Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.723 em 21/9/2019  

Corpo de turista italiana assassinada no litoral do Ceará segue hoje para a Europa

iphone 13-1 032iphone 13-1 033

O corpo chegou ao setor de cargas do Aeroporto Internacional Pinto Martins na tarde de ontem

Exatos 19 dias após a descoberta do cadáver da tuirista italiana Gaia Bárbara Molinari, 29 anos, as autoridades brasileiras e italianas concluíram, ontem, o complicado trâmite burocrático para o envio do corpo da mulher à sua terra natal. O cadáver de Gaia foi, finalmente, liberado pela Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e seguirá, na tarde desta terça-feira (13)  para a Europa. O crime, entretanto, parece longe de ser definitivamente esclarecido. Ontem, segunda-feira (12), mais dois delegados foram nomeados para atuarem nas investigações.

Localizado, isolado, periciado (no local), necropsiado, dissecado e, finalmente, embalsamado, o corpo da estrangeira foi liberado depois de devidamente encaixotado e lacrado. Da Pefoce, seguiu para o setor de cargas do Aeroporto Internacional Pinto Martins. Para que o translado fosse autorizado pelas autoridades brasileiras, foram seguidos todos os procedimentos internacionais padrões, de acordo com as regras da Organização Mundial de Saúde (OMS) e compartilhados no Brasil pela Vigilância Sanitária Nacional, órgão do Ministério da Saúde.

O corpo foi colocado em uma urna metálica, depois introduzido numa urna morturária comum (de madeira) e, por fim, posto em um grande caixote de madeira lacrado e com uma tarjeta onde se lê "restos mortais humanos de Gaia Molinari".

Crime

Gaia Molinari foi morta, supostamente, na noite do dia 24 de dezembro e seu corpo encontrado somente na tarde do dia seguinte (Dia de Natal), em uma trilha no matagal da localidade de Penedo, que dá acesso à Praia da Pedra Furada, no Município de Jijoca de Jericoacoara, no litoral Oeste do Ceará.

Exames tanatológicos realizados no Núcleo de Perícia Forense da cidade de Sobral e, depois, ratificados pela Pefoce em Fortaleza, concluíram que a turista foi morta por meio de espancamentos e estrangulamento, sendo que este último provocou uma "asfixia mecânica", interrompendo a respiração e, consequentemente, causando a morte violenta da vítima. Gaia teve ainda os pulsos amarrados. Sofreu também espancamentos no rosto e no tórax. Ao ser encontrada, vestia apenas um biquini de praia e trazia nas costas uma mochila onde havia somente alguns chicletes e uma cópia de seu passaporte.

Mistério

A Polícia Civil não conseguiu ainda elucidar o mistério em torno da morte de Gaia. Uma amiga dela (brasileira) está presa temporariamente em Fortaleza, por ordem judicial. Está cumprindo uma custódia provisória de 30 dias. Trata-se da pesquisadora carioca Míriam França, quer nega envolvimento no caso.

A Polícia já recebeu o laudo que revela não ter sido encontrado vestígio de crime esexual. Um exame de PSA não detectou a presença de esperma no corpo da vítima. Contudo, exames laboratoriais (toxicológicos) complementares ainda não tiveram os laudos concluídos. O mistério, portanto, continua.

Funeral

O corpo de Gaia Molinari segue de Fortaleza em vôo para Milão. Em seguida, deverá ser trasladado para a Província de Piacenza, onde será velado na Capela de Besurica, e enterrado no cemitério local às 10 horas (horário da Itália) no próximo sábado, conforme confimou a mãe da vítima ao Consulado da Itália em Fortaleza.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar