Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.909

Atualizado em 15/12/2017  

Polícia faz megaoperação em Pacajus na caça a matadores e traficantes de drogas de facções criminosas

Pacajus Pacajus

Pacajus (a 49Km de Fortaleza) tornou-se uma das cidades mais violentas da Região Metropolitana

Uma megaoperação policial foi deflagrada no começo da manhã desta sexta-feira (1) pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O alvo escolhido pelas autoridades é o Município de Pacajus (a 49Km da Capital), onde dezenas de policiais civis e militares, além de equipes do Corpo de Bombeiros Militar e da Perícia Forense (Pefoce) cumprem mandados de prisão, busca e apreensão e condução coercitiva, expedidos pela Justiça a pedido das autoridades policiais e do Ministério Público Estadual (MPE).

A cidade de Pacajus tem apresentado, neste ano, altos índices de violência, com 97 pessoas assassinadas. Os crimes de morte e assaltos ocorrem ali diariamente. Somente nas últimas 72 horas, ao menos, três pessoas foram mortas em crimes com características de execução sumária. O mais recente caso teve como vítima uma jovem de 20 anos, cujo corpo foi encontrado, crivado de balas, em uma estrada de terra na comunidade Pajeú. Entre terça e quinta-feira, foram três assassinatos.

Ainda na terça-feira (29), um homem foi executado, a tiros, no bairro Banguê Um. A vítima foi identificada como José Dienes Kennedy da Silva, 41 anos. Na quarta-feira (29), o corpo de um homem, também apresentando lesões e tiros, foi deixado pelos assassinos na BR-116, próximo ao Lixão da cidade. E nesta quinta-feira, o corpo de Sara Goes dos Santos foi localizado no bairro Pajeú.

Tráfico e mortes

Pacajus, à exemplo de outras cidades da Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e da Capital cearense, vem sendo palco de uma “guerra” entre facções criminosas e uma permanente disputa de território entre traficantes. Esses conflitos foram os responsáveis pela maioria absoluta dos 97 crimes de morte ocorridos ali desde janeiro. 

Outro problema constante que afeta a segurança pública em Pacajus são as constantes fugas de presos de alta periculosidade da Cadeia Pública local, que apresenta sérios problemas de infraestrutura e superlotação. Várias fugas ocorreram ali nos últimos meses.

Os bairros e comunidades com maiores índices da criminalidade são: Aldeia Park, Banguê 1 e 2, Mangabeira, Limoeiro, Pedra Branca, Alto da Boa Vista, Croatá 1 e 2, Buritis e Planalto Pacajus.

A operação desencadeada nesta sexta-feira  (1º) visa a prisão de traficantes, homicidas e foragidos da Justiça. Os efetivos terrestres contam com o apoio de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer)

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 9 8826.7143

Compartilhe conteúdo

 

12f

 

zz1