Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.561

Atualizado em 22/11/2017  

Guerra de facções deixa corpos mutilados em cenário de

 Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro

Rabecão 40

Corpos esquartejados, decapitados, carbonizados, manietados e com marcas de torturas estão sendo encontrados diariamente na Capital e Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). É a marca da barbárie e da crueldade na guerra entre as facções criminosas que dominam o estado do Ceará. Um verdadeiro desafio para as autoridades da Segurança Pública e para o governo. As imagens das execuções sumárias estão sendo postadas nas redes sociais pelos próprios criminosos, numa demonstração de ousadia e de desafio às instituições.

Nos últimos dois meses, cerca de 40 corpos apresentando tais tipos de mutilações chegaram ao necrotério da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).  Ali, são necropsiados e armazenados até que as famílias apareçam para realizar os procedimentos de reconhecimento formal e liberação para sepultamento.  Contudo, a maioria acaba indo para a vala dos indigentes e se transformando apenas em um número a mais na estatística da criminalidade que assola o Ceará.

POLÍCIA SUCATEADA

PC

Com poucos recursos, efetivo defasado e cumprindo a tarefa de cuidar de presos que estão abarrotando os xadrezes das delegacias, os policiais civis (inspetores, escrivães e delegados) conseguem muito pouco chegar à elucidação dos assassinatos. A falta de investigação mais completa e detalhada dificulta  a identificação dos assassinos, seu indiciamento e, por fim, o julgamento na Justiça pelas atrocidades cometidas.  Esse quadro não é “privilégio” do Ceará.  A Polícia Civil de todo o país – como o programa Fantástico mostrou em reportagem especial no domingo passado – anda de mal a pior. De cada 100 homicídios no País, apenas oito (8) são esclarecidos e, destes, em apenas quatro os responsáveis vão a julgamento e são condenados. No Ceará, até bem pouco tempo, cerca de seis mil inquéritos estavam parados na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o que representa milhares de crimes sem solução. Recentemente, portaria do secretário André Costa determinou a redistribuição dos autos para as delegacias distritais.

POR MAIS DELEGADOS

Mais delegados

O movimento “Mais Delegados” não pára no Ceará. Nas redes sociais são milhares de postagens. A sociedade cearense clama pela reestruturação da Polícia Civil e a contratação imediata de novos profissionais que possam dar vazão à demanda de crimes a serem esclarecidos. Candidatos aprovados no concurso realizado em 2014 para o cargo ainda aguardam um aceno ou boa vontade do governo para que possam ingressar na carreira após passar pelo curso de formação profissional na Academia Estadual da Segurança Pública (Aesp).  Um estudo sobre a premente necessidade de contratação de novos delegados está nas mãos do secretário da Segurança Pública, delegado federal André Costa. Ele prometeu apresentá-lo ao governador Camilo Santana (PT). Com a falta de profissionais, quadro na Polícia Civil do Ceará parece insustentável e acena para piorar no começo do ano, quando muitos veteranos deverão se aposentar após a carreira ser considerada jurídica.

CONSELHEIROS AMEAÇADOS

Conselho Tutelar

Membros de Conselhos Tutelares de vários Municípios cearenses se queixam da vulnerabilidade a que estão expostos diante do crescimento da criminalidade no Ceará. São eles os responsáveis pelo acompanhamento dos casos de violência  praticados contra crianças e adolescentes. Contudo, como protetores da lei e engajados na defesa dos menores, acabam se transformando em alvos dos criminosos. Pedem também proteção. Muitos se dizem ameaçados. Outros relatam já terem sido agredidos no exercício da função. Um projeto de lei que tramita em Brasília prevê que seja obrigação dos organismos da Segurança Pública a proteção aos conselheiros tutelares. O projeto já foi aprovado em duas comissões da Câmara dos Deputados e está prestes a seguir para o Senado Federal, onde será pautado para votação.

A FORÇA DO CONTRABANDO

Contrabando

Entre os meses de janeiro e setembro, as autoridades da Receita Federal, responsáveis pela fiscalização em portos, aeroportos e áreas de fronteiras do Brasil, apreenderam, nada menos, que R$ 1,7 bilhão em produtos contrabandeados, o que representa um aumento de 15 por cento se comparado a igual período de 2016. É o importante trabalho dos agentes aduaneiros brasileiros e que merece ser ressaltado.  Também através das operações nas zonas da Aduana, foram apreendidas 28 toneladas de maconha, 14 toneladas de cocaína e a incrível marca de 160  milhões de maços de cigarros contrabandeados. O trabalho da Receita ganhou impulso com o reforço nas zonas de fronteira com a atuação das Forças Armadas, Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ao lado de outros crimes como o tráfico de drogas e de armas, tráfico de seres humanos, terrorismo e crimes cibernéticos, o contrabando gera prejuízos incalculáveis para as nações em todo o mundo.

FALTAM ARMAS??

Formatura

O ingresso de mais 1.350 novos soldados nas fileiras da Polícia Militar do Ceará veio como um importante e imprescindível reforço para a segurança de Fortaleza, sua região metropolitana e também para o interior. No entanto, alguns problemas começam a ser revelados.  Um deles foi reportado à coluna por um oficial comandante de um batalhão. Faltam armas e coletes à prova de balas para todos os novos militares. Muitos estão nas ruas (é possível vê-los nos principais cruzamentos da Capital) desarmados ou usando armas pessoais. Outro problema relatado é a falta de equipamentos de comunicação. Novas viaturas também estão circulando sem os rádios para a transmissão junto ao Centro de Integrado de Operações de Segurança (Ciops).  Somente no fim do mês a Secretaria da Segurança Pública fará um pregão para a aquisição de novos equipamentos de proteção individual para os militares (armas e coletes). E o processo de aquisição é demorado. Até lá, o risco de ataque aos novos PMs é alto.

PERÍCIA DE PRIMEIRA

Pefoce  10

O Núcleo de Perícia em DNA Forense da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) recebeu certificação do controle de qualidade externo do Grupo Iberoamericano de Trabalho em Análise de DNA – GITAD. Esta é a décima certificação, desde 2007 o núcleo é certificado pelos trabalhos desenvolvidos. Os grandes laboratórios de análise de DNA Forense de diversos países participam do programa. A certificação atesta a qualidade dos resultados das perícias do Núcleo de DNA da Perícia Forense do Ceará. Para conceder o certificado anualmente, o Gitad encaminha cinco amostras de material para os laboratórios examinarem a presença ou não de perfis genéticos, utilizando marcadores autossômicos e marcadores do cromossômico Y. Também é aplicado um exercício teórico de estatística forense. Os laboratórios têm um no prazo de 30 dias para envio dos resultados. A certificação garante o alto padrão de qualidade do núcleo de DNA forense, que precisa também ter equipamentos modernos, peritos qualificados, e estrutura adequada. Desde 2007, o Núcleo da Pefoce recebe a certificação, tornando-se referência nacional e ficando entre os melhores do país.

E TEM MAIS!!!

* Agora é pra valer! O presidente Temer sancionou, ontem, a lei que transforma em crime de hediondo o  porte ilegal de fuzil.  Trata-se de um armamento de guerra e que, portanto, só pode ser usado pelas Forças Armas e pelas forças de Segurança Pública quando estas últimas recebem a devida autorização do Exército Brasileiro.

* Temer vetou também nesta quinta-feira (26) o projeto de lei aprovado no Congresso Nacional que permitiria o uso de armas de fogo por agentes de trânsito em todo o País. O Palácio do Planalto seguiu recomendação do Ministério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP).

* Vice-Prefeito de Fortaleza, delegado federal e ex-secretário da Segurança Pública do Ceará, Moroni Bing Torgan (DEM), que comanda o Plano Municipal de Proteção Urbana (PMPU), esteve em Brasília. Foi tratar da autorização para que a Guarda Municipal de Fortaleza (GMF) utilize armas de fogo. Até dezembro, o PMPU entra em execução na Capital cearense.

* Cerca de 80 dos 1.350 novos soldados da Polícia Militar foram destinados ao 15º Batalhão da PM, unidade operacional responsável pelo policiamento em oito cidades da Região Metropolitana de Fortaleza: Pacajus, Horizonte, Chorozinho, Cascavel, Pindoretama, Aquiraz e Eusébio.

* Na cidade de Limoeiro do Norte, a única viatura da Delegacia de Polícia Civil está no “prego”. Resultado, o delegado está fazendo diligências em seu carro particular. Enquanto isso, os crimes vão ocorrendo, principalmente na zona rural. Até quando ele vai agüentar essa situação???

* Bandidos invadiram a sede da Embratel, na Avenida Pontes Vieira, no fim de semana passado, renderam os vigilantes e arrombaram os caixas eletrônicos. Levaram todo o dinheiro. O fato passo “batido” pela Imprensa local. O caso está sendo investigado sigilosamente. Por que??

* Dezenas de novos soldados da PM, cuja formatura ocorreu há uma semana, estão morando nos quartéis  da Capital e RMF, pois não têm casa no Ceará. São jovens de outros estados como Piauí, Pernambuco e Rio Grande do Norte, além daqueles do Interior  que não têm parentes na Capital.

* E A PERGUNTA DO DIA: Com tanta violência nas ruas da Grande Fortaleza, você ainda tem coragem de sair à noite para se divertir no fim de semana???

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar