Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.909

Atualizado em 15/12/2017  

Até o fim de dezembro reforço da segurança em Fortaleza terá duas torres de vigilância blindadas

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro

PMPU 3

Cada torre terá nas ruas do seu entorno dezenas de câmeras de altíssima potência

Estão aceleradas as obras de construção das torres de segurança que serão erguidas nos bairros Barra do Ceará e Jangurussu para o lançamento do Plano Municipal de Proteção Urbana (PMPU), de iniciativa da Prefeitura Municipal de Fortaleza, e que vai levar segurança e serviços para as comunidades maios carentes e também mais violentas da cidade.  Até o fim de dezembro, as duas primeiras células estarão em pleno funcionamento e serão entregues à população pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT);  e pelo vice, Moroni Bing Torgan (DEM), este último o coordenador do plano.

Os dois primeiros pontos representam apenas o início de um plano que visa cobrir até 60 por cento do território da cidade, com mais segurança e serviços para os cidadãos. As torres  terão cerca de cinco metros e meio de altura, ficarão em planos elevados e serão blindadas. Nelas estarão trabalhando durante 24 horas guardas municipais e policiais militares. Dotadas de câmeras de alta precisão e de longo alcance  (inclusive noturno), elas ajudarão os agentes do patrulhamento diuturno do perímetro de cada torre. Cada um deles vai cobrir um entorno com dezenas de quarteirões.

ÁREAS JÁ ESCOLHIDAS

Azevedo 2

O plano é inédito no país e audacioso,  pois terá a missão de contribuir de forma definitiva na segurança pública das áreas hoje consideradas de alta letalidade, como a comunidade das Goiabeiras, na Barra do Ceará, e o Jangurussu, na Grande Messejana. Mas, segundo o secretário de Segurança Cidadão da Capital, Azevedo Vieira (foto), o plano visa instalar até 50 células na cidade. Depois de Jangurussu e Barra do Ceará (Goiabeiras), vai ser iniciada a instalação em outros três bairros já definidos por Moroni Torgan e sua equipe: Vila Velha, Edson Queiroz  (Dendê) e Canindezinho.

Segundo Azevedo, uma ferramenta importante neste trabalho será o vídeo-monitoramento.  Cada estrutura (célula) será dotada de até 40 câmeras de segurança que serão monitoradas pelas equipes  de cada torre de vigilância. Drones também farão parte do aparato para patrulhar cada área. E cada torre contará com um efetivo – por turno – de guardas e policiais fazendo o patrulhamento em bicicletas, motos e viaturas. Os policiais estarão atuando junto com os guardas municipais nas rondas diuturnamente. Para isso, a Polícia Militar e a Guarda Municipal já estão juntas treinando o efetivo.  E mais: a população pode integrar suas câmeras ao sistema das torres. Haverá também um aplicativo para os moradores acionarem os agentes em caso de emergência.  Além do trabalho de segurança, o PMPU prevê o oferecimento de serviços para os moradores como emissão de documentos, ofertas para cursos profissionalizantes e até encaminhamentos para tratamento contra drogas.

FALCATRUAS NA SEMACE

Permanecem presos à disposição da Justiça local os servidores públicos comissionados Lídia Torquato da Silva, Francisco Elder Moura Barroso e Francisco Heury Fernandes da Silva, além do chefe do setor de informática, Luís José de Almeida Correia. Todos são da Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace) e estão sendo investigados pelo Ministério Público Estadual (MPE).  São suspeitos de envolvimento em crime de desvio de verbas públicas.  Da investigação não se livrou nem mesmo o dirigente maior da instituição, o superintendente José Ricardo Araújo Lima, que também foi afastado do cargo junto com a servidora comissionada Inês Furtado Sampaio. Pelo visto, a falcatrua era bem organizada e incluía diversos crimes, tais como: corrupção passiva, concussão, advocacia administrativa, inserção de dados falsos em sistemas de informação da administração pública, além de organização criminosa. A corrupção, segundo dizem, “corria solta” naquele órgão.

POPULAÇÃO E LOJISTAS AGRADECEM

A recente medida anunciada pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa (SSPDS) de reforçar o policiamento no Centro de Fortaleza vem em boa hora, apesar de ser reclamada há anos. Lojistas e a população vão poder contar com mais tranqüilidade na hora de circular pela Malha Central. O titular da instituição, delegado federal Costa, informou que dos 400 policiais empregados atualmente na “Operação Centro Seguro” (que vai até janeiro), 160 ficarão definitivamente trabalhando na área. Conforme dados da própria secretaria, entre janeiro e setembro, nada menos que 3.966 casos de furtos e roubos foram registrados no bairro, conforme Boletins de Ocorrência (B.Os.) formulados pelas vítimas. A média/dia é de 14 ocorrências. E se forem contar os casos de subnotificação, isto é, os roubos que não são registrados, esse número pode até triplicar.  Contudo, o Centro ainda se ressente de uma ação mais forte da Polícia no combate ao tráfico de drogas. Várias “cracolândias”  se instalaram na área. A maior delas está na Favela Oitão Preto, a apenas 100 metros da Praça Castro Carreira (da Estação) e do perímetro histórico de Fortaleza.

TRÂNSITO MAIS HUMANO

Em meio ao caos da violência que devasta o Ceará, Fortaleza tem, ao menos, um motivo para comemorar em 2017. Segundo dados da Prefeitura de Fortaleza, através dos seus organismos de controle e fiscalização do trânsito, caiu vertiginosamente a taxa de acidentes com mortes e feridos nas ruas e avenidas da Capital.  A queda foi de 11 por cento, a maior nos últimos 15 anos. O reforço na fiscalização, a implantação de ciclovias e de faixas exclusivas para o transporte coletivo tem gerado bons frutos. Ainda assim, em muitas avenidas, como a Presidente Castello Branco, a Leste-Oeste, a faixa destinada aos coletivos é diariamente ocupada irregularmente, até mesmo por veículos oficiais da Segurança Pública. Isso acontece com maior intensidade no cruzamento com a Avenida Pasteur, onde clientes de um ponto de venda de açaí param em fila dupla a qualquer hora do dia.

FATIAMENTO CONTINUA NAS CADEIAS

Começou uma nova temporada de transferências de presos no Sistema Penitenciário do País.  Detentos de várias Casas de Privação Provisória da Liberdade (CPPLs) que se apresentam superlotadas,  estão sendo removidos para a nova unidade do Complexo Penitenciário de Itaitinga. Trata-se da Unidade Prisional Professor José Moreira Amorim, a CPPL 7.  Ela foi inaugurada na semana passada pelo governador Camilo Santana (PT e pela secretária da Justiça e da Cidadania, procuradora de Justiça, Socorro França.  Sua capacidade é para 600 presos e custos aos cofres do estado cerca de R$ 24 milhões. As transferências seguem o modelo adotado pelo sistema, o “fatiamento” ou loteamento dos presídios por facção criminosa. Se “misturar” detentos de facções rivais, é morte na certa. Rendidas diante do poder de fogo das facções, o estado não tem outra saída senão fazer esta seleção na hora de mandar um bandido para atrás das grades.

INCHADO E SUPERLOTADO

O último boletim publicado pela Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus) acerca do Sistema Penitenciário revela que a população carcerária do Ceará – até o dia 31 de outubro, era de, nada menos, que 26.887 detentos, sendo 25.427 homens e mais 1.460 mulheres. Mas o que chama também a atenção é o excedente, isto é, a superlotação das cadeias cearenses.  Nas cadeias publicas, por exemplo, esse excedente é de 128 por cento. Com um total de 3.662 vagas, as cadeias hoje abrigam 8.485 pessoas.  Nas grandes unidades  - CPPLs, presídios e penitenciárias – a superlotação é de 66 por cento. Onde caberiam 8.568 presos, estão confinados 14.241, ou seja, 5.673 a mais.  E mais. Dos 26,8 mil presidiários cearenses, a metade (13.061) são provisórios, isto é, estão atrás das grades esperando o julgamento ou cumprem prisão preventiva ou temporária. No momento, há no Ceará 1.696 presos em liberdade  usando tornozeleira  eletrônica.

E TEM MAIS:

* Comandante de um batalhão da PM instalado na Região Metropolitana de Fortaleza, e responsável pela segurança de oito Municípios, decidiu pedir exoneração do cargo. Alega que a falta de condições materiais (armamento, viaturas etc), aliada à insubordinação da tropa, desrespeito ao comando e a indisciplina generalizada, tornam o trabalho da PM cada vez mais difícil para conter a violência.  

* Importante projeto de lei foi aprovado na Assembleia Legislativa do Ceará. Autoriza a reversão de militares da Reserva Remunerada ao serviço ativo. Policiais militares da Reserva Remunerada poderão ficar no serviço ativo até complementarem a idade limite para permanência.  O projeto de lei é de autoria do deputado estadual Capitão Wagner (PR).

* Conselho Estadual da Segurança Pública começa a cobrar do governo do estado ações emergenciais e positivas para reduzir a criminalidade no estado. A alta da violência no Ceará não tem precedente. O presidente do Conselho, advogado Leandro Vasques, quer medidas efetivas para reduzir a matança.

* Situação de violência no Município de Saboeiro (a 456Km de Fortaleza) preocupa as autoridade. Os últimos atentados ali, todos de conotação política, não pouparam nem as sedes da prefeitura e da Câmara de Vereadores. Até a fazenda de um deputado foi atacada. Briga pelo poder é o motivo.

* Mesmo com a convocação recente de 53 novos delegados, que ainda irão passar pelo curso de formação profissional na Academia Estadual da Segurança Pública (Aesp), dezenas de cidades do Interior permanecerão fechadas por falta desses profissionais. O número convocado é ínfimo diante da demanda da Polícia Civil.

* O bom exemplo do Município de Senador Pompeu no combate à violência começa a ser copiado por outras cidades cearenses. Coreaú e Moraújo, na Região Norte, estão montando forças-tarefas com a participação das prefeituras, Judiciário, Ministério Público e Segurança Pública para debelar o crime.

* E A PERGUNTA DO DIA: Camilo terminará mesmo seu governo sem implantar os bloqueadores de celular nos presídios?

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 9 8826.7143

Compartilhe conteúdo

 

12f

 

zz1