Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

2.109 em 20/11/2019  

Homem se apresenta à Polícia e confessa ter assassinado a esposa e a filha no bairro Sapiranga e diz que foi traído

Sapiranga 4

A pequena Maria Louise, 7 meses; e a mãe, Luana, 22 anos, foram encontradas mortas no último domingo, em locais deferentes (1Km uma da outra) no bairro Sapiranga-Coité

Sapiranga 3 Sapiranga 5

Corpo de Luana achado em uma cacimba              O assassino se apresentou à Polícia 

Um comerciário, vendedor e funcionário de uma rede de sapatarias, está preso na carceragem do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Fortaleza, onde se apresentou e confessou ter assassinado a esposa e a filha do casal, uma criança de apenas 7 meses de vida. Os crimes ocorreram no último domingo (27), no bairro Sapiranga-Coité. No DHPP, o suspeito alegou ter sido ameaçado de morte e forçado por bandidos de uma facção do bairro a se apresentar à Polícia e confessar os crimes.

O vendedor, que não teve seu nome ainda divulgado, matou a esposa, Luana dos Anjos, 21 anos; e a filha do casal, a pequena Maria Louise, de 7 meses, por meio de estrangulamento. Os corpos, porém, foram ocultados em locais diferentes, a cerca de um quilômetro um do outro, para dificultar a investigação policial.

No começo da manhã de domingo, o corpo da pequena Maria Louise foi encontrado por moradores do bairro Sapiranga-Coité nas margens da Lagoa do Soldado. A Perícia comprovou que a criança teria sido morta por estrangulamento ou sufocação.

Cerca de quatro horas depois, a Polícia voltou a ser acionada para o mesmo bairro diante da localização do corpo de uma mulher, ocultado em uma cacimba nos fundos de uma casa abandonada localizada na Rua Eliseu Oriá. A mulher morta estava nua, o que levou a Polícia a suspeitar de um crime sexual (estupro).

Traído

A partir de então, os investigadores passaram a trabalhar com a hipótese de os dois crimes terem ligação e acabaram descobrindo que as vítimas eram mãe e filha. O marido e pai, suspeito do crime, até então estava desaparecido. Mas, na manhã de ontem (29), ele se apresentou na sede do DHPP, no bairro de Fátima, e confessou o duplo assassinato, alegando que foi forçado por bandidos da facção que domina o bairro Sapiranga-Coité a se entregar à Polícia e contar tudo, assumindo a morte da esposa e da filha.

O vendedor contou que decidiu matar a mulher e a criança ao descobrir que havia sido traído por Luana e que Maria Louise não era sua filha.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar