 16 policiais civis foram suspensos de suas atividades e vão responder disciplinarmente (com risco até de demissão) por terem participado da greve da categoria no ano passado. São 10 inspetores e seis escrivães penalizados pela autoritária CGD. As suspensões vão de 40 a 80 dias, sem salários.

É assim que o governo quer reduzir a violência e a criminalidade no Ceará? Usa a velha tática do “morde e assopra”. Uma hora manda punir os policiais e agentes que buscam seus direitos como trabalhadores e cidadãos. Outra hora, usa as redes sociais para falar de supostas benfeitorias para o setor, como a entrega de viaturas.  Além de ridículos salários, a categoria ainda tem que conviver com um inexplicável e interminável assédio moral por parte da CGD.

ELE SERÁ CANDIDATO SIM

Secretário hoje

Já está definido pelo Palácio da Abolição. O secretário  de Segurança André Costa, o nosso “Batman cabeça chata”, será mesmo candidato nas próximas eleições. Vai tentar minar o Capitão Wagner.  Quer angariar a simpatia da tropa da Polícia Militar que está, em parte, insatisfeita com a atuação do deputado republicano. Atualmente, o secretário tem tido uma boa acolhida dentro da tropa. Está presente em todas as solenidades, conversa com os oficiais e praças, busca apoio fora da instituição para assistência jurídica, médica e psicológica para os militares. Tem chefiado pessoalmente as operações policiais na Capital e no Interior. Enfim, é um gestor presente, muito embora os resultados contra a violência tenham se mostrado pífios, basta ver a crescente onda de mortes violentas no estado. Ainda assim, o nosso “Batman” vai encarar as urnas.

FIM DAS REGALIAS

pIZZA HOJE

Soou mal para o governo as denúncias feitas por esta coluna sobre as regalias que os adolescentes infratores desfrutam nos centro educacionais onde cumprem medidas socioeducativas pela prática de atos infracionais (crimes). A farra de pizzas, chocolates, passeios e até caixas de som nas celas, além das constantes fugas e rebeliões deixaram o governador Camilo Santana incomodado. Ele então,  mandou cortar essa mordomia e quer uma apuração sobre o fato. Já os agentes que trabalham nessas unidades sofrem assédios, ameaças e agressões, todos os dias, em troca de um salário de miséria que é pago através de contratos do Governo com entidades civis.  A propósito, está marcada uma audiência pública na Assembleia Legislativa do Ceará  para tratar do assunto. Será nesta quinta-feira (6), às 15 horas.

CADÊ O BATALHÃO???

Alderlânia

Deputada estadual Aderlânia Noronha (Solidariedade) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa para cobrar do governo do estado providências por conta da insegurança e da violência no Interior, com atenção especial para os Inhamuns. Até agora, segundo ela, o governador Camilo Santana não cumpriu a promessa que fez na própria AL de implantar um quartel do Batalhão de Divisas na cidade de Parambu. A parlamentar informou que 28 agências bancárias foram assaltadas no Ceará neste ano e sete delas estão na região, reduto eleitoral da parlamentar.  Conforme a deputada, a agência dos Correios de Parambu foi assaltada duas vezes em menos de 30 dias. Ataques a pontos comerciais ocorrem diariamente. Por fim, ela revelou ter encaminhado, há cerca de 60 dias, um ofício ao secretário de Segurança Pública, André Costa, pedindo uma audiência. “Até hoje ele não respondeu se, ao menos, terá tempo para me receber”, desabafou.

DIA DE COBRANÇA

Crime 2

Um fato tem chamado a atenção dos gestores da Segurança Pública. As segundas-feiras têm se tornado os dias com maiores registros de violência armada no Ceará. Na última (dia 3 de julho), nada menos que 22 pessoas foram mortas no estado, sendo registrados, inclusive, crimes de latrocínios, além  de um duplo assassinato.  A “ressaca” da violência dos fins de semana não tem poupado a segunda-feira. Para alguns oficiais da PM que tiveram contato com o redator da coluna, a segunda se tornou para os traficantes o “dia da cobrança”. “Comprou (drogas) e não pagou, vai para a vala, sem perdão. No mundo das drogas não há Serasa, nem SPC”, disse um deles.

NOSSA PRAIA

Xico

O recente assassinato do comerciante Xico Canuto, dono do tradicional bar “Bicho Papão”, na Rua dos Tremembés, na Praia de Iracema, expôs de forma inequívoca para a sociedade o poder de mando e de fogo dos traficantes em Fortaleza. Por não concordar com a atuação dos mercadores de drogas no bairro, nem permitir que no seu bar fosse praticado o tráfico, Xico pagou com a própria vida. Foi executado sumariamente na madrugada da última segunda-feira.  Câmeras instaladas no estabelecimento gravaram o momento do assassinato, quando um jovem descarrega seu revólver. Em seguida, ele foge correndo em direção à favela Baixa Pau. Naquela comunidade há um intenso tráfico de drogas, nas barbas da Polícia, pois ali está instalada a sede da Controladoria Geral de Disciplina.  Há anos, não acontece uma operação policial no local. O Estado, portanto, tem sido conivente com esta situação.

SEM BANCOS

BB

As constantes ações de quadrilhas no Interior têm trazido graves prejuízos financeiros para os Municípios. Ao menos, 22 agências bancárias foram destruídas por conta da explosão de suas instalações. A população acaba prejudicada e os cofres dos municípios também. Obrigados a sair de suas cidades e irem até outros municípios vizinhos, para realizar uma simples retirada ou transferência, os cidadãos acabam gastando o dinheiro no local onde aconteceu o saque. Agora, a Justiça está começando a se mexer sobre o assunto. Em um Município do Ceará, Monsenhor Tabosa, o juiz  determinou que o banco reconstruísse a agência atacada e  esta voltasse a funcionar.

E TEM MAIS !!!

* Para tentar amenizar os efeitos dos péssimos resultados da violência em junho (com mais de 460 assassinatos no estado), o governador Camilo Santana marcou para a próxima segunda-feira (10) uma solenidade no estacionamento da Arena Castelão para a entrega de aproximadamente 350 novas viaturas que serão destinadas à PM, Polícia Civil e Perícia Forense (Pefoce). Além disso, anunciou que o estado vai comprar mais 600 motocicletas para o BPRaio, além de dois helicópteros para a Ciopaer.

* Vereador Noélio, da bancada da Segurança na Câmara Municipal de Fortaleza, está trabalhando na defesa dos agentes socioeducativos que atuam nos centros destinados ao recolhimento dos adolescentes infratores. A categoria é uma das mais sofredoras. As ameaças e de morte e agressões verbais e físicas fazem parte da perigosa rotina desses profissionais. Eles buscam apoio. Recebem uma ninharia como salário e ainda correm risco permanente de morte dentro dessas unidades.

* Prédios que abrigam delegacias de Polícia Civil na Grande Fortaleza estão, literalmente, caindo aos pedaços. Um deles é o que sedia a Delegacia de Defesa da Mulher, no Centro da Cidade, próximo ao IJF-Centro.  O casarão é antigo e as condições de trabalho para os policiais, e para o recebimento do público são péssimas. E o que dizer do 29º DP, na Pajuçara, em Maracanaú?

* Nunca a Polícia Militar apreendeu tantas armas e drogas no estado. Todos os dias, as patrulhas que estão nas ruas se deparam com jovens transportando entorpecentes e armas em veículos. O aumento das abordagens – determinadas pelo Comando-Geral – tem tido excelentes resultados.

* No entanto, em sentido inverso, as matanças continuam. Sinal de que o que falta é punição para os criminosos que, apesar de presos, logo são soltos em audiências de custódia. Então, voltam às ruas para cometer mais crimes e traficar mais drogas.  Falta investigação, porque falta efetivo na Polícia Judiciária. A PM prende, mas a Polícia Civil não investiga por falta absoluta de condições. Resultado disso? Inquéritos superficiais e sem provas. Logo, bandido solto.

* E para terminar: Brasil perdeu no ano passado, em arrecadação de impostos, nada menos, que R$115 bilhões por conta do contrabando. Faltam fiscalização e repressão. Eita país rico!!!!

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar