Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2018

2.017

Atualizado em 25/5/2018  

Bandidos disparam tiros contra a Delegacia de Polícia de Lavras da Mangabeira

Lavras 2

Vários tiros disparados contra a delegacia destruíram as portas de vidro da unidade policial

Bandidos ainda não identificados praticaram mais um atentado contra prédios públicos. O ataque ocorreu na madrugada deste domingo (29), na cidade de Lavras da mangabeira (a 434Km de Fortaleza). Ao “alvo” foi o prédio que abriga, conjuntamente, a Delegacia de Polícia Civil e o Destacamento da Polícia Militar.

Durante a madrugada, bandidos em uma motocicleta dispararam vários tiros contra a delegacia de Polícia, sem se importar que ali vizinho está a unidade da PM. Os tiros destruíram as portas de vidro na entrada da unidade e atingiram também móveis e aparelhos instalados na sala de atendimento ao público. Porém, ninguém ficou ferido.

A delegacia de Lavras da mangabeira não funciona nos fins de semana e feriados por conta da falta de delegados, escrivães e inspetores. Nesses períodos, o prédio fica sendo vigiado apenas por um policial civil. Como o prédio estava praticamente vazio, não houve vítimas.

No começo da manhã desta segunda-feira (30), a Polícia Militar deteve um suspeito de participar do atentado. Ele está sendo encaminhado à Delegacia Regional de Polícia Civil de Icó. 

Prisões

Já na cidade de Jaguaribe (a 300Km de Fortaleza), a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima e foi até uma residência em pleno Centro da cidade e ali prendeu dois homens acusados de praticar um crime de morte no dia anterior. Os dois jovens, identificados apenas por Felipe e Lindomar, são residentes em Fortaleza, no bairro Conjunto Palmeiras, e afirmam pertencer à facção Comando Vermelho (CV). Eles confessaram que foram a Jaguaribe matar um jovem por ordem de um traficante líder da facção.

A vítima do assassinato foi Francisco da Silva Queiroz, 37 anos, morto a tiros na tarde de sábado, por volta de 17h30, no bairro Curralinho. Segundo os assassinos, a ordem para matar Queiroz partiu de um traficante conhecido por “Rafael Cambado” que, atualmente, está preso numa Casa de Privação Provisória da Liberdade (CPPL), em Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza, e dali ordena a morte de adversários da facção CV no Conjunto Palmeiras.

Na casa onde os suspeitos estavam escondidos a Polícia encontrou roupas que coincidem com as características das que eles usavam no momento do crime e que foram descritas pelas testemunhas.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar