Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.158 em 25/6/2019  

Itaitinga: chefe de Gabinete nega está sendo investigado no assassinato do vereador

Itaitinga 600

Crime filmado: presidente da Câmara Municipal foi morto no dia 31 de agosto de 2018

O chefe de gabinete da Prefeitura Municipal de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), Thiago Barbosa, contestou as informações de que seu nome está no rol dos investigados pela Polícia Civil, acerca do assassinato do presidente daquela Casa, vereador João Roberto de Oliveira Martins. O crime aconteceu em agosto do ano passado.

Tiago enviou uma nota à Redação, onde ressalta que, “por ser um homem público, de trato com pessoas de diversas posições políticas, sei do risco de ser acusado injustamente”. E afirma que, “tive meu nome colocado nesse episódio de forma equivocada”.

A matéria que citou o nome do chefe de gabinete da Câmara Municipal de Itaitinga relata os últimos desdobramentos da investigação acerca da morte de João Roberto, que terminou por revelar a atuação do crime organizado naquela Casa. O vereador foi assassinado a tiros por quatro pistoleiros no momento em que parou sua caminhonete Hilux na porta da Câmara Municipal. O crime foi filmado por câmeras de segurança.

Suspeitos presos

A apuração criminal realizada pela Polícia Civil em conjunto com o Ministério Público apontou que a morte do presidente da Câmara, no dia 31 de agosto de 2018, foi um crime tramado dentro da própria Câmara e que envolveu pessoas cujos familiares exerciam cargos comissionados no Legislativo. Surgiram então vários nomes de suspeitos, que tiveram prisão preventiva decretada pela Justiça.

No fim de semana passado, uma operação realizada pela Polícia Civil cumpriu vários mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão, tendo como alvos os investigados.

O assessor, que foi um dos alvos da ação policial, nega, entretanto, qualquer envolvimento com o crime e ressalta em sua Nota que, um dos suspeitos do crime não tem parentesco com a sua família.

Leia a íntegra da nota de esclarecimento de Thiago Barbosa:

“Venho por meio dessa nota, esclarecer algumas informações que foram divulgadas de forma equivocada, e que vem afetando gravemente minha honra e de minha família. Tenho a consciência tranquila, contudo, fui surpreendido com a notícia de que um dos envolvidos na morte do vereador João Roberto, teria ligação de parentesco com minha família, o que declaro com veemência que é mentira. Também é mentirosa a notícia de que um dos acusados, teria sido preso em minha residência, o que é fácil provar, ressalto ainda que publicação inverídica me deixou profundamente constrangido e indignado. Peço por gentileza a publicação dessa nota de esclarecimento, para que meu nome não seja colocado na vitrine vexatória da acusação infundada. Ressalto minha atuação para ajudar no desenvolvimento de Itaitinga, e como homem público, e de trato fácil com muita gente, de diversas posições politicas, sei dos riscos de ser acusado injustamente. Espero que tudo seja esclarecido o mais rápido possível e que a própria Justiça mostre que sou inocente, e que tive o nome colocado nesse episódio de forma equivocada”.

Thiago Barbosa , Chefe de Gabinete de Itaitinga 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar