Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Facção criminosa domina condomínio popular e impõe regras do crime aos moradores

GDE - CIdade Jardim

Paredes nas entradas dos blocos de apartamentos estão grafitadas com o símbolo da facção

Cidade Jardim 2

Residencial Cidade Jardim, no bairro José Walter, possui 5.536 unidades e abrigará 22 mil pessoas

Uma reportagem especial da TV Jangadeiro, apresentada pelo jornalista Nilson Fagata, mostrou como uma comunidade inteira é rendida pelo crime organizado na periferia de Fortaleza. Trata-se do condomínio popular Residencial Cidade Jardim, obra do programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, instalado na zona sul da Capital. Ali, a facção criminosa Guardiões do Estado (GDE) assumiu o comando do tráfico de drogas e controla o ir e vir dos moradores.

As paredes dos prédios que compõem os blocos de apartamentos estão todas grafitadas com AA sigla da facção GDE. Os moradores se vêem obrigados a obedecer às ordens dos traficantes. Já os criminosos não se intimidam em aparecer diante das câmeras da TV e afirmam que se alguém de outra facção ousar entrar no condomínio será recebido à bala.  

Na reportagem, uma jovem fala (sem mostrar o rosto) do domínio da facção na comunidade. Já um homem aparece de cara limpa, dizendo que a facção já dominou o condomínio por inteiro e vai dominar o estado. Embora não apareçam na reportagem, “soldados” do tráfico vigiam as entradas e saídas do condomínio. A vigilância é feita durante 24 horas, por homens armados com pistolas.

Tráfico

A Polícia já entrou no condomínio algumas vezes, mas não consegue impedir o controle da facção. Recentemente, policiais do 8º DP (José Walter) encontraram em um dos apartamentos um mini-laboratório de produção de droga (crack) e prendeu os envolvidos.

O Residencial Cidade Jardim foi construído com verbas públicas no total de R$ 347 milhões do Governo Federal e mais R$26 milhões do Governo do Ceará.  Atualmente abriga cerca de 1.200 famílias e até o final do ano esse número vai aumentar com a conclusão de mais 500 partamentos. No total, serão 5.536 unidades para abrigar 22 mil pessoas aproximadamente.

Assista a reportagem da TV Jangadeiro:

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar