Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.909

Atualizado em 15/12/2017  

Facções criminosas praticam atentados e causam pânico em Sobral durante a madrugada

Sobral atentado 1

Coquetéis molotov foram apreendidos pela PM nas buscas aos criminosos na cidade

Sobral atentados 4

As equipes da Força Tática do 3º BPM prenderam suspeitos de envolvimento nos atentados

A cidade de Sobral, na Região Norte do estado (a 224Km de Fortaleza) foi placo de uma sequência de atentados contra prédios públicos na madrugada desta quarta-feira (6).  A ação orquestrada teria sido ordenada por integrantes de uma facção criminosa descontentes com a direção da cadeia pública do Município. A “guerra” entre esses grupos criminosos já deixou dezenas de mortos na cidade. Neste ano, cerca de 120 pessoas já foram assassinadas ali.

Os ataques foram praticados com a utilização de bombas incendiárias de fabricação caseira, os chamados coquetéis molotov.  Bandidos arremessaram artefatos deste tipo em, ao menos, três prédios públicos: a sede da Delegacia de Defesa da Mulher de Sobral, a Estação do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) e à agência da Caixa Econômica Federal localizada no Centro de Convenções.

Ninguém saiu ferido e os estragos foram poucos já que o plano dos bandidos de incendiar os órgãos públicos não vingou. Em desses locais, os criminosos deixaram uma carta que, supostamente, teria sido escrita dentro da cadeia, onde criminosos  que se denominam do “Crime Geral” acusam o novo diretor da cadeia pública, conhecido por “Novinho”, de ter sido “comprado” pela facção Primeiro Comando da Capital (PCC) e estaria privilegiando os presos que são dessa organização criminosa.

Na carta, os presos ameaçam dar continuidade aos ataques e dizem que só vão parar quando o diretor for substituído.

Prisões

Ainda na madrugada, a Polícia Militar reforçou a segurança nas ruas de Sobral e iniciou uma caçada aos autores dos atentados, conseguindo prender dois suspeitos no bairro Novo Alto. Numa casa onde a dupla estaria escondida após praticar os ataques, os policiais encontraram um estoque de coquetéis molotov.  Os acusados foram identificados como João Victor Sales Lopes, 19 anos; e Francisco Adriano Nonato da Silva, 22. Os dois foram autuados em flagrante na Delegacia Regional. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 9 8826.7143

Compartilhe conteúdo

 

12f

 

zz1