Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2018

4.293 em 17/11/2018  

Fortaleza vai ganhar um "Cinturão de Segurança" com suas entradas sendo vigiadas 24 horas pela Guarda Municipal e PM

 Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA   

Fernando Ribeiro

Torre do PMPU

Sete torres de segurança funcionarão 24 horas num trabalho de parceria da PM e Guarda Municipal 

Essa é de primeira: a ideia deu certo e vai ser expandida. Na próxima terça-feira (19), o governador do estado, Camilo Santana (PT); e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), vão anunciar, juntos, a ampliação do número de Torres de Segurança na Capital. A Prefeitura Municipal de Fortaleza (PMF) já construiu sozinha duas (nos bairros Jangurussu e Barra do Ceará) e vai erguer mais três (na Vila Velha, Canindezinho e Edson Queiroz), totalizando cinco. Já o governo do estado, gostou da ideia, viu os bons resultados do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), sob a batuta do vice-prefeito de Fortaleza, Moroni Torgan; e quer compartilhar do plano. Vai erguer sete torres nas sete entradas (e saídas) de Fortaleza. Serão erguidas na CE-10 (na Sabiaguaba), CE-040 (Messejana), BR-116 (bairro Tancredo Neves), CE-060 (Mondubim), CE-065 (Canindezinho), BR-222 (Antônio Bezerra) e CE-090 (Barra do Ceará). Assim, as torres ou Células de Proteção, formarão um verdadeiro cinturão de combate e prevenção ao crime. Finalmente, a cidade terá as portas fechadas para a bandidagem. Viva!!!

FORMAÇÃO EM XEQUE

A morte da pedagoga Gisele Távora de Araújo, 42 anos, na última terça-feira (12) marcou o noticiário policial desta semana e trouxe à tona, novamente, a discussão sobre o nível de formação dos nossos policiais. Durante uma abordagem desastrosa, Gisele foi atingida com um tiro disparado por um soldado recém-formado na Academia Estadual da Segurança Pública do Estado do Ceará (Aesp). Trata-se de um recruta, que como milhares de neo-soldados, estão agora nas ruas engrossando as fileiras da Polícia Militar. Em ano eleitoral, e com um governador que deseja ser reeleito, o prato favorito da campanha será a Segurança Pública, e quanto mais policiais militares nas ruas, melhor para a imagem do gestor. Certo? Errado. Mais do que quantidade, é preciso qualidade. A morte de Gisele põe em xeque o nível de formação dos novos PMs. O “abacaxi” agora está nas mãos da Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário, a quem caberá dizer o que fazer com o PM que matou a cidadã.

DINHEIRO PARA A POLÍCIA

E finalmente o país terá seu Sistema Único de Segurança Pública (SUSP). Os estados receberão verbas federais ao logo dos próximos 10 anos. A lei foi sancionada. Resta agora cada estado fazer a sua parte para poder ter liberado o recurso. O ministro Raul Jungmann, porém, já deu o recado. E foi curto e grosso: será cobrado o cumprimento de metas. E mais, os estados terão que repassar ao governo federais dados atualizados e reais da violência. O mapeamento será padronizado. Não poderá haver maquiagem nas estatísticas. Quem não se adequar não receberá os recursos. E será muito dinheiro a ser distribuído para os investimentos no setor, desde a compra de viaturas, armamentos, munição, viaturas e outros, até a realização de constantes cursos de formação e aperfeiçoamento de policiais, bombeiros, delegados, peritos, investigadores, escrivães e outros cargos.

QUADRILHAS EXPLOSIVAS

Em menos de seis meses completos, o Ceará já registrou oito casos de ataques a carros-fortes. A bandidagem não está para brincadeira neste tipo de delito. Os criminosos usam armas de grosso calibre (como fuzis, carabinas, metralhadoras, submetralhadoras e escopetas), além de muito explosivo. Neste primeiro semestre, foram registrados ataques a blindados nos seguintes Municípios cearenses: Fortaleza/Capital, Mombaça, São Luís do Curu (duas vezes), Santa Quitéria. Varjota e Chorozinho. Milhões de reais já foram roubados e foram parar nos bolsos de chefes de quadrilhas. Os artefatos usados na destruição dos blindados chegam facilmente nas mãos dos delinqüentes, mostrando a fragilidade do sistema de fiscalização na estocagem, distribuição e venda do material. Cabe ao Exército Brasileiro esta tarefa. Para a Polícia, o dever de ir atrás dos ladrões e suas armas.

MÁFIA DO SEGURO

A “Máfia” do DPVAT não pára. O Ceará é um dos campeões neste tipo de delito. Quadrilhas agem em praticamente todo o interior. Muita gente já foi identificada e presa, mas acabou solta pela Justiça e voltou a agir. Segundo dados da seguradora que controla o pagamento do seguro, em 10 anos, houve um aumento da ordem de 158 por cento no nos valores pagos em indenizações por acidente de trânsito no Ceará. Neste período, nada menos que 23.051 óbitos foram registrados com o pagamento do seguro para os beneficiários e destes, 86 por cento foram por conta de sinistros envolvendo motocicletas. Foram pagas 318 mil indenizações. Somente no ano passado, o valor pago chegou a R$ 122,4 milhões. A Polícia conseguiu neste intervalo desmantelar várias quadrilhas, composta, em sua maioria, por médicos, policiais, advogados e corretores, além de agenciadores e “laranjas”.

PCC NO CEARÁ

O número de bandidos ligados à facção PCC no Ceará supera o efetivo da Polícia Civil cearense. Segundo dados divulgados pelo Ministério Público do Estado de São Paulo. Nos presídios do Ceará, nada menos que, 2.500 detentos se declararam fazer parte desta organização criminosa. Somem-se a eles, outros milhares que estão soltos, foragidos da Justiça ou que nunca foram presos. Portanto, o Ceará é o terceiro estado com maior quantidade de membros do PCC no País (são exatos 2.582 membros). Atrás das grades e fora delas também. Esse exército de marginais não pára de atuar. Mesmo estando nas cadeias, as lideranças da facção continuam comandando seus “soldados”, que praticam roubos a bancos, carros-fortes, traficam drogas, realizam seqüestros, roubos de cargas, além, é claro, assassinatos. E também é o Ceará um dos estados prediletos para a “lavagem” do dinheiro.

E TEM MAIS!!!

* Em menos de uma semana, a Delegacia de Assuntos Internos (DAI) da Controladoria Geral de Disciplina (CGD) lavrou vários flagrantes contra agentes da Segurança Pública. Na sexta-feira (8), um tenente e um soldado da PM foram presos por extorsão. No sábado (9) um delegado da Polícia Civil foi flagranteado por desacatar PMs e agredir civis. E na última quarta-feira (13), três sargentos da PM também foram apanhados recebendo propina.

* Família da pedagoga Gisele Távora Araújo, que foi morta por um PM, decidiu doar os órgãos dela. A informação foi confirmada pela equipe médica do IJF-Centro, que atendeu a paciente e que fez de tudo faz na tentativa de salvá-la da morte. Gesto de nobreza e meio a ao desespero.

* Antes de junho acabar o governo vai entregar à Polícia Civil e à PM mais uma leva de novas viaturas. Os carros já estão sendo adesivados por uma empresa, em Messejana. São veículos alugados a maioria, Jeeps Renegade. Veículos caros para policiais com salários pífios.

* Finalmente, na próxima terça-feira (19) a comunidade das Goiabeiras vai receber de forma definitiva os serviços da Célula de Proteção Urbana, do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU). Há meses a população aguardava, ansiosa, o início da ação contra a violência.

* Conforme o Tribunal de Justiça do Ceará, 126 processos que apuram a autoria de assassinatos estão prontos para entrarem na pauta de julgamento, sendo 25 deles em Fortaleza. O TJ quer dar celeridade ao julgamento dos réus acusados de homicídios.

* Casos de crianças lesionadas por disparos de armas de fogo já não são mais fatos isolados nos hospitais e UPAs de Fortaleza e da Região Metropolitana. A meninada virou alvo fácil dos criminosos nos bolsões da criminalidade, assim como as mulheres.

E A PERGUNTA DO DIA: Quando a Polícia vai prender os ladrões que estão furtando os fios elétricos que ligam os semáforos na Avenida 13 de Maio, deixando-os sem funcionar???

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar