Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2018

1.634

Atualizado em 23/4/2018  

Estado vai fornecer armas para a proteção de agentes penitenciários após atentado a dois servidores

Pistolas 500

As armas foram adquiridas através do Fundo Penitenciário Estadual

Um total de 2.160 agentes penitenciários cearenses vai receber armas de fogo para sua proteção individual. A decisão foi tomada nesta terça-feira (19) pelas autoridades após o grave atentado ocorrido no último fim de semana, quando criminosos usando fuzis e submetralhadoras tentaram contra a vida da ex-titular da Coordenadoria do Sistema Penitenciário (Cosipe), Socorro Matias, e seu esposo, também agente penitenciário.

Uma reunião foi realizada na tarde de terça-feira entre a secretária da Justiça e da Cidadania, procuradora de Justiça, Socorro França, e representantes da categoria, através do Sindiciato dos Agentes e Servidores do Sistema Penitenciário do Ceará (Sindasp).

Os 2.160 agentes penitenciários receberão pistolas automáticas que foram adquiridas pelo estado através do Fundo Penitenciário. Eles deverão passar por treinamento para o uso do equipamento.

Atentado

No começo da tarde do domingo passado (15), bandidos fortemente armados e usando um carro roubado e com placas clonadas tentaram matar a ex-coordenadora da Cosipe, Socorro Matias, e o seu marido. Imagens gravadas por câmeras localizadas nas proximidades da casa dos servidores, no bairro João XXIII, mostram a ação criminosa.

Os bandidos usavam capuzes para impedir que fossem identificados. Eles descem do carro já com armas em punho e começam a atirar. A Polícia apurou que os criminosos tentaram invadir a residência, mas o agente penitenciário reagiu, estabelecendo um confronto com os criminosos. Depois de disparar rajadas contra a casa, os desconhecidos trataram de fugir.

Logo depois, com a Polícia Militar já no local, veio a informação de que o carro usado pelos atiradores havia sido encontrado abandonado no mesmo bairro onde ocorreu o ataque. O agente ferido foi encaminhado ao hospital e está se restabelecendo. A casa passou a ser protegida por policiais militares e equipes do Grupo de Apoio Penitenciário (GAP), unidade de elite e de intervenção tática do Sistema Penal cearense.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar