Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.325 em 23/7/2019  

Fuga de "Zé de Valério" completa 66 dias e a caçada continua nos sertões de Buriti dos Montes (PI)

Zé de Valério 555

O assassino foi visto pela última vez na Serra do Saco Fundo, onde roubou comida e água

Depois de atravessar cinco municípios do Ceará à pé e chegar ao estado do Piauí, o vaqueiro José Pereira da Costa, o “Zé de Valério”, prossegue em sua fuga silenciosa pelas matas e serras no Município de Buriti dos Montes, no limite com Crateús (CE). Nesta segunda-feira (1º) a saga do bandido que foge da Polícia dos dois estados chega a 66 dias. A última pista indica que ele invadiu mais uma casa no Sertão em busca de água e comida.

O foragido teria invadido a casa de um agricultor na localidade conhecida como Camará, próximo à Serra do Saco Fundo, uma área de densa e íngreme vegetação. Equipes de buscas acompanhadas de rastreadores se concentram nas buscas nesta região piauiense.

Relatos de moradores da área, indicam que o bandido estaria intencionado a seguir até uma linha férrea onde apanharia um trem para seguir com destino ao Maranhão. A Polícia do Piauí, no entanto, não confirma tal versão. Contudo, reforça que a perseguição ao foragido da Justiça tem continuidade na região de Buriti dos Montes.

“Ele entrou na casa, roubou uma faca, farinha e uns garrafões com água”, contou um morador da localidade de Camará, próxima à Serra do Saco Fundo. Ainda de acordo com o agricultor, rastos descobertos nas últimas horas indicam que “Zé de Valério “ está descalço e que evitam ao máximo se aproximar de estradas, preferindo seguir em fuga pelo mato para não deixar pistas de sua passagem pelas localidades da zona rural daquele Município.

Trocou tiros e fugiu

Há cerca de uma semana, o vaqueiro acusado de raptar, violentar e assassinar a estudante Daniele Oliveira Silva, 20 anos, em Pedra Branca, no Ceará (a 285Km de Fortaleza), chegou a trocar tiros com guardas municipais de Crateús e policiais militares já no território piauiense, mas conseguiu furar o cerco e sumiu outra vez, deixando para trás suas provisões.

Na noite de 24 de abril último, o bandido iniciou sua fuga após cometer o crime em Pedra Branca. No entanto, o corpo da universitária somente foi localizado na manhã do dia seguinte (25). Desde então, o vaqueiro apontado como autor do crime brutal, consegue fugir da Polícia.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar