Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

1.065 em 30/03/2020

Violência "explode" no Ceará com a greve da PM e número de assassinatos duplica no estado em dois dias

Greve 10 Greve 90

Na Granja Portugal, dois adolescentes foram assassinados a tiros, na tarde de quarta-feira 

Greve 8

Maria de Paula, 26 anos, foi baleada e morta por assaltantes, ontem à noite, na Água Fria

A deflagração da greve de policiais e bombeiros militares, na tarde da última terça-feira (18), fez “explodir” os índices da criminalidade no Ceará. No intervalo de apenas 48 horas da paralisação dos agentes da Segurança Pública (entre a noite de terça-feira e a madrugada desta quinta), 28 pessoas foram assassinadas no estado, numa média de 14 homicídios por dia. Entre os mortos estão duas mulheres e dois adolescentes.

Na terça-feira (18), primeiro dia da paralisação dos agentes da Segurança, o Ceará registrou cinco homicídios na Grande Fortaleza logo após o anúncio da greve. Duas pessoas foram mortas na Capital, nos bairros Pici e Vila Manuel Sátiro. Outras três foram mortas nos Municípios de Maranguape (2 casos) e Pacatuba.

A violência, porém, aumentou descontroladamente nesta quarta-feira (19), quando as autoridades registraram 21 homicídios e latrocínios (roubos seguidos de morte). Firam cinco crimes na Capital, quatro na Região Metropolitana de Fortaleza, outros quatro no Interior Norte e mais oito homicídios no Interior Sul.

Nesta quarta-feira, 12 pessoas acabaram mortas nos seguintes Municípios do interior: Campos Sales (3 homicídios), Juazeiro do Norte (2), Barbalha, Assaré, Jardim, Monsenhor Tabosa, Sobral, Forquilha e Barroquinha.

E no começo da madrugada de hoje, quinta-feira (2), mais dois homicídios aconteceram na Grande Fortaleza e no Interior, nos Municípios de Caucaia e Juazeiro do Norte.

Crimes

A sequência de crimes na Capital na quarta-feira (19), teve início por volta do meio-dia, quando um jovem foi morto, a tiros, na Rua Tenente Queiroz, ao lado da Areninha do bairro Antônio Bezerra, na zona Oeste da cidade. Logo depois, dois adolescentes, com idades de 13 e 13 anos, foram assassinados, a tiros, na Rua João XXIII, na Granja Portugal.

No começo da noite, um homem acusado de praticar furtos, foi perseguido e espancado até a morte. O crime de linchamento aconteceu por volta das 19h30 na Rua Francisca Maria da Conceição, no Planalto Ayrton Senna. Um grupo de aproximadamente 15 pessoas, usando paus e pedras, cercou a vítima, identificada apenas por Danilo, 33 anos, e o executou.

Já às 21 horas, uma jovem de 26 anos, foi baleada ao tentar fugir de assaltantes quando dirigia seu veículo pela Avenida Manoel de Castro Filho, próximo ao Centro de Eventos do Ceará, no

Mulheres Mortas

Maria de Paula Ribeiro Amora trafegava na companhia da mãe e de seus dois filhos, de 3 e 4 anos, quando surgiram vários bandidos armados. Ela tentou acelerar, mas foi baleada, perdeu o controle do carro e este bateu no muro de um condomínio. Os criminosos fugiram e a vítima, em estado grave, foi socorrida por populares para o Hospital Geral de Fortaleza (HJF), no bairro Papicu, onde acabou morrendo na Emergência.

Em Juazeiro do Norte, no Cariri (a 538Km de Fortaleza), bandidos invadiram uma residência no bairro João Cabral, e mataram, a tiros, a dona de casa Ana Paula Nogueira Ventura, 38 anos. A Polícia suspeita de vingança, pois a mulher era mãe de dois adolescentes que, recentemente, se envolveram no caso de estupro e assassinato da vendedora Maria Cheyla Cristina Lima Lins,34 anos, morta em sua casa, no bairro São José, em Juazeiro, no dia 5 de janeiro.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar