Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2018

2.384

Atualizado em 21/6/2018  

Amigos presos após invadirem academia de ginástica e matar instrutor de musculação diante dos alunos

Academia 20 Academia 30 Academia 10

Os dois suspeitos foram presos logo após terem invadido a academia e matar Crislley Kevin

Já estão presos os dois homens suspeitos de um assassinato ocorrido na noite desta terça-feira (10) em uma academia de ginástica. O crime ocorreu na cidade de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). O instrutor Crislley Kevin Bandeira estava dando aula de musculação a vários alunos quando foi executado com vários tiros à queima-roupa. Os atiradores fugiram em um veículo modelo Palio, branco, com vidros fumê, mas logo foram detidos pela PM.

A patrulha Força Tática Alfa do 14º BM (Maracanaú), prefixo CP-14092, foi acionada via rádio pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) para ir atender à ocorrência. Já no local, os cabos PMs Augusto, R. Costa e Santiago receberam informações sobre a rota de fuga dos atiradores e iniciaram diligências.

Através de informações colhidas no andamento da operação, os militares chegaram a uma residência localizada na Rua 24 do Conjunto Jereissati I, ainda em Maracanaú, onde encontraram o Palio usado na fuga dos atiradores. O veículo ainda estava com o motor quente. Ali, os militares identificaram o primeiro suspeito. Trata-se de Carlos Taiso Lopes Alves, 28 anos. Com ele, foi apreendido um celular onde havia conversas com o comparsa. Eles falavam sobre a rotina da vítima e que iriam ‘pegá-la”.

O segundo suspeito foi detido no Conjunto Jereissati III. Trata-se de Alysson Rauan Moraes, residente na Avenida B daquele residencial.

Rixa

Os dois homens acabaram confessando o crime e informaram que entre eles e o instrutor havia uma rixa. Outra informação revela que Kevin estaria tendo um caso com a mãe de um dos acusados, o que acirrou a inimizade.

Os suspeitos foram encaminhados ao plantão da Delegacia Metropolitana de Maracanaú (DMM), onde acabaram autuados em flagrante pelo delegado Josafá Araújo, sendo indiciados por crime de homicídio qualificado, com concurso de pessoas (mais de um envolvido). O corpo do instrutor foi periciado no interior da academia de ginástica e recolhido pelo rabecão da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). A arma do crime (um revólver de calibre 38) não foi ainda encontrada.

O comandante do 14º BPM (Maracanaú), tenente-coronel PM Océlio Alves, ressaltou o empenho dos policiais nas buscas aos criminosos logo que tomaram conhecimento do assassinato. Segundo ele, as operação de combate ao crime naquele Município estão sendo intensificadas, com uma elevação no número de armas apreendidas e drogas.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar