Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.681 em 13/9/2019  

Traficantes atiram contra moradores na comunidade Goiabeiras e são presos em operação da Polícia Civil

 

iphone 20-1 009 

Jameson Anderson Costa, 20 anos, o "Canudo Branco"

iphone 20-1 010

Antônio Carlos Pinheiro da Silva, 19 anos, o "Cassaco"

iphone 20-1 011

Daniel Rodrigues Oliveira, 28 anos, o "Gaiato"

Dois moradores da comunidade Goiabeiras, na Barra do Ceará (Zona Oeste da Capital) ficaram feridos a tiros disparados por bandidos integrantes de uma gangue de traficantes, na noite de segunda-feira (19). Um dos homens baleados está em estado grave, pois foi atingido por uma bala na cabeça e teve perda de massa encefálica. A Polícia Civil montou uma operação durante a madrugada de hoje e conseguiu prender três suspeitos do crime.

O incidente ocorreu por volta de 21h30 de segunda-feira quando dois rapazes residentes naquela comunidade conversavam dentro do carro novo de um deles. A vítima havia comprado o automóvel recentemente e resolveu ir mostrá-lo ao amigo. De repente, bandidos componentes da gangue do Morro, baseada ao lado do Campo do Grêmio (a poucos metros do 33º DP/Goiabeiras) desceram armados até a Rua da Salema e passaram atirar no veículo apenas porque os ocupantes não haviam baixado os vidros do carro.

Um dos rapazes, identificado como Stefanini Barbosa dos Santos, recebeu um tiro na cabeça. O amigo dele, Claudiano Souza Cruz, foi atingido no braço esquerdo. Ambos foram socorridos pelos moradores e deram entrada no Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro) por volta de 21h45. Stefanini, segundo a direção médica do IJF, sofreu morte cerebral e é mantido vivo por meio de aparelhos.

Operação

Ainda na madrugada desta terça-feira (20), a Polícia Civil montou uma força-tarefa composta por inspetores e delegados do 7º DP (Pirambu), 32º DP (Bom Jardim), Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Divisão Antissequestro (DAS), e iniciou uma operação de caça aos criminosos.

Em duas casas situadas ao lado do Campo do Grêmio, os policiais prenderam três suspeitos e localizaram também armas (duas pistolas), munição e drogas. Os detidos foram encaminhados ao plantão do 7º DP e autuados em flagrante pelos crimes de dupla tentativa de homicídio, tráfico de entorpecentes, porte ilegal de armas de uso restrito e, ainda, por associação criminosa. Eles foram identificados como Antônio Carlos Pinheiro da Silva, 19 anos, conhecido por “Cassaco”; Jameson Anderson Costa, 20, o “Canudo Branco”; e Daniel Rodrigues Oliveira, 28 anos, o “Gaiato”, que já responde por crime de assalto (roubo).

Segundo a Polícia, a rivalidade entre gangues de traficantes de drogas tem sido a responsável pelos constantes tiroteios na comunidade das Goiabeiras. Criminosos armados dominam a área e impõe a lei deles, entre elas, a de veículos terem que circular com vidros abaixados e motoqueiros não usar capacetes. Nas paredes das casas, muros e até no asfalto, os delinqüentes escrevem avisos intimidatórios.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar