Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Reviravolta no caso Graça Nina: genro da professora é preso acusado de mandante do crime. O motivo era receber um seguro de R$ 65 mil

iphone 1-3-2015 004

José Walter dos Santos Morais, o genro, teria contratado os pistoleiros por R$ 4 mil. Ele já está preso na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)

Matador da viúva 001

 

Júlio César Bezerra de Carvalho foi preso pela DHPP e confessou toda a trama do assassinato

câmera 22-2-2015 B 008

Maria das Graças Martins Nina foi cruelmente assassinada e o corpo encontrado em Itaitinga

Como num enredo de novela de televisão, passo a passo a Polícia Civil do Ceará vai desvendando o “quebra-cabeças” do mistério que envolvia o assassinato da professora universitária aposentada Maria das Graças Martins Nina, 67 anos, cujo corpo foi encontrado, há nove dias, em um matagal na Região Metropolitana de Fortaleza. Nas últimas horas, além de prender o executor do crime, a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) obteve uma reviravolta no caso. O crime foi premeditado em família. O genro de Graça Nina teria sido o mandante do assassinato. Ele já está atrás das grades.

Conforme as primeiras informações extra-oficiais, depois de prender Júlio César Bezerra de Carvalho, 44 anos, que confessou ter assassinado a mulher, a equipe da DHPP comandada pela delegada Socorro Portela descobriu que o genro da professora, José Walter dos Santos Morais teria sido o autor intelectual do crime, isto é, o mandante. O motivo do assassinato foi econômico. Com a morte de Graça Nina, a família dela, isto é, os filhos, receberiam um seguro de vida no valor de R$ 65 mil.

O crime foi “encomendado” por R$ 4 mil. O assassino teria recebido já R$ 2 mil e, em 15 dias embolsaria os outros R$ 2 mil. Com riqueza de detalhes, Júlio César Bezerra, preso na tarde do último sábado em sua casa, no bairro Tabapuá, em Caucaia (RMF), revelou para a delegada como o assassinato foi tramado. Para chegar até a vítima, ele recebeu todas as informações do mandante.

O crime

Graça Nina teria sido “seduzida” pelo assassino numa festa de Carnaval no Mercado dos Pinhões, em Fortaleza. Depois disso, ela desapareceu junto com seu carro, um Pálio prata. No último dia 21, o corpo da professora aposentada foi encontrado com marcas de extrema violência em um matagal às margens do quilômetro 24 da Rodovia Santos Dumont, a BR-116, no Município de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza.

Peritos e policiais da DHPP que compareceram ao local do crime constataram que a mulher foi morta através de estrangulamento e recebeu também facadas e foi espancada. Apesar de ter sido encontrada sem a parte de cima da roupa, a Polícia não confirma se ela sofreu violência sexual por parte do (s) assassino (s).

Na noite de ontem (28), Júlio César Bezerra revelou também para a Polícia onde estava o carro da vítima, roubado no dia do crime. O Pálio foi encontrado próximo à Rodoviária da cidade de Canindé (a 97Km da Capital).

Atrás das grades

O genro de Graça Nina já está também preso na carceragem da DHPP. Agora a Polícia está em busca de localizar um terceiro envolvido no caso. Seria um homem que também teria participado diretamente da execução. Outra linha de investigação é descobrir se outros familiares da vítima se envolveram na trama do assassinato.

Nina Graça era uma pessoa bastante conhecida e benquista na sociedade de Fortaleza. Seu assassinato teve grande repercussão. Ela era professora aposentada da Universidade Federal do Ceará e vice-presidente da associação dos docentes aposentados daquela instituição de ensino superior. Também desenvolvia trabalhos beneficentes. Era voluntária do Instituto do Câncer do Ceará. Era uma pessoa alegre, divertida e freqüentava clubes renomados da Capital, como o Náutico Atlético Cearense e o Círculo Militar de Fortaleza.

Comentários   

 
0 #4 Alexandre Almeida 03-02-2016 21:56
Gente que ser imundo esse genro!!! Que os filhos não deixem esse crime impune e os envolvidos sejam todos punidos. Façam de tudo para esclarecer isso e que esses envolvidos paguem não com a justiça dos homens, que fará com que daqui poucos anos estejam soltos, mas com justiça própria. Não é difícil arrumar quem os façam pagar tão hediondo crime... pena de talião e nada mais... matou tem de pagar com a vida também... justiça no Brasil não funciona... façam sua própria justiça... filhos da Nina não deixem esses criminosos impunes... e se a filha casada com esse imbecil estiver envolvida, que pague o preço de sua traição a própria mãe...
Citar
 
 
+2 #3 sonia 12-03-2015 01:20
publique algo sobre o caso da Nina!!! como estam as investigações, o motoqueiro e outras pessoas envolvidas neste caso. NÃO DEIXE CAIR NO ESQUECIMENTO... .
Citar
 
 
+1 #2 leonilia 02-03-2015 10:53
minhas amigas de infância, estamos chocados com essa reviravolta. não sabemos o que dizer......pare ce novela mexicana. Eu, leonilia,marcio e as minhas irm~~as estamos pedindo a Deus que confortem vocês e deem luz e força para superar isso tudo...estamos sem chão . vamos rezar e só nos resta oferecer nosso ombro amigo..
Citar
 
 
+2 #1 Lirete de Freitas La 02-03-2015 10:52
:Dói ainda mais, saber que familiares estão envolvidos com a morte de Gracinha e tudo por ambição. O crime não compensa bando de assassinos. Mais Deus no coração das pessoas! Tristeza profunda.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

z1
 
 
Jornalista
Fernando Ribeiro
Bem-vindos ao blog, espaço destinado a matérias sempre atualizadas sobre Fortaleza e o Estado do Ceará
 
icon (85) 8826.7143

Compartilhe conteúdo

15639320764840782235

zz1