Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2018

3.968em 20/10/2018  

Mais duas mulheres assassinadas no Ceará em 24 horas

Pecém 500 Maranguape corpo

Uma mulher foi morta no Centro do Pecém     Corpo de adolescente encontrado em Maranguape

Subiu para 148 o número de mulheres assassinadas no Ceará neste ano. Mais dois crimes do gênero foram registrados nas últimas 24 horas, ambos na Região Metropolitana de Fortaleza. Em São Gonçalo do Amarante, uma mulher que trabalhava com tatuagens, foi morta a tiros no Centro do Distrito do Pecém. Já em Tabatinga, na cidade de Maranguape, uma adolescente foi arrastada de dentro da casa da avó e morta com vários tiros disparados à queima-roupa. Os dois casos têm características de execuções sumárias praticadas por facções criminosas.

Era por volta de 16h10 quando Natália Alves de Lima, 29 anos, natural de Parnaíba (PI), foi atacada por dois homens que chegaram em uma motocicleta no Centro do Distrito do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (a 55Km de Fortaleza). Um deles (o garupa) sacou uma pistola e disparou vários tiros contra a mulher no momento em que ela estava próxima a um ponto de ônibus na frente de um supermercado.

A Polícia descartou a hipótese de um latrocínio (roubo seguido de morte), já que os assassinos não roubaram nada da vítima. Natália era tatuadora e muito conhecida no Pecém pelo seu trabalho. O corpo dela ficou estendido no meio da rua até ser periciado e recolhido pela equipe da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Pelo menos, um dos tiros, atingiu a cabeça da vítima.

Arrastada

O segundo assassinato aconteceu por volta de 23h37 no Distrito de Tabatinga, no Município de Maranguape (a 27Km de Fortaleza). Uma adolescente de apenas 15 anos, foi seqüestrada por um grupo de homens armados e encapuzados, que invadiu a residência da avó da garota.

Sheyla Maria Mesquita de Sousa, 15 anos, foi levada até um matagal nas proximidades da residência da avó e executada sumariamente com vários tiros de pistola. Sheyla morava em Maracanaú e havia ido passar alguns dias na companhia da avó. O crime ainda é misterioso. Há suspeitas de que a garota saiu de Maracanaú por ter sido ameaçada de morte por membro de uma facção,                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                            

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar