Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.489 em 16/8/2019  

"Guerra" de facções volta a atormentar Caucaia e duas pessoas são mortas entre a noite de quarta e a madrugada de hoje

Caucaia hoje 2

Uma mulher foi amordaçada e morta, a tiros,no bairro Itambé, na madrugada de hoje, e...

Caucaia hoje 4

... um homem foi assassinado, com vários tiros, na porta de casa, no Conjunto Nova Metrópole 

No intervalo entre a noite de ontem (5) e o começo da madrugada desta quinta-feira (6), duas pessoas foram assassinadas na cidade de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) e considerado um dos Municípios mais violentos do estado. A “guerra” de facções voltou a matar, deixando um rastro de sangue nas ruas.

O primeiro assassinato ocorreu por volta das 22h30 de ontem, quando um homem foi morto na porta de casa. O crime ocorreu na Rua 121 do Conjunto Nova Metrópole. A vítima foi surpreendida pelos assassinos na calçada da residência e atingido com vários tiros, tendo morte instantânea.

Os suspeitos do crime fugiram do local em uma motocicleta.

Mulher morta

No começo da madrugada desta quinta-feira, moradores do bairro Itambé foram acordados com estampidos na rua. Quando os tiros cessaram, o corpo de uma mulher foi encontrado por populares. Tratava-se de uma jovem que estava morta com tiros na cabeça e amordaçada. Ela tinha cabelos longos e pele branca.

Policiais militares do 12º BPM (Caucaia) atenderam às duas ocorrências e acionaram a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) que enviou para os dois locais equipes da Polícia Civil e da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Os corpos foram encaminhados à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), na Capital.

A Polícia não sabe, ainda, se há alguma ligação entre os dois assassinatos. Policiais de plantão na Delegacia Metropolitana de Caucaia (DMC) e do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já iniciaram as investigações de campo, em busca de pista dos criminosos.

As identidades das vítimas não foram reveladas.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar