Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

724 em 20/4/2019  

Chacina em Sobral deixa três mortos na madrugada desta sexta. Vítimas seriam integrantes do PCC

Chacina Sobral 4

Em um dos quartos da casa foram encontrados dois homens mortos

Chacina Sobral 2

Noutro cômodo da residência estava o terceiro morto. A vítima estava tomando soro ao ser baleada

Três homens foram assassinados na madrugada desta sexta-feira (22), na cidade de Sobral, na Região Norte do estado do Ceará (a 224Km de Fortaleza). De acordo com a classificação estabelecida pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o triplo homicídio é considerado um caso de chacina. Os três homens, que seriam membros de uma facção criminosa, foram mortos atingidos com tiros de pistola disparados dentro de uma residência no bairro Sumaré, por volta de 3h30.

Segundo os primeiros levantamentos realizados pela Polícia Militar no local do crime, a casa, localizada na Rua da Ferroviária, foi invadida por, no mínimo, três pessoas armadas. As vítimas estariam, aparentemente, desarmadas e não tiveram como reagir contra os invasores ou fugir do local. Dois dos três mortos foram encontrados caídos, baleados, juntos, em um quarto da casa. O terceiro morto foi encontrado noutro cômodo e estaria sendo medicado, pois tomava soro quando foi também assassinado.

Os corpos foram retirados de dentro da casa por volta de 5h30, após um minucioso trabalho realizado pela equipe da Perícia Forense do Ceará (Pefoce), do Núcleo de Sobral. Também estiveram no local da chacina inspetores da Delegacia Regional de Polícia Civil e patrulhas do Policiamento Ostensivo Geral (POG) do 3º BPM.

De facção

A Polícia identificou as vítimas como sendo Bruno Sousa e Silva, 22 anos, natural de Sobral, conhecido pelo apelido de “Patati”, indiciado em três inquéritos policiais por crime de porte ilegal de armas; Ricardo Lopes Cunha, 20 anos, natural de Irauçuba, conhecido como “Pìtel”, sem antecedentes criminais; e Mário Ferreira Alves, 20 anos, natural de São Paulo, residente em Tianguá, já indiciado por crimes de tráfico de drogas, receptação e porte ilegal de arma. Os três seriam membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

O bairro Sumaré é uma das comunidades periféricas de Sobral onde o tráfico de drogas e a atuação de facções inquietam os moradores e preocupam as autoridades policiais. A PM tem intensificado ações de patrulhamento diariamente nessas áreas, porém, os criminosos teimam em atuar na guerra pelo domínio de território do tráfico.

Neste ano, ao menos, 13 pessoas foram assassinadas no Município de Sobral.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar