Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2018

2.779

Atualizado em 20/7/2018  

Mais 15 pessoas foram assassinadas no Ceará nas últimas 24 horas, entre elas, duas adolescentes

Horizonte morte hoje

No bairro Diadema II, em Horizonte, um jovem foi emboscado e morto com vários tiros. Lucas Estevão Nogueira da Silva, 21, era filho do ex-vereador conhecido como “Luciano do Mercado”. 

Quinze pessoas foram assassinadas no Ceará nas últimas 24 horas, sendo seis delas nas ruas de Fortaleza, outras cinco na região Metropolitana (RMF) e mais quatro no Interior. Na manhã desta terça-feira (8), o filho de um ex-vereador do Município de Horizonte (RMF) foi executado com vários tiros disparados à queima-roupa. Com os últimos assassinatos, o número de Crimes Violentos, Letais e Intencionais no Ceará chega a 76 em oito dias de maio e totaliza 1.802 no ano.

Perícia deve esclarecer morte de jovem atingido por bala "perdida" no tiroteio entre bandidos e PMs

Júnior setas Júnior 11

A bala atingiu a traseira do veículo, perfurou o banco do motorista e feriu mortalmente Wellington Júnior pelas costas. Ele ainda foi socorrido pelo Samu ao IJF, mas não resistiu

O corpo do jovem Wellington Matias Sousa Júnior foi sepultado nesta segunda-feira (7), em um cemitério particular no Município do Eusébio, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), após passar por exames de necropsia na Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). Júnior foi morto ao ser atingido por uma bala “perdida” durante um tiroteio entre bandidos e policiais militares na manhã do último domingo (6). Exames de balísticas poderão esclarecer de onde partiu o tiro que matou a vítima.

Ministério Público garante que bandidos que mataram universitária permanecem atrás das grades

Assassinos de Cecília Rachel

Os criminosos permanecem presos após serem autuados em flagrante por latrocínio, na DHPP

O Ministério Público do Ceará (MP-CE) esclarece que todos os sete suspeitos de envolvimento na morte da estudante universitária Cecília Rachel Gonçalves Moura, 23 anos, permanecem presos, e que nenhum deles foi solto em audiência de custódia após a captura em decorrência do assassinato. Os sete – cinco homens e duas mulheres – já foram denunciados pela promotoria, por crime de latrocínio (roubo seguido de morte) e outros delitos.

Força-tarefa que veio ao Ceará não conseguiu frear a matança no estado. Violência já deixou 1.800 mortos em 2018

Matança 8888

Quase três meses após desembarcar em Fortaleza com a missão de ajudar as autoridades locais a dar um freio na violência sem controle que domina o estado, a Força-Tarefa enviada ao Ceará pelo presidente da República, Michel Temer (MDB), não revelou, ainda, o que fez até agora. Da data do desembarque (dia 19 de fevereiro) até hoje, as estatísticas da criminalidade só aumentaram e nesta terça-feira a taxa de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), em quatro meses e sete dias de 2018, alcançou o número 1.801.

Fim de semana violento com 32 pessoas assassinadas no Ceará. No ano, já são 1.787 mortos

Vitória 2

No bairro Jardim Iracema, a adolescente Daniela Vitória, 13 anos, foi morta por ordem do tráfico

Trinta e duas pessoas foram assassinadas no fim de semana em todo o estado do Ceará. O maior número de crimes ocorreu no Interior Norte e na Região Metropolitana de Fortaleza, com nove casos em cada das regiões. Em Fortaleza, oito pessoas foram mortas, entre elas, um jovem atingido por uma “bala perdida” durante confronto entre bandidos e policiais militares no bairro Demócrito Rocha. Com os 32 homicídios do período, o Ceará já contabiliza neste ano, 1.787 assassinatos.

Jovem morre baleado durante operação desastrosa da PM nas ruas de Fortaleza

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscandoWellington

Wellington Júnior foi morto com um tiro nas costas quando bandidos eram perseguidos pela PM

Desastrosa 1 Desastrosa 5 Desastrosa 6

A bala atingiu o porta-malas, transfixou o banco traseiro e atingiu o guiador pelas costas

Desastrosa 11

O carro onde estavam os bandidos capotou após uma colisão e um dos criminosos foi morto

Desastrosa 8

Desgovernado, o Honda Civic da vítima de bala perdida bateu contra um poste

Desastrosa 20

A bala que matou um inocente: o tiro de, provavelmente, uma carabina, atingiu a traseira do Civic

Uma operação desastrosa realizada pela Polícia Militar na manhã deste domingo, em Fortaleza, terminou na morte de mais um cidadão inocente, morto com um tiro nas costas durante um confronto entre os PMs e bandidos em fuga pelas ruas do bairro Demócrito Rocha. A vítima guiava seu veículo quando os bandidos e policiais passaram por ela trocando tiros. O caso deverá ser apurado pela Controladoria Geral dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário (CGOSPSP) e pela Justiça Militar.

Estatísticas revelam que a matança não tem freio no Ceará

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro

Balas 1 

As ruas de Fortaleza têm servido de palco para a matança produzida pela guerra de facções

Fim do primeiro quadrimestre de 2018 e os números da violência no Ceará continuam bem ruins. Em todos os cenários estatísticos, os números mostram o crescimento vertiginoso dos Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs). Entre janeiro e abril de 2017, 1.354 pessoas foram assassinadas no estado. Já neste ano, em igual período, o número de homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte chegaram a 1.614, o que representa um crescimento geral da ordem de 19,2 por cento. Se forem acrescidos á estatística geral os casos de mortes no Sistema Penal e nos confrontos entre polícia e bandido o aumento é ainda maior, saltando de 1.405 casos em 2017 para 1.722 óbitos, uma elevação de 22,5 por cento.

NÚMEROS MASCARADOS

Contudo, a estatística oficial do governo do Ceará não inclui esse dois tipos de mortes (assassinatos em presídios e mortes por intervenção policial), deixando tais fatos de fora dos números que são apresentados, mensalmente, à Imprensa. Jornais e emissoras de tevê locais não questionam. O governo agradece, e passa para a população através desses meios de comunicação a informação mascarada de que a criminalidade vem caindo. Reparem: somente nos casos de mortes por intervenção policial (que também geram inquéritos policiais, é bom que se diga) o aumento neste ano, em comparação a 2017, já é de 80,8 por cento, saltando de 47 para 85 casos. Já as mortes no Sistema Penal, o aumento foi de 475 por cento (isso mesmo, 475%), passando de 4 para 23 homicídios nas unidades penais, incluindo a chacina com 10 detentos mortos, registrada na Cadeia Pública da cidade de Itapajé, na manhã de 29 de janeiro.

VIDAS PERDIDAS

Números são exatos e não deixam brechas para interpretações. A estatística real não deixa nenhuma duvida do avanço da violência no Ceará, se contrapondo aos bilionários investimentos que o governo afirma que vem fazendo neste setor da administração pública. Mais efetivos, mas viaturas, mais helicópteros e mais propaganda parecem não serem suficientes para aplacar a criminalidade nas ruas das cidades e no campo. Na comparação geral do quantitativo de CVLIs entre o primeiro quadrimestre de 2017 e o de 2018 são 317 assassinatos a mais, 317 vidas perdidas nas mãos dos criminosos; 317 execuções. E entre essas 1.722 pessoas mortas em apenas quatro meses, estão muitos cidadãos, como o desportista Bebeto Studart, a universitária Cecília Rachel e o humorista “Fonsequinha”, além de cinco policiais militares.

AUDIÊNCIA DA IMPUNIDADE

Algemado 1

Bandidos presos por envolvimento na morte da estudante universitária Cecília Rachel Moura já estão novamente soltos nas ruas de Fortaleza. A permanência deles atrás das grades foi apenas questão de horas. Apesar do grande esforço feito pelas autoridades policiais para uma resposta rápida e eficiente no esclarecimento do crime e na identificação e prisão de seus autores, o trabalho não teve o resultado recompensado na Justiça. Com poucas horas da prisão, os acusados foram levados da delegacia para uma audiência de custódia e liberados pela Justiça com o aval do Ministério Público. Na tentativa de reverter tal situação, o promotor Felipe Diogo Frota, da 8ª Promotoria de Justiça Criminal de Fortaleza, encaminhou à Justiça a denúncia contra os sete acusados e, ao mesmo tempo, solicitou que todos permaneçam presos até o julgamento. Se o juiz acatar, será mais trabalho para Polícia, sair de novo atrás dos criminosos, o que vai representar desgaste para os agentes e mais custos ao estado. Assim, funciona nossa Justiça.

MONITORAMENTO DE ARAQUE

Tornozeleira

 

Mais de mil bandidos estão soltos nas ruas de Fortaleza usando tornozeleiras eletrônicas. Grande parte voltou ao crime mesmo recebendo a condição de ficar em liberdade, através de medidas cautelares. Praticamente todos os dias, a Polícia prende criminosos assaltando nas ruas, traficando drogas ou matando pessoas. E estão com tal equipamento de monitoramento, provando que este suposto rastreamento ou vigilância eletrônica e nada são a mesma coisa. A Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus), responsável pelo serviço, não consegue vigiar os “tornozelados”. Facilmente eles rompem o equipamento. Outros, nem perdem tempo com isso, voltam a assaltar, traficar e matar mesmo com o aparelho preso na perna. Sabem que o monitoramente é fraco ou verdadeiramente inexiste. Dinheiro público jogado fora.

CARTÃO MANCHADO

Os assaltos voltaram a atormentar os freqüentadores habituais, comerciantes, esportistas e turistas no calçadão e na faixa de areia da Avenida Beira-Mar, principal cartão-postal de Fortaleza. Na semana passada, foram registrados vários episódios de violência: uma tentativa de “arrastão” que terminou em tiroteio, um turista estrangeiro atacado e que teve seu cordão de ouro roubado; além de mais assaltos na área da praia de Iracema. A área tem se tornado perigosa mesmo contando diariamente com a presença de policiais militares á pé e motorizados. Nos fins de semana a situação fica mais crítica por conta do aumento do fluxo de pessoas na orla. Na área do Mucuripe, os ladrões atacam as pessoas no calçadão e fogem para o mar, se escondendo debaixo dos barcos ancorados ali. E ainda não estamos no período da alta estação.

E TEM MAIS:

* Sindicato dos Policiais Civis do Ceará comemora a decisão do Tribunal de Justiça do Estado, que autorizou escrivães e inspetores a lavrarem Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs), antes a prerrogativa era exclusiva dos delegados, assim como é o flagrante.

* Associação dos Delegados de Polícia do Ceará (Adepol) não vai deixar barato o episódio que causou a tentativa de suicídio do delegado Romério Moreira de Almeida, afastado sob a suspeita de crime de corrupção. Entidade fará uma representação junto ao Conselho Nacional do MP, em Brasília.

* Secretário da Segurança Pública do Ceará, André Costa, gosta mesmo de navegar nas redes sociais e adora postar fotografias dele. A mais recente, aparece empunhando um dos novos fuzis adquiridos para a Polícia. Fez pose de Rambo (ou de exterminador do futuro??!!).

* Município de Caucaia tem liderado há dois meses o ranking da violência na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Somente em abril, 28 pessoas foram assassinadas ali ou tiveram os corpos “desovados” no Município. O segundo da lista é Maracanaú, com 25 CVLIs no mês passado.

* Funcionários de um hospital localizado no fim da Avenida Pontes Vieira, próximo à Avenida Virgílio Távora, no Dionísio Torres, denunciam que estão sendo assaltados quando termina o turno da noite. Quando vão para casa, por volta de 6 horas, são atacados por criminosos nos pontos de ônibus.

* Marcada para o próximo dia 17 a inauguração da Torre de Segurança do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), da Prefeitura de Fortaleza. A célula de segurança foi erguida ao lado da Areninha da comunidade Goiabeiras, na Barra do Ceará.

* Assassinato da jovem Karina Firmino, na cidade de Acopiara (a 340Km de Fortaleza), completa dois anos neste sábado. Até hoje os mandantes e pistoleiros não foram punidos. Segundo boatos, o processo vem sendo abafado por interferência de um importante autoridade do meio jurídico local.

E A PERGUNTA DO DIA: Até quando vai perdurar a truculência e o abuso de autoridade dos fiscais da Seuma e das patrulhas da PM (BPMA) na hora da fiscalização em bares e restaurantes de Fortaleza???

Tribunal de Justiça autoriza escrivães e inspetores da Polícia Civil do Ceará a lavrarem T.C.Os.

Ana Paula

Ana Paula Cavalcante, vice-presidente do Sinpol, se reuniu com membros do TJCE ontem

Escrivães e inspetores da Polícia Civil do Ceará estão autorizados, a partir desta sexta-feira (4), a lavrar Termos Circunstanciados de Ocorrência, os chamados TCOs, procedimentos semelhantes ao flagrante, mas aplicados em casos de cometimento de crimes de menor potencial ofensivo (delitos punidos com até dois anos de prisão). Assim, os TCOs serão lavrados sem precisar da análise e chancela dos delegados.

MP denuncia acusados de matar universitária. Criminosos presos foram soltos em audiência de custódia

Cecília 1000

Cecília Rachel tinha 23 anos e sonhava com a carreira jurídica, mas foi assassinada covardemente

Cecília bandido 5 Cecília bandido 11 Cecília bandido 8

Criminosos responsáveis pelo latrocínio foram presos e, depois, soltos em audiência de custódia

O Ministério Público Estadual (MPE) denunciou, ontem (3), sete pessoas – cinco homens e duas mulheres - como acusadas de envolvimento na morte da estudante universitária de Direito, Cecília Rachel Gonçalves Moura, que tinha 23 anos e foi assassinada, a tiros, durante uma tentativa de assalto. O crime ocorreu na manhã do dia 12 de abril, no bairro Parque Manibura, em Fortaleza. O promotor de Justiça, Felipe Diogo Frota, da 8ª Promotoria de Justiça Criminal da Capital, encaminhou a denúncia à Justiça e pediu que todos os acusados continuem presos até o julgamento.

Em quatro anos, 83 agentes da Segurança Pública foram assassinados no Ceará

Bonivarde 2

Sargento Bonivarde, jovem PM que acabou sendo assassinado a tiros. O quinto, neste ano

Cinco policiais militares e ex-policiais foram mortos no Ceará em pouco mais de quatro meses de 2018. Em quatro anos e cinco meses do governo atual, nada menos, que 83 agentes da Segurança Pública foram assassinados no estado. O mais recente caso teve como vítima um PM, morto a tiros por um inspetor da Polícia Civil. Os dois discutiram em uma barraca de praia e acabaram envolvidos numa briga que terminou em morte.

Guardas municipais do PMPU do Jangurussu prendem bandidos com veículos roubados

PMPU 1 PMPU 3 PMPU 2

Cerco da Guarda Municipal no Jangurussu resultou em prisões e localização de veículos roubados

Patrulhas da Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), baseadas na Torre de Segurança do Programa Municipal de Proteção Urbana (PMPU), no bairro Jangurussu, na zona Sul da Capital, capturaram bandidos que estavam circulando naquela comunidade em motocicletas e automóveis roubados. A ação ostensiva da GMF desde a implantação da Célula de Segurança do PMPU no Jangurussu, em fevereiro último, tem trazido segurança para a população e combate efetivo à criminalidade.

"Fonsequinha" foi morto por facção que tinha como alvo passageiro do carro dirigido pelo humorista

Fonseca 3

O humorista morreu na direção do seu carro, ao lado do passageiro. Ambos atingidos a tiros

Fonsequinha - carro

O carro que o humorista usava no aplicativo Uber foi interceptado pelos atiradores numa moto

Fonsequinha 11 Fonsequinha 10

Humorista "Fonsequinha", consagrado na TV cearense: mais uma vítima na violência

O assassinato do humorista cearense Francisco Fonseca Neto, o “Fonsequinha”, 52 anos,é mais um crime decorrente da guerra entre as facções criminosas que dominam o estado. O artista, que também ganhava a vida como motorista do aplicativo Uber, foi morto a tiros no final da tarde desta quarta-feira (2) no momento em que bandidos de uma facção atiravam no passageiro que era conduzido pelo humorista. Os dois morreram dentro do automóvel.

DHPP investiga a morte de travestis. Indícios apontam para crimes de intolerância

Traveca morta

Travesti conhecida por "Paulinha" foi morta, a tiros, na Avenida Perimetral, no Jangurussu

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga a morte de dois travestis ocorridas durante o feriadão do Dia do Trabalhador. Os crimes ocorreram entre domingo (29) e segunda-feira (30), em Caucaia e Fortaleza, respectivamente. As primeiras informações revelam que, em pelo menos um dos assassinatos o motivo seria intolerância.

Capital cearense registrou 120 assassinatos no mês de abril e estado manteve a média de 14 homicídios por dia

Abril morte 1 Abril morte 2

Universitária Cecília Rachel Moura e desportista Roberto Studart estão entre as 120 pessoas assassinadas nas ruas de Fortaleza no mês de abril. Ambos foram vítimas de crime de latrocínio

O Ceará fechou o primeiro quadrimestre de 2018 com, nada menos, que 1.722 assassinatos, já contabilizados os 377 homicídios registrados em abril, e manteve a média de 14 mortes violentas por dia. Somente em Fortaleza, 554 pessoas foram assassinadas nos primeiros quatro meses deste ano, outras 493 na Região Metropolitana e mais 675 no Interior (347 na região Norte) e 328 (no Sul).

Feriadão do Dia do Trabalhador termina sangrento no Ceará com 51 assassinatos

Quixadá morte

Em Quixadá, um homem foi morto e o corpo carbonizado neste veículo incendiado pelos assassinos

Cinquenta e uma pessoas foram assassinadas no Ceará no feriadão do Dia do Trabalhador, período compreendido entre a última sexta-feira (27) e a noite de terça-feira (1º), elevando para 1.725 o número de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) no ano. Somente na Capital e sua Região Metropolitana de Fortaleza, 33 pessoas foram mortas.

Sargento da PM é morto a tiros por policial civil durante confusão em uma barraca na Praia do Futuro

sargento morto 2 Sargento morto 3

Inspetor Egberto Setúbal, preso em flagrante       Sargento Bonivarde, morto com dois tiros

Sargento morto 5

O acusado do crime foi preso ao chegar no IJF-Centro socorrendo o PM baleado

VEJA VÍDEO DO CASO:

Pela segunda vez neste ano, um agente da Segurança Pública do Estado é morto por outro. Desta vez o fato ocorreu na noite desta terça-feira (1º), feriado do Dia do Trabalhador, em uma barraca na Praia do Futuro, na zona Leste de Fortaleza. Durante uma discussão, um sargento da Polícia Militar foi baleado e morto por um inspetor da Polícia Civil. O autor do crime acabou preso em flagrante por outros PMs quando socorreu a vítima para o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro).