Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2018

3.947em 18/10/2018  

Tiroteios entre milícia e facções deixam quatro mortos em nova chacina na Capital cearense

Favela

Equipes da Polícia Civil, PM e da Pefoce estiveram nas duas favelas na madrugada de sábado

Quatro pessoas foram mortas e outras quatro ficaram feridas em um confronto armado ocorrido no fim de semana na zona Oeste de Fortaleza. Criminosos que formam uma milícia armada trocaram tiros com bandidos de duas favelas no bairro Antônio Bezerra na madrugada de sábado passado. Pelo menos, duas pessoas morreram no local e outra foi socorrida para um hospital, mas não resistiu. Menos de 24 horas depois, o corpo da quarta vítima foi encontrado na mesma área.

Os tiroteios entre milicianos e membros de uma facção das favelas dos Plásticos e do Sossego, no bairro Antônio Bezerra, começaram ainda na noite de sexta-feira (20), segundo o relato de moradores. No primeiro confronto, bandidos ficaram feridos e foram socorridos por comparsas para o Hospital Distrital Doutor Evandro Ayres de Moura, o “Frotinha” de Antônio Bezerra. Houve tentativa de invasão àquela unidade e a Polícia Militar foi chamada às pressas, pois bandidos tentavam entrar no local para “completar o serviço”, isto é, matar quem ainda estava ferido.

“Até helicóptero veio”, contou uma moradora. Segundo ela, era ainda cedo da noite, por volta de 20 horas, quando os moradores foram surpreendidos com o tiroteio. O confronto ocorreu na esquina das ruas Barca Velha e Baixa dos Milagres.

Segundo registro da Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), por volta de 1h23 já de sábado, novo tiroteio na área deixou duas pessoas mortas. Os dois homens mortos foram identificados como Antônio Felipe e Jônathan Andrade de Oliveira. Outros quatro baleados foram socorridos para o Instituto Doutor José Frota, onde um deles (ainda não identificado) faleceu.

Na manhã de domingo, a quarta vítima do tiroteio foi encontrada morta no mesmo bairro. O cadáver de uma jovem foi encontrado com marcas de violência.

Milícias e facções

Segundo apurou a Polícia, na área onde ocorreu o conflito há uma disputa entre bandidos e milicianos. Este último seria um grupo chefiado por dois homens. Ainda de acordo com os moradores, as gangues das duas favelas, que antes eram inimigas, se uniram em torno de uma só facção. Por conta disso, os conflitos estão se tornando comuns entre as duas favelas e moradores estariam sendo ameaçados para pagar por segurança.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar