Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

724 em 20/4/2019  

EXCLUSIVO: Polícia reconstitui assassinato do pastor Darckson Lira e o caso pode ter uma completa reviravolta, com suspeita de crime "encomendado" por herdeiros

Reconstituição-pastor 019Reconstituição-pastor 016

A reconstituição mobilizou policiais e peritos durante toda a madrugada nas avenidas Visconde do Rio Branco e Heráclito Graça, no Centro, e foi acompanhada pelo blog FOTOS: Fernando Ribeiro

Reconstituição-pastor 006Reconstituição-pastor 014

Os acusados do crime mostraram, passo a passo, como agiram na madrugada do assassinato

A Polícia Civil e a Perícia Forense do Estado (Pefoce), realizaram, na madrugada desta sexta-feira (15), a reconstituição do assassinato do pastor evangélico Darckson Lira, morto, a facadas, no dia 25 de fevereiro último, no Centro de Fortaleza. Após a reprodução simulada do crime, veio a surpresa: o caso poderá sofrer uma completa reviravolta nos próximos dias. O religioso pode ter sido vítima de uma “morte encomendada” e tramada dentro de sua própria família. O preço do assassinato? R$ 4 mil.

A reviravolta no caso pode acontecer diante de investigações paralelas que a própria família da vítima decidiu realizar, ao descobrir que documentos relativos aos negócios da igreja “Vale de Bençãos”, fundada por Darckson e que hoje tem atividades no Brasil e no Exterior, teriam sido falsificados meses antes do assassinato.

Com exclusividade, o blogdofernandoribeiro.com.br obteve informações – ainda nesta madrugada, logo após a reconstituição do crime – segundo as quais a falsificação dos documentos teria como objetivo alterar a gestão da Igreja no caso de morte de seu fundador. Antes do episódio, constava que, com o falecimento do pastor, os negócios passariam a ser dirigidos pelos demais dirigentes da entidade religiosa. No entanto, esta cláusula teria sido alterada para que a gestão financeira passasse para as mãos dos herdeiros de Darckson, no caso, seus filhos. Diante disso, coube a outros parentes do religioso contratar a investigação paralela.

O advogado criminalista Delano Cruz foi, então, constituído para tratar do assunto. Na madrugada de hoje, em plena Avenida Heráclito Graça, onde o pastor foi encontrado morto em fevereiro passado, e onde a Polícia realizou a reconstituição do crime, Delano Cruz fez revelações importantes ao blogdofernandoribeiro.com.br.

“Temos informações que nos autoriza a acreditar que não se tratou de um simples caso de latrocínio (roubo seguido de morte) como vem sendo tratado o fato, mas que, na verdade, a morte do pastor foi premeditada e encomendada por R$ 4 mil. Os assassinos teriam sido contratados. Essa trama girou em torno dos negócios da Igreja e envolve muito dinheiro. Isso envolveu muitos interesses”, afirmou Cruz.

Sem citar nomes, ele deixou no ar a suspeita de que um dos familiares próximos de Darckson, e, portanto, um dos herdeiros, teria sido o responsável pela falsificação da papelada. “Você sabe, dinheiro de Igreja é puxado a rodo. A Igreja do pastor Darckson possui hoje 18 templos, um extenso patrimônio. As atividades dela acontecem em várias cidades do Brasil e também no Exterior. Acredito sim em um crime encomendado, mesmo sendo os assassinos conhecidos da vítima. Na minha convicção, não houve latrocínio”, arrematou. Darckson morava sozinho em Fortaleza e seus familiares mais próximos residem em Brasília.

Investigação

Paralelamente à investigação contratada pela família da vítima, a Polícia Civil caminha para a conclusão do inquérito em torno do fato. A reconstituição realizada nesta sexta-feira pode ter sido o último capítulo do caso no âmbito policial antes de ser tratado pela Justiça e pelo Ministério Público. Ao final da reconstituição, por volta de 3 horas de hoje, os peritos criminais Luiz Rodrigues e Cordeiro Júnior disseram ao blogdofernandoribeiro.com.br que a reprodução simulada eliminou todas as dúvidas quanto à autoria do crime. Segundo eles, o procedimento foi importante para se chegar à conclusão acerca do latrocínio, bem como, individualizar a participação de cada um dos suspeitos no assassinato.

Pelo menos, três acusados de participar do crime foram identificados, presos e indiciados em inquérito pela equipe do 34º DP (Seccional da Área Integrada de Segurança Um/AIS-1).

O crime

No início da madrugada do dia 25 de fevereiro, o pastor Darckson Lira foi encontrado agonizante na Avenida Heráclito Graça, esquina com a Rua Dona Leopoldina, no Centro de Fortaleza. Pouco tempo depois, ele morreu. A Perícia Forense (Pefoce) constatou ao menos 14 golpes de faca na vítima. Seu carro foi roubado pelos assassinos. Ainda na madrugada do dia 25, dois dos suspeitos foram presos após uma perseguição policial que começou no bairro Montese e terminou novamente no Centro. Na Rua General Sampaio, os criminosos perderam o controle da direção do carro do pastor e colidiram com um poste. Cercados por policiais do Ronda do Quarteirão, eles ainda tentaram escapar à pé. Um deles foi baleado na perna.

A dupla foi presa em flagrante e confessou ao delegado Romério Almeida, titular do 34º DP a autoria do crime. O terceiro envolvido foi preso horas depois em um ponto de venda de drogas que ele comandava na Rua 25 de Março, também no Centro. Descobriu-se depois que um dos acusados tinha um caso com o pastor.

Os três foram identificados como Saturnino de Araújo Angelim, 20 anos; Ronnalt Ferreira da Silva, 21; e José Márcio Fernandes Teixeira, 31 anos, este último, traficante e que teria sido o planejador do crime. Saturnino, conhecido por “Lourinho”, tinha um caso amoroso com o pastor e foi o responsável por atraí-lo para o assassinato. O amigo dele, Ronnalt, foi quem desferiu as facadas na vítima. Na madrugada de hoje, os três participaram da reconstituição, que foi acompanhada, passo a passo, pelo blogdofernandoribeiro.com.br

Comentários   

 
+1 #1 Jr Melo 22-05-2015 11:57
Bom dia.

CAro jornalista, quero parabeni za-lo pr ter dado cobertura jornalistica a o caso e o que tenho a dizer e já tenho dito desde o dia em que fato tão aterrador em que o grande homem de Deus, poeta, musico e lider pastor DArckson Lira , foi vitima não de um caso "passional' como a imprensa suja e impia tem o acusado, mas de uma lamentavel conspiração familiar em que foi vitima.A Biblia diz que tudo que esta encoberta será revelado.A justiça divina recaira sobre os acusadores e inimigos que ceifaram a vida deste servo fiel a Deus.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar