Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2018

4.293 em 17/11/2018  

Em oito meses de 2018, 286 adolescentes foram assassinados no Ceará, um a cada 24 horas

Adolescente eliminado 1

Execuções sumárias de garotos e garotas são comuns na periferia da Grande Fortaleza 

Pentecoste 2

A guerra de facções criminosas tem deixado um rastro de mortes em todo o estado 

Nos primeiros oito meses de 2018 (janeiro a agosto) o Ceará registrou o assassinato de, pelo menos, 286 adolescentes, jovens na faixa etária de 12 a 18 anos incompletos, conforme estabelece o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Desse total, 190 foram mortos na Grande Fortaleza, isto é, Capital e Região Metropolitana. Os outros 96 acabaram assassinados no interior.

Mês de agosto deixou 392 pessoas assassinadas no Ceará. Entre os mortos estão 37 mulheres e 4 PMs

Mortes na Capital 4

A matança nas ruas de Fortaleza deixou 153 vítimas nos 31 dias de agosto último 

O Ceará fechou o mês de agosto com o registro de 392 assassinatos, numa média de 12,6 crimes de morte por dia. No acumulado de oito meses (janeiro a agosto), o estado já contabilizou 3.332 Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs), ou seja, homicídios, latrocínios (roubos seguidos de morte) e os casos de lesão corporal que resultaram em óbito.

Mais um fim de semana marcado pela violência no Ceará deixa 48 pessoas assassinadas

Parque Santa maria 2

Cristiano Lima de Matos, 32, foi executado a tiros na manhã de domingo, no Parque Santa Maria

Quarenta e oito pessoas foram assassinadas no Ceará no último fim de semana. Somente em Fortaleza foram registrados 15 homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, os Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs). Na Região Metropolitana ocorreram 10. Já no Interior do estado, 23 pessoas foram mortas, sendo 12 na Região Sul e 11 na Norte.

Assassinato de vereador em Itaitinga pode está ligado à guerra de facções na RMF

Itaitinga hoje

Momento exato em que um dos pistoleiros atira no vereador, que está na Hilux

A morte do presidente da Câmara dos Vereadores do Município de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), pode está ligado à guerra de facções criminosas que atinge o Ceará. A hipótese não foi descartada pelas autoridades que trabalham nas investigações. O político foi morto, a tiros, no começo da tarde desta sexta-feira (31) na porta da Câmara.

Agosto termina com 37 mulheres assassinadas no Ceará, uma por hora. No ano, já são 326 mortas

Modelo assassinada 1

Assassinatos de mulheres têm crescido assustadoramente no estado do Ceará neste ano 

Trinta e sete mulheres foram assassinadas no Ceará no mês de agosto, uma média de mais de uma a cada 24 horas. Somente nesta sexta-feira (31) foram três crimes do gênero, sendo dois na Capital e outro no Município de Reriutaba (a 309Km de Fortaleza). No acumulado do ano, o estado já registrou 326 homicídios e latrocínios tendo mulheres como vítimas da violência.

Polícia suspeita de queima de arquivo e prefeito segue foragido após matar ex-servidor da Prefeitura

Marcelo Arcanjo 1

O prefeito Marcelo Arcanjo fugiu da cidade na noite de quarta-feira passada após o crime

Marcelo Arcanjo

O enterro do ex-servidor morto pelo prefeito foi marcado pela revolta da população

Após três dias de um crime que chocou a população da cidade de Santana do Acaraú, na região Norte do estado (a 229Km de Fortaleza), o principal suspeito do caso permanece foragido. Trata-se do prefeito daquele Município, Marcelo Arcanjo, que fugiu após disparar tiros contra o ex-servidor da Prefeitura, César Augusto do Nascimento, 40. Nem mesmo prisão preventiva ou temporária contra o assassino foi decretada e ele segue na impunidade. O crime pode ter sido uma “queima de arquivo”.

Presidente da Câmara dos Vereadores de Itaitinga é executado por pistoleiros

Itaitinga 200

O vereador foi executado no momento em que saiu de sua caminhonete. Caiu morto na calçada

Itaitinga 100

A área onde ocorreu o crime, na porta da Câmara Municipal, foi isolada pela Polícia Militar

Presidente - Itaitinga

João Roberto de Oliveira Martins: executado sumariamente

VEJA VÍDEOS DO MOMENTO DO ASSASSINATO: 

 

Veja momento do assassinato Confira fotos  

Três homens encapuzados e armados com pistolas, mataram, por volta 12h30 desta sexta-feira (31), o presidente da Câmara Municipal de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), vereador João Roberto de Oliveira Martins (PRTB), 52 anos. A mulher dele também foi baleada, mas sem gravidade. A Polícia Militar faz diligências na busca para prender os criminosos.

Prefeito de Santana do Acaraú é caçado pela Polícia após assassinar a tiros um ex-servidor municipal

Arcanjo

Marcelo Arcanjo desapareceu da cidade após praticar o assassinato e está sendo caçado

O prefeito do município de Santana do Acaraú (a 230Km de Fortaleza) , Marcelo Arcanjo, policial federal aposentado, continua foragido. Ele está sendo caçado pela Polícia desde a noite de ontem (29), após assassinar, com três tiros, o ex-servidor da Prefeitura César Augusto do Nascimento. O crime chocou a população e mobilizou um forte aparato da Polícia Militar. Durante toda a noite de ontem e madrugada de hoje, buscas foram feitas em toda a região, mas o gestor não foi encontrado.

Cabo da PM é baleado e morto por colegas de farda ao ser confundido com assaltante

Cabo Albuquerque 2

Pela segunda vez neste ano, um policial militar do Ceará é morto pelos próprios colegas de farda, numa nova ação desastrosa de PMs nas ruas de Fortaleza. Desta vez, a vítima foi o cabo Paulo Alberto Marques Albuquerque, destacado no Batalhão de Policiamento Turístico (BPTUR). Após sacar sua arma e atirar quando bandidos que tentaram assaltá-lo, o cabo foi alvejado por PMs de uma viatura pertencente ao 21º Batalhão (Parangaba). Depois de socorrido pelos próprios colegas, o cabo Albuquerque faleceu na madrugada desta quarta-feira (29) no Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro).

Bandidos atacam clube de tiro na cidade de Marco e roubam dezenas de armas e milhares de munições

Pistola 380 3

Dezenas de armas como pistolas de calibre 380 foram levadas pelos assaltantes

Uma quadrilha atacou na tarde desta terça-feira (28) um clube de tiro instalado na cidade de Marco, na Região Norte do Ceará (a 212Km de Fortaleza) e roubou um arsenal. O crime foi praticado por bandidos que fugiram do local com o armamento e muita munição em uma caminhonete Hilux preta. Até agora, não há pistas dos ladrões. O fato chamou a atenção e causou preocupação às autoridades da Segurança Pública da região.

Controladoria e Comando da PM vão investigar sessão de torturas filmada em que militares sufocam um adolescente

 Tortura 2

As imagens mostram PMs aplicando a tortura de sufocamento contra o adolescente

VEJA O VÍDEO: 

A Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário do Ceará (CGD) e o Comando-Geral da Polícia Militar vão instaurar, paralelamente, nesta quarta-feira (29), inquérito e sindicância disciplinares, respectivamente, para apurar atos de torturas praticados por policiais militares da Força Tática (FT), um grupo de elite presente em todos os batalhões e companhias do Policiamento Ostensivo Geral (POG).

Após o assassinato de três policiais militares, coronel Gondim faz desabafo: "Vergonha da minha PM"

Gondim 1

Coronel Horácio Marques Gondim, um dos militares mais respeitados do Ceará e ícone na PMCE

“Pagaram com a vida por culpa institucional. O PM virou funcionário público. Vergonha da minha PM”. O desabafo foi feito pelo coronel da Reserva da Polícia Militar do Ceará, Horácio Marques Gondim, se referindo ao assassinato dos três colegas de farda na tarde da última quinta-feira (23), em um bar, no bairro Vila Manuel Sátiro.

Bandidos do Comando Vermelho expulsam famílias na Zona Oeste de Fortaleza. PM faz escolta da mudança

Carandiru branco 1

No condomínio, os moradores ficam em silêncio por temer represálias dos criminosos

Três famílias foram expulsas de seus imóveis por bandidos de uma facção criminosa, na zona Oeste de Fortaleza. O caso ocorreu no Conjunto Residencial Dom Hélder Câmara, conhecido como “Carandiru Branco”, localizado no bairro Carlito Pamplona. A Polícia Militar tomou conhecimento do fato e enviou viaturas da área para proteger a família enquanto eram realizadas as mudanças em um apartamento e duas casas do residencial.

Violência será foco dos debates políticos na campanha eleitoral 2018 no Ceará

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA   

Fernando Ribeiro

Novas viaturas

Centenas de novas viaturas fazem parte dos investimentos milionários na Segurança Pública 

A violência será o tema-chave da propaganda eleitoral e dos debates entre candidatos. Não poderia ser diferente. O Ceará está mergulhado numa crise de insegurança que já dura quase 10 anos, mas que chegou à sua fase aguda a partir do ano passado, quando as facções criminosas decidiram impor duas regras no modo de viver das pessoas nas comunidades e até mesmo a dar as ordens no Sistema Penitenciário. No último fim de semana ficou evidenciado o descontrole da Segurança, quando cerca de 60 pessoas foram mortas em pouco mais de 72 horas. Um verdadeiro banho de sangue.

TEMA DE CAMPANHA

Com a aproximação das eleições, críticos do atual governo vão alimentar a polêmica sobre a Segurança acerca dos milionários investimentos feitos nos últimos meses pelo governador Camilo Santana (PT). Investimentos que, neste primeiro momento, não apresentam resultados eficazes. O nível da criminalidade registrado no ano passado no Ceará, com cerca de 5.332 assassinatos, pode se repetir até o fim de 2018. Nas áreas periféricas da Capital cearense, as cenas de mortes violentas viraram rotina. O volume de homicídios supera em muito a capacidade da Polícia Judiciária (Civil) de apurá-lo. Assim, na esteira do tempo vão ficando para trás dezenas e dezenas de crimes e seus autores tornando-se impunes. As delegacias distritais estão abarrotadas de inquéritos inconclusos, a exemplo do que acontece na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). São pilhas e pilhas de papel, inquéritos instaurados para apontar os autores dos crimes, mas que caminham em direção à impunidade de seus autores.

NA CONTA DA DHPP

Pegou muito mal para a Polícia Civil cearense um assassinato ocorrido a poucos metros da sede da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP), na tarde da última sexta-feira (24). Um homem que havia se apresentado espontaneamente àquele órgão para ser ouvido acerca da morte de três policiais militares, acabou fuzilado em plena Praça da Igreja de Nossa Senhora de Fátima, na Avenida 13 de Maio. Álisson Rodrigo da Silva Rodrigues, 32 anos, decidiu ir até a DHPP na companhia do pai para depor. Seu nome surgiu nas redes sociais como sendo um dos envolvidos na morte dos PMs, na Vila Manuel Sátiro. Temendo o pior, ele decidiu ir ao encontro da Polícia para explicar que nada teve a ver com a morte dos militares. Não tinha antecedentes criminais. Era ficha limpa. Passou horas à espera do depoimento. Não foi ouvido. Por volta do meio-dia, pediu permissão para ir almoçar e seguiu com o pai até a Praça da Igreja de Fátima (a um quarteirão da DHPP). Estava sentado em plena praça aguardando a comida, quando foi surpreendido e morto com vários tiros na cabeça. De quem é a conta deste assassinato?

MORTE DE POLICIAIS

Os números são catastróficos. Em três anos e oito meses do atual governo, nada menos que 91 agentes da Segurança Pública foram assassinados no Ceará. Um recorde. Na estatística, o maior número de vítimas é de policiais militares. Foram 66. Além deles, nove policiais civis, nove guardas municipais, quatro agentes penitenciários, dois policiais rodoviários federais e um bombeiro militar. O pior ano, neste intervalo, foi 2016, quando 34 agentes (26 PMs, três policiais civis, dois policiais rodoviários e três agentes penitenciários) foram mortos no estado. As três mais recentes vítimas foram os PMs mortos no bairro Vila Manuel Sátiro, em Fortaleza, na tarde da última quinta-feira (23). Os militares foram fuzilados em um crime ordenado de dentro de um dos presídios do Complexo Penitenciário de Itaitinga, a CPPL 2. Sem bloqueio, os celulares continuam sendo o principal instrumento usado pelos chefes de facções criminosas para ordenar a seus “soldados” fora do presídio a cometer as execuções sumárias. A pergunta é: Até quando?

AGENTES EXPULSOS

Em duas semanas, duas notícias sobre a expulsão de agentes da Segurança Pública de suas casas. A primeira, de um policial civil aposentado que se viu obrigado a deixar a residência diante das ameaças de criminosos. A “mudança” foi feita com a proteção de policiais da Unidade Tático-Operacional (UTO) da Divisão Antissequestro (DAS). Agora, é a vez de um oficial da Polícia Militar, um major comandante de um batalhão da PM no Interior. Sem reservas, ele colocou nas mídias sociais seu temor de uma ação criminosa por parte de bandidos que dominam a Favela Vertical, no bairro onde o PM reside com a família. Depois de ameaças veladas aos policiais que moram no bairro, vieram as intimidações explícitas: pichações em forma de desenho de palhaços, que na linguagem policial significa matadores de policiais. O major decidiu não arriscar e falou que vai mudar de endereço, por temer que algo aconteça à sua família. As opiniões sobre sua atitude se dividem.

CIRO E A POLÍCIA

O presidenciável Ciro Gomes (ex-governador do estado do Ceará) não perde oportunidade nenhuma para denegrir a imagem da Polícia Militar. Depois de chamara a tropa de “bando fardado” e de “milícia fardada”, agora diz que a PM é “frouxa”. Esquece que uma das maiores derrotas na Segurança Pública aconteceu na gestão do seu irmão, Cid Gomes, ao implantar o projeto Ronda do Quarteirão. O fracasso aconteceu no plano operacional e no financeiro. Foi na época do Ronda que as estatísticas da criminalidade começaram a subir sem parar. E foi na gestão Ferreira Gomes que o escândalo das Hilux emergiu. Ao deixar o Palácio da Abolição, no final de 2014, Cid entregou ao seu sucessor uma Segurança Pública em situação difícil, e que só veio a pior nos anos seguintes. O resultado está aí nas ruas, o Ceará dominado pelas facções criminosas.

E TEM MAIS:

* Circula nas redes sociais, desde o último fim de semana, mais um texto com ameaças de ocorrer uma nova onda de atentados criminosos em Fortaleza. O tal “Salve Geral” seria da facção criminosa Comando Vermelho (CV), que promete ataques a órgãos e veículos da Segurança Pública.

* A avalanche de crimes ocorrida na semana passada no Ceará atingiu, particularmente, uma cidade do Interior: Juazeiro do Norte. Nada menos, que 12 assassinatos ocorreram ali em menos de 24 horas. Muito trabalho, daqui para frente, para a Polícia Civil de lá, esclarecer os 12 crimes.

* Associação dos Delegados da Polícia Federal no Ceará vai realizar entre os dias 4 e 6 próximos um grande evento no estado,:um seminário que vai tratar da investigação do crime organizado, especialmente no quesito corrupção de agentes públicos e políticos.

* “Flanelinhas” que atuam nas ruas e avenidas da Praia de Iracema continuam extorquindo os donos de veículos. Exigem dinheiro e fazem ameaças. Chegam até a estipular o valor que o motorista tem que pagar para deixar seu automóvel em via pública. Cadê a Polícia ???

* Conselho de Disciplina e Ética da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Ceará, deve julgar seis advogados que teriam, supostamente, envolvimento com o escândalo da venda de sentenças e liminares durante os plantões de desembargadores no Tribunal de Justiça do Ceará.

* Muita revolta e indignação no seio da tropa da Polícia Militar diante dos recentes assassinatos de três de seus integrantes. Somente neste ano, já foram mortos no Ceará nove PMs. Isso sem contar as dezenas que sofreram ataques a tiros e precisaram ir parar nos hospitais.

* E A PERGUNTA DO DIA: Até quando os policiais cearenses estarão na mira das facções???

Major PM sofre ameaça de facção e deixa condomínio onde morava com a família

Major Magalhães 1

No muro do condomínio, figuras de palhaço (significando morte a policiais) foram pichadas

O temor de vir a ser assassinado por uma facção criminosa levou um oficial da Polícia Militar do Ceará a mudar de endereço, sair do condomínio onde morava com a família e se transferir para outro endereço. A notícia “vazou” nas redes sociais e foi confirmada, em áudio, pelo próprio militar. As ameaças ao major, que é comandante de um batalhão no interior do estado, vieira após o muro do condomínio ser pichado com figuras de palhaços, que, na linguagem policial significa morte a policiais. O comando da corporação ofereceu segurança ao major.

Banho de sangue: fim de semana violento no Ceará com 57 pessoas assassinadas

Matança 22 Matança 25 Matança 24

Em 22 bairros de Fortaleza, as cenas de violência se repetiram, com tiroteios e mortes

Parquelândia - morte

Na Rua Moreninha Irineu, na Parquelândia, um garoto foi morto, a tiros, no sábado à noite

Cinquenta e sete pessoas foram assassinadas no Ceará no período compreendido entre a última sexta-feira (24) e o começo da madrugada de hoje (27). Somente em Fortaleza, foram registrados 30 crimes de homicídio, além de 14 na Região Metropolitana e mais 13 no interior. A violência fora de controle deixou um rastro de sangue e morte em 22 bairros da Capital cearense.