Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2018

4.617 em 13/12/2018  

BPTUR prende suspeito de matar comerciante na semana passada e um empresário em 2012

iphone 16.3.2015 006

Francisco Teixeira Parente, o "Mongol", trocou tiros com os PMs antes de se entregar

iphone 16.3.2015 004

O bandido foi cercado pelos policiais na praia do Pirambu, na Vila do Mar

Iphone 12.3.2015 017Ironte

Obelvan de Oliveira foi morto na semana passada. João Carlos Clemente, assassinado em 2012

Uma troca de tiros entre um bandido e policiais militares do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR), na tarde do último domingo (15), na Zona Oeste de Fortaleza, terminou na prisão de um dos bandidos mais procurados do Ceará. Trata-se do assaltante, latrocida e homicida Francisco Teixeira Parente, 20 anos, conhecido por “Mongol”. Ele estava sendo caçado desde a semana passada, depois que a Polícia o identificou como um dos suspeitos de ter assassinado um comerciante em plena Avenida Leste-Oeste, no bairro Colônia.

Conforme o comandante do BPTUR, major PM Océlio Alves, as buscas aos criminosos não tiveram interrupção desde a tarde da última quinta-feira (12), quando o comerciante Obelvan Bezerra de Oliveira, 49 anos, foi vítima de uma emboscada em plena avenida e acabou executado com vários tiros quando dirigia seu automóvel. Na ocasião, ele estava em companhia de uma mulher, ainda não identificada, que desapareceu depois do crime e passou a ser suspeita de cumplicidade no caso.

Apesar da suspeita inicial de um crime de latrocínio (roubo seguido de morte), a Polícia passou a considerar uma segunda hipótese: queima-de-arquivo ou vingança. Isso se deveu ao fato da vítima ter sido testemunhas de outro crime ocorrido há quase três anos. Foi a morte do empresário João Carlos Clemente, 62 anos, dono da fábrica de panelas e outros acessórios de cozinha Ironte, localizada na Avenida Francisco São, no bairro Jacarecanga.

Clemente foi vítima de uma “saidinha” bancária. Obelvan foi testemunha ocular do crime de morte e, meses depois das investigações, ficou comprovado que um dos assassinos era justamente Francisco Teixeira Parente, o “Mongol”.

A prisão

Na tarde do último domingo (15), a patrulha de Força Tática de Apoio (FTA) do BPTUR fazia buscas na zona Oeste da Capital quando localizou o criminoso nas proximidades da Praça do Abel, no bairro Pirambu (local de risco onde ocorrem constantes tiroteios entre gangues e assassinatos), quando percebeu o bandido. Ele tentou fugir, seguindo em direção à praia.

Já na faixa de areia, “Mongol” trocou tiros com os militares, que revidaram. Preso, o criminoso entregou sua arma, um revólver de calibre 38, sendo, então, conduzido para o plantão do 2º DP (Aldeota) e autuado em flagrante. Hoje, o acusado foi transferido para o 7º DP (Pirambu), que investigava a morte do feirante. Ele nega os dois assassinatos.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar