Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

1.898 em 28/05/2020

Mais duas mulheres são mortas no Ceará nas últimas 24 horas. Já são 11 crimes do gênero em 7 dias

Feminicídio 1

Ana Angélica Capistrano foi morta a tiros, pelo marido, na Av. Mister Hull, na manhã de ontem

Pacajus 800

Em Pacajus, o corpo de uma jovem foi encontrado com marcas de tiros no rosto

Pacajus morta

Esta seria a jovem morta em Pacajus na tarde de ontem 

Subiu para 11 o número de mulheres assassinadas no Ceará em apenas sete dias de 2020. Duas mulheres foram mortas, nesta terça-feira (7), na Grande Fortaleza, no intervalo de apenas quatro horas. O primeiro crime ficou caracterizado como feminicídio. O segundo, uma provável execução sumária na guerra entre facções criminosas.

Na manhã de ontem (7), uma mulher foi morta, a tiros, pelo marido, e o corpo jogado de um carro em movimento, em plena Avenida Mister Hull, no bairro Antônio Bezerra, na zona Oeste de Fortaleza. A vítima foi identificada como Ana Angélica Pereira Capistrano.

Após disparar três tiros contra a esposa, o marido dela, Carlos Alberto Soares Capistrano, atirou o corpo em plena avenida e seguiu em fuga. Antes, parou o carro, desceu e atirou mais uma vez na esposa.

Policiais do Comando de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), saíam do Quartel, no bairro São Gerardo, quando receberam, via rádio, a informação da Ciops (Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança) de que o atirador empreendia fuga em seu carro pela Avenida Bezerra de Menezes, em direção ao Centro de Fortaleza.

As equipes fecharam o cerco e o carro guiado pelo atirador foi localizado em alta velocidade. Na tentativa de escapar, o motorista entrou na Rua Raimundo Arruda, onde foi interceptado após os pneus terem sido atingidos a tiros. Em seguida, ele tentou suicidar-se desferindo um golpe com uma tesoura no pescoço, mas foi contido pelos PMs do CPRaio e encaminhado pelo Samu para o Instituto Doutor José Frota. A mulher morreu quando era encaminhada ao hospital “Frotinha” do Antônio Bezerra. O autor do crime permanece internado sob escolta.

Outro

Quatro horas depois do feminicídio em Fortaleza, o corpo de uma jovem, ainda não identificada, foi encontrado com marcas de tiros. O cadáver foi deixado pelos assassinos em uma área de difícil acesso, na comunidade de Baixa Grande, na periferia da cidade de Pacajus, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A vítima não foi, ainda, identificada. Segundo a Polícia, a jovem foi morta com tiros no rosto. Os assassinos usaram, provavelmente, uma espingarda de calibre 12. A vítima teve o rosto desfigurado pelos disparos.

Balanço

Em sete dias de janeiro de 2020, 11 mulheres foram mortas no Ceará. Veja a lista das vítimas:

01 (01/01) – Vítima não identificada (bala) – Av. Sargento Hermínio/Pres. Kennedy (CAPITAL)

02 (02/02) – Karol Macedo (bala) – Bairro Bom Jardim (CAPITAL)

03 (02/01) – Clarissa Gomes da Silva, 24 (bala) – Sede/Centro (BANABUIÚ)

04 (04/01) – Kathely Anne Freitas, 22 (bala) – Sede (QUIXADÁ)

05 (04/01) – Laura Adriana Freitas Carneiro, 43 (bala) – Sede (QUIXADÁ)

06 (05/01) – Sheyla Cristina Lima Lins, 34 (facadas) – Bairro São José (JUAZEIRO DO NORTE)

07 (05/01) – Maria Terezinha Dias Menezes, 74 (facada) – Sede (SOBRAL)

08 (06/01) – Alanis dos Santos Camelo, 22 (bala) – Av. Godofredo Maciel/Mondubim (CAPITAL)

09 (06/01) – Janaína Carneiro de Oliveira, 27 (bala) – Sede (BANABUIÚ)

10 (07/01) – Ana Angélica Pereira Capistrano (bala) – Av. Mister Hull/Antº Bezerra (CAPITAL)

11 (07/01) – Vítima não identificada (bala) – Localidade Baixa Grande (PACAJUS)

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar