Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.681 em 13/9/2019  

Madrugada de tensão na Sapiranga depois de um duplo assassinato no bairro

Iphone 15-1 031

Os dois homens foram fuzilados dentro do taxi

Os moradores do bairro Sapiranga, na zona Sul de Fortaleza, viveram uma noite e madrugada de terror. Tudo por conta da ação deliberada e impune de bandidos que dominam a área. Fortemente armados, e agindo em grupos, eles destruíram todas as luzes da rede de iluminação pública de várias ruas e se postaram armados em várias esquinas próximas onde estava ocorrendo o velório de um comparsa assassinado na manhã de quinta-feira dentro de um táxi. O motorista do veículo também foi eliminado.

Segundo informações chegadas ao conhecimento do blogdofernandoribeiro.com.br na madrugada desta sexta-feira (16), os comparsas de Mário César Gomes da Silva, 27, um dos dois mortos no dia anterior, estariam se preparando para um confronto armado com uma quadrilha rival, na comunidade conhecida como Piçarreira.

Os comparsas de Mário César então se prepararam para o confronto com a gangue rival, quer ameaçpu invadir a casa onde estava acontecendo o velório e queimar o cadáver.

Moradores informaram que a área está às escuras e em cada esquina há dois bandidos armados aguardando a chegada dos traficantes rivais.

O crime

O duplo assassinato ocorreu ainda na manhã de quinta-feira (15), quando bandidos em um Gol branco interceptaram na Rua Mário Linhares, um táxi onde estavam, além do motorista, dois homens. Um deles era Mário César. O outro, conhecido apenas pelo apelido de "Guará". Do Gol branco desceram os atiradores e fuzilaram Mário César, que estava no banco do carona. Já o taxista Edilson Bernardo do Nascimento, 44, também acabou morto. O tal "Guará", que viajava no banco traseiro, conseguiu abrir a porta e fugir.

Segundo a Perícia Forense, os dois homens foram eliminados sumariamente com vários tiros de pistolas de calibre 380. A Polícia não tem dúvidas de que o duplo homicídio está ligado à rivalidade entre gangues de traficantes do bairro. Já o taxista, que era cadastrado em Aquiraz, pode ter sido morto numa queima-de-arquivo ou simplesmente por ter sido atingido pelos tiros endereçado aos passageiros.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar