Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2018

4.290 em 16/11/2018  

Sonho da casa própria virou pesadelo

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA   

Fernando Ribeiro

Expulsar 1

O sonho da casa própria para muitos cearenses foi concretizado com o programa federal “Minha Casa, Minha Vida”, mas logo se transformou em pesadelo. São dezenas de famílias que acabaram expulsas das casas e apartamentos em Fortaleza. Criminosos pertencentes às facções deram ultimato para que os imóveis fossem esvaziados. E assim foi feito. Agora, a Justiça decidiu expedir mandados de reintegração de posse, ordenando à Caixa Econômica Federal e à Polícia Federal, que dêem cumprimento à ordem judicial. Também ordenou que os invasores sejam retirados imediatamente e que os verdadeiros proprietários reocupem seus lares. A pergunta é: quem vai se atrever a voltar para o lugar de onde foi enxotado por traficantes e assassinos?

TERROR NOS BAIRROS

Na decisão judicial, o juiz de Direito manda a Secretaria da Segurança Pública do Ceará e a Polícia Federal mobilizarem o contingente que for necessário para o cumprimento de sua ordem. Só “esqueceu” de determinar que a Polícia garanta a segurança daqueles que, em tese, voltarão para seus apartamentos e casas. E se isto acontecer, até quando essa proteção estatal vai durar? Nos bairros mais atingidos pela guerra das facções foi necessário que a PM ocupasse as comunidades 24 horas por dia. Ainda assim, os crimes de morte persistem, embora, em menor escala. No Jangurussu, no Bom Jardim, no Vicente Pinzón e em tantos outros bairros da Capital cearense o clima de terror imposto pelos delinqüentes é uma triste e ameaçadora realidade. E o sonho daqueles que foram beneficiados com os imóveis financiados pelo governo foi destruído, literalmente.

DRONE NO OITÃO PRETO

Traficantes de drogas ousam, cada vez mais, em Fortaleza. Na comunidade (favela) do Oitão Preto, no bairro Moura Brasil, em plena região central da cidade, os bandidos decidiram inovar. Estão usando um drone para vigiar a chegada da Polícia. Também contam com câmeras instaladas nas fachadas das casas que servem de ponto de venda de drogas. Além disso, há túneis por onde os bandidos fogem no caso de uma invasão de inimigos ou de policiais. Com tantas opções para escapar das autoridades, os traficantes mantêm suas atividades a pleno vapor. O Oitão Preto se tornou um dos principais focos do tráfico na Capital, mesmo estando localizado praticamente no Centro comercial da cidade e pertinho de vários equipamentos importantes para a história, a religião e a economia de Fortaleza, como o Mercado Central, o Quartel da 10ª Região Militar (Forte de Nossa Senhora da Assunção), Passeio Público e a Catedral Metropolitana.

POLICIAIS AMEAÇADOS

No Papicu, bairro integrante da chamada zona nobre de Fortaleza, há um aglomerado de favelas onde traficantes atuam descaradamente. Uma delas, a comunidade do Gengibre, palco de um duplo assassinato ocorrido nesta semana. Há também as favelas das Verdes Mares e do Pau Fininho. Ali, criminosos estariam “incomodados” com as últimas ações realizadas pela Polícia Militar. Há quem diga que os criminosos estariam ameaçando de morte PMs que fazem parte do Serviço Reservado

(Inteligência) do 22º Batalhão da Polícia Militar. Os militares, que trabalham sem fardas e em veículos descaracterizados, são os responsáveis pelo levantamento de informações sobre a criminalidade na área do batalhão, e têm conseguido identificar os “cabeças” do tráfico e as ramificações das quadrilhas, permitindo ao Policiamento Ostensivo Geral ir até lá e prender os bandidos.

O EXEMPLO DE MEDELLÍN

Convidado por empresários locais, o ex-prefeito da cidade de Medellín, na Colômbia, Aníbal Gavíria, esteve na Capital para proferir palestra na Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), dentro do projeto “Ideias em Debate”. Falou sobre sua experiência vitoriosa que tirou de Medellín o nada honrado título de cidade mais violenta do mundo. Esteve também presente na inauguração da Célula de Proteção Comunitária na Barra do Ceará, que faz parte do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU). A fórmula para o sucesso da gestão colombiana: educação, prevenção, prestação de serviços comunitários e incremento da segurança. A cidade ganhou iluminação, pavimentação, creches, escolas em tempo integral e aumentou consideravelmente o efetivo policial para a prevenção e repressão ao tráfico. Não há segredo. Onde o estado se instala, o tráfico some, mas onde o estado não atua, o tráfico recruta. Simples assim.

APROVADOS DA GUARDA

Na última terça-feira (23), o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), presidiu com o vice, Moroni Torgan (DEM), a inauguração da quarta Célula de Proteção Comunitária do PMPU (Programa Municipal de Proteção Urbana) na Avenida Leste-Oeste, Barra do Ceará. Na entrevista aos jornalistas presentes, Cláudio deu uma boa notícia. Até o fim de seu mandato (em dezembro de 2020), serão chamados todos os aprovados no concurso realizado pela Guarda Municipal de Fortaleza (GMF). Todos aqueles que hoje formam o Cadastro de Reserva estarão sendo convocados neste período para assumirem os cargos. São cerca de 300 novos guardas municipais que irão, paulatinamente, ingressar na instituição, de acordo com a necessidade e demanda. “Todos serão convocados”, ressaltou o gestor. A Guarda Municipal de Fortaleza está assumindo um novo e importante papel na segurança de Fortaleza. Viva!!!

E TEM MAIS !!!

* Sindicato dos Policiais Civis do Ceará (Sinpol) acionou o Ministério Público e a Justiça. Quer a interdição da Delegacia Regional de Polícia de Quixadá. As celas se transformaram em depósitos de presos e,na semana passada, um motim deixou várias pessoas feridas. A superlotação tem gerado doenças e conflitos.

* Cadeia Pública de Aracati passa por graves problemas derivados da superlotação de presos. Um surto de tuberculose foi comprovado naquela unidade. Um detento morreu. Outros dois estão hospitalizados. Mas ainda há pessoas doentes dentro das celas abarrotadas. O contágio está no ar.

* Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa) investiga a denúncia de que uma criança teria sido abusada sexualmente dentro de uma escola municipal em Fortaleza, situada no bairro Mondubim. A Perícia Forense (Pefoce) auxiliará na apuração do fato.

* Na noite do último domingo (21), sete pessoas foram mortas no Ceará, sendo cinco no interior e duas na Capital. Com isso, o estado ultrapassou os 4 mil homicídios em 2018. Até dezembro findar, o número de assassinatos pode se aproximar aos índices registrados em 2017: 5.332.

* Nos bastidores da Polícia Civil já há uma grande movimentação para saber quem irá ocupar o cargo de Delegado-Geral a partir de janeiro próximo, quando começa a segunda gestão de Camilo Santana (PT) no Palácio da Abolição. E na SSPDS, o delegado André Costa será mantido no cargo?

* A população carcerária do Ceará caminha célere para chegar a 30 mil pessoas. Já são mais de 29 mil e destas, aproximadamente 25 mil cumprem prisão em regime fechado. O governo (Sejus) vai tentar em 2019 botar mais bandidos nas ruas, tirando-os das cadeias e usando tornozeleira eletrônica.

* O Jogo do Bicho atua firme na Grande Fortaleza, desafiando as autoridades e a lei. São vários grupos de bicheiros instalados na Capital e RMF, a maioria de São Paulo. Também aqui estão vários PMs e ex-PMs de São Paulo atuando como seguranças dos donos das bancas de apostas. Cadê a Polícia?

* Os bairros Caça e Pesca e Canindezinho serão os próximos a serem contemplados com o Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU). Em breve serão inauguradas ali as torres blindadas de segurança, com policiais militares e guardas municipais (além de câmeras) fazendo a vigilância das ruas durante 24 horas.

E A PERGUNTA DO DIA: Pronto para votar???

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar