Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

708 em 18/4/2019  

Adolescente envolvido na morte de um italiano e de um comerciante cearense, em 2013, é apreendido novamente com um carro roubado

Iphone 12.5.2015 C 008

O adolescente estava de posse de um revólver de brinquedo, além de um carro roubado

Uma abordagem de rotina realizada por policiais militares do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) e do Serviço de Inteligência da PM, resultou na apreensão de três adolescentes infratores e na recuperação de um carro roubado, tomado em um assalto. Entre os detidos, está um jovem de 17 anos que, em janeiro de 2013, participou de um duplo crime de latrocínio, em que um comerciante cearense, filho de um policial civil aposentado; e um cidadão italiano radicado em Fortaleza foram mortos em um flat, na Praia de Iracema.

A abordagem aos três suspeitos, na tarde de hoje (11), foi realizada por policiais da Coordenadoria de Inteligência Policial (CIP), do Comando-Geral da PM; e patrulhas da Força Tática de Apoio com Motos (FTA-Motos) do BPTur, nas imediações da Via Expressa, no bairro Mucuripe (zona Leste da cidade). Com um dos adolescentes foi encontrado um simulacro de arma de fogo, isto é, um revólver de brinquedo. Outro tinha nas mãos as chaves de um carro. Segundo o comandante do BPTur, major PM Océlio Alves, os policiais decidiram, então, averiguar onde estaria o carro e seguiram com os suspeitos até uma favela localizada entre a Rua Andrade Furtado e a Via Expressa, no bairro Papicu, e ali encontraram o carro roubado que estava em poder dos adolescentes, o Pálio prata de placas HYC-5663.

Envolvido

Para surpresa da Polícia, um dos suspeitos detidos havia participado do duplo latrocínio ocorrido há cerca de dois anos, crime que teve ampla repercussão na Capital. Duplo latrocínio O fato aconteceu na tarde do dia 31 de janeiro de 2013, quando o comerciante cearense Hedley Lincoln dos Santos Farias, 25 anos; e o italiano Andre Macchelli foram amarrados com as mãos para trás, amordaçados e mortos com várias facadas no pescoço, em um flat localizado na Rua Atualpa Barbosa Lima, na Praia de Iracema.

Na época, a Polícia descobriu que o crime foi verdadeiramente um latrocínio tramado e comandado pelo também italiano Massimiliano Tosoni. Ele atraiu as vítimas para o flat, onde morava, sob o pretexto de trocar moeda, isto é, iriam cambiar reais por euros. As vítimas entraram no apartamento com um pacote contendo a quantia de R$ 44 mil em espécie, que seriam, supostamente, trocados por aproximadamente 22 mil euros. No entanto, Tosoni já havia contratado os três adolescentes (na época, com idades entre 14 e 15 anos) para matar as vítimas em troca de parte do dinheiro. E foi o que aconteceu.

Corpos no flat

À noite, a Polícia recebeu uma ligação do policial aposentado, pai de Hedley, que pedia ajuda, pois o filho havia ido ao endereço (flat) e desaparecera com o dinheiro. Policiais do 2º DP (Aldeota) foram ao local e arrombaram a porta do apartamento, encontrando os dois corpos degolados. Dois dos adolescentes (inclusive o que foi detido hoje), foram perseguidos e presos pela Polícia com o carro roubado de uma das vítimas. A prisão aconteceu nas imediações da Via Expressa, no Papicu. Cerca de dois meses depois, Tosoni também foi capturado. Dois anos antes, ele havia sido preso em flagrante ao tentar assaltar uma mulher, na Aldeota.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar