Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Facção invade casa de traficante no Lagamar, fuzila inimigo e joga uma granada militar de fragmentação

Lagamar 1

O Esquadrão Anti-Bombas do Gate usou um robô para recolher o artefao jogado pelos criminosos

Lagamar 2

A granada de fragmentação, se explodisse, causaria destruição em um raio de até 20m

Uma granada militar de fragmentação, arma de guerra de uso privativo das Forças Armadas, foi jogada, no começo da madrugada desta segunda-feira (11), por membros de uma facção criminosa em direção a uma casa, no bairro Lagamar, logo após uma quadrilha invadir o local e matar uma pessoa e deixar outra baleada.

O artefato foi encontrado pela Polícia na Travessa Liberdade, na frente de uma casa que seria do traficante de drogas João Bosco da Rocha, o “João Presinha”, apontado como chefe do tráfico de drogas no bairro e que estaria ligado a uma facção criminosa, muito embora ele negue o fato.

Segundo a Polícia, o fato ocorreu por volta de 3 horas desta segunda-quando uma quadrilha composta por, ao menos, oito bandidos, utilizando dois carros, entrou no bairro Lagamar e seguiu direto para a Travessa Liberdade. Os criminosos armados com fuzis e pistolas, invadiram a casa e mataram um traficante rival, deixando outro gravemente ferido.

Em seguida, na hora da fuga, um dos bandidos lançou a granada, que caiu no meio da travessa, na porta da casa onde ocorreu o fuzilamento. Quando a Polícia chegou no local descobriu o armamento e, imediatamente, foi acionado o Esquadrão Anti-Bombas do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais), que acionou um robô para recolher o artefato. A granada foi transportada para uma área de segurança fora de Fortaleza e detonada.

Dentro da casa a Perícia Forense recolheu o corpo do homem executado pela quadrilha. Sua identidade não foi revelada. 

VEJA ENTREVISTA DO TRAFICANTE ZÉ PRESINHA:

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar