Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2018

1.911

Atualizado em 18/5/2018  

"Fonsequinha" foi morto por facção que tinha como alvo passageiro do carro dirigido pelo humorista

Fonseca 3

O humorista morreu na direção do seu carro, ao lado do passageiro. Ambos atingidos a tiros

Fonsequinha - carro

O carro que o humorista usava no aplicativo Uber foi interceptado pelos atiradores numa moto

Fonsequinha 11 Fonsequinha 10

Humorista "Fonsequinha", consagrado na TV cearense: mais uma vítima na violência

O assassinato do humorista cearense Francisco Fonseca Neto, o “Fonsequinha”, 52 anos,é mais um crime decorrente da guerra entre as facções criminosas que dominam o estado. O artista, que também ganhava a vida como motorista do aplicativo Uber, foi morto a tiros no final da tarde desta quarta-feira (2) no momento em que bandidos de uma facção atiravam no passageiro que era conduzido pelo humorista. Os dois morreram dentro do automóvel.

DHPP investiga a morte de travestis. Indícios apontam para crimes de intolerância

Traveca morta

Travesti conhecida por "Paulinha" foi morta, a tiros, na Avenida Perimetral, no Jangurussu

A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga a morte de dois travestis ocorridas durante o feriadão do Dia do Trabalhador. Os crimes ocorreram entre domingo (29) e segunda-feira (30), em Caucaia e Fortaleza, respectivamente. As primeiras informações revelam que, em pelo menos um dos assassinatos o motivo seria intolerância.

Capital cearense registrou 120 assassinatos no mês de abril e estado manteve a média de 14 homicídios por dia

Abril morte 1 Abril morte 2

Universitária Cecília Rachel Moura e desportista Roberto Studart estão entre as 120 pessoas assassinadas nas ruas de Fortaleza no mês de abril. Ambos foram vítimas de crime de latrocínio

O Ceará fechou o primeiro quadrimestre de 2018 com, nada menos, que 1.722 assassinatos, já contabilizados os 377 homicídios registrados em abril, e manteve a média de 14 mortes violentas por dia. Somente em Fortaleza, 554 pessoas foram assassinadas nos primeiros quatro meses deste ano, outras 493 na Região Metropolitana e mais 675 no Interior (347 na região Norte) e 328 (no Sul).

Feriadão do Dia do Trabalhador termina sangrento no Ceará com 51 assassinatos

Quixadá morte

Em Quixadá, um homem foi morto e o corpo carbonizado neste veículo incendiado pelos assassinos

Cinquenta e uma pessoas foram assassinadas no Ceará no feriadão do Dia do Trabalhador, período compreendido entre a última sexta-feira (27) e a noite de terça-feira (1º), elevando para 1.725 o número de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) no ano. Somente na Capital e sua Região Metropolitana de Fortaleza, 33 pessoas foram mortas.

Sargento da PM é morto a tiros por policial civil durante confusão em uma barraca na Praia do Futuro

sargento morto 2 Sargento morto 3

Inspetor Egberto Setúbal, preso em flagrante       Sargento Bonivarde, morto com dois tiros

Sargento morto 5

O acusado do crime foi preso ao chegar no IJF-Centro socorrendo o PM baleado

VEJA VÍDEO DO CASO:

Pela segunda vez neste ano, um agente da Segurança Pública do Estado é morto por outro. Desta vez o fato ocorreu na noite desta terça-feira (1º), feriado do Dia do Trabalhador, em uma barraca na Praia do Futuro, na zona Leste de Fortaleza. Durante uma discussão, um sargento da Polícia Militar foi baleado e morto por um inspetor da Polícia Civil. O autor do crime acabou preso em flagrante por outros PMs quando socorreu a vítima para o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro).

Ceará já registrou 137 assassinatos de mulheres em 2018. Quatro crimes ocorreram no fim de semana

Aldeia 2 Aldeia

Essas duas mulheres foram mortas no fim de semana, em Fortaleza e Pacajus

Subiu para 137 o número de mulheres assassinadas no Ceará em 2018. Somente no fim de semana, mais quatro crimes do gênero foram registrados pelas autoridades policiais, sendo dois casos em Fortaleza e outros dois na Região Metropolitana.

Fim de semana foi marcado por assaltos e "arrastões" em Fortaleza

Assalto 1

Diversos assaltos foram registrados em Fortaleza durante o fim de semana

Um grupo de amigos, uma festa infantil, um coronel do Corpo de Bombeiros, um supermercado e a equipe de produção de um cantor renomado internacionalmente. Estes foram alguns dos “alvos” de bandidos em assaltos ocorridos no fim de semana em Fortaleza. Com policiamento reduzido nas ruas da Capital, criminosos praticaram uma série de assaltos e “arrastões” na cidade, sequer poupando crianças que se divertiam em um aniversário em um buffet.

Fim de semana registra 36 assassinatos e Ceará já acumula 1.709 casos de homicídios em 2018

Veja imagens de alguns locais de crimes no fim de semana 

Cais do Porto 4 Parque Tijuca

Cais do Porto (Fortaleza)                                        Parque Tijuca (Maracanaú)

Maracanaú 3 Varjota

Residencial 1 (Maracanaú)                                     Varjota (Município)

Capuã morte Pacajus

Capuã (Caucaia)                                                       Bairro Aldeia (Pacajus)

Trinta e seis pessoas foram assassinadas no Ceará nos três primeiros dias do fim de semana prolongado em virtude do feriado do Dia do Trabalhador, na terça-feira (1º de maio). Com isso, o número de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) no estado, no acumulado de janeiro a abril, chega nesta segunda-feira (30) a 1.709 casos. Entre os dias 1º e 29 de abril, foram registrados 350 assassinatos, sendo a maioria, 118 casos, em Fortaleza.

Bandidos disparam tiros contra a Delegacia de Polícia de Lavras da Mangabeira

Lavras 2

Vários tiros disparados contra a delegacia destruíram as portas de vidro da unidade policial

Bandidos ainda não identificados praticaram mais um atentado contra prédios públicos. O ataque ocorreu na madrugada deste domingo (29), na cidade de Lavras da mangabeira (a 434Km de Fortaleza). Ao “alvo” foi o prédio que abriga, conjuntamente, a Delegacia de Polícia Civil e o Destacamento da Polícia Militar.

Fim de semana prolongado começa violento no Ceará com assassinatos na Capital e em 5 cidades do interior

Cais do Porto 4 Cais do Porto 5

Francisca Élita Ribeiro de Sousa, 25 anos ,foi morta quando tinha o filho de 5 anos no colo

Barro 700

Um ex-presidiário foi assassinado, a tiros, na manhã deste sábado, na cidade de Barro, no Cariri

O fim de semana prolongado com o feriado do Dia do Trabalhador, na próxima terça-feira, começou de forma violenta no Ceará. Entre a manhã de sexta-feira (27) até o meio-dia deste sábado (28), a Polícia fez o registro de, pelo menos, sete assassinatos, sendo quatro deles no Interior. Em Fortaleza, mais uma mulher foi morta por conta da guerra entre facções do crime.

PRF recupera carga de remédios avaliada em R$ 600 roubada por uma quadrilha na entrada de Fortaleza

PRF 2

A PRF intensificou o patrulhamento na BR-116 e localizou o caminhão com a carga roubada

Uma carga roubada de medicamentos, avaliada em cerca de R$ 600 mil, foi recuperada na noite desta sexta-feira (27), pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no começo da “Operação Dia do Trabalhador”. O caminhão com os produtos farmacêuticos, procedente de São Paulo, foi atacado por bandidos na BR-116, altura do quilômetro 16, na entrada de Fortaleza.

Bandidos tentam fazer um "arrastão" e trocam tiros com policial na Beira-Mar nesta sexta-feira

 

Uma tentativa de arrastão em plena faixa de areia na praia do Meireles, na Avenida Beira-Mar, cartão-postal de Fortaleza, terminou em tiroteio na noite desta sexta-feira (27). Era por volta de 21 horas quando dois bandidos armados tentaram atacar um grupo de amigos que se confraternizava na área. Porém, houve reação. Entre os presentes estava um policial civil, que reagiu. Houve troca de tiros no local, conforme informação da Polícia Militar.

Ministério da Segurança Pública cobrará dos estados números reais e metas do combate à violência

Intermitente piscandoIntermitente piscando Intermitente piscando

SIRENE ABERTA Fernando Ribeiro

Jungmann 1

Ministro Jungmann fez advertência aos governos estaduais: quer números reais da criminalidade

“Não haverá repasse de verbas para quem (estados) não encaminhar ao Ministério os índices da violência e da criminalidade e as metas a serem alcançadas. Não receberão verbas do governo federal nem financiamentos do BNDES aqueles que não repassarem esses dados do sistema penitenciário e da segurança pública”. O recado foi dado, ontem (26), aos governadores brasileiros pelo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann (foto). Aí esteja, provavelmente, o motivo pelo qual o governo do Ceará tem mascarado, alterado e reduzido de suas estatísticas oficiais os verdadeiros números da criminalidade no estado. A avalanche de assassinatos no Ceará – que só cresce dia a dia – se contrapõe ao bilionário investimento que vem sendo feito pela gestão estadual na Segurança. A dinheirama é imensa na contratação de efetivos e compras de viaturas e até helicópteros, mas os resultados do combate ao crime são pífios, para não dizer catastróficos.

ESTÍMULO AO CRIME

Em apenas quatro meses de 2018 (ainda incompletos), o Ceará já registra mais de 1.600 Crimes Violentos, Letais e Intencionais, os CVLIs, isto é, homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. E segue célere para atingir novo recorde na estatística criminal até o fim do ano. Bom também lembrar, que o crime não some, apenas muda de lugar. Se em Fortaleza, com mais policiais militares nas ruas, os índices de assassinatos caíram em março deste ano (em comparação a março de 2017), na Região Metropolitana e no Interior a violência cresceu. Simples: os bandidos migraram da Capital para as cidades do sertão e do cinturão metropolitano. A falta de uma Polícia Judiciária eficiente que consiga investigar essa “avalanche” de homicídios deixa os matadores impunes e estimulados à reincidência. Mas, pelo que se vê, a prioridade do governo é a polícia ostensiva, que é mais visível e pode render mais votos.

RECADO BEM DADO

“Dói ver gente dizendo, “ele não deveria ter reagido”. É ridículo quando se coloca a vítima como culpada para tirar a culpa de quem realmente é o culpado.” A frase é da jovem Katiana Studart, filha do empresário e desportista Roberto Mamede Studart Soares, o “Bebeto Studart”, morto por bandidos numa “saidinha” bancária há uma semana, em Fortaleza. As palavras da filha da vítima são endereçadas a quem? Simples, às autoridades que deveriam, ao menos, cumprir seus deveres: zelar pela segurança e proteção da população. Mas, ao invés disso, elas estão por aí, em passeios de helicóptero, fazendo tatuagens no corpo, fazendo a barba e até se maquiando. Enquanto isso, sofre a população nas mãos da criminalidade. Bandidagem correndo solta das ruas de Fortaleza, matando cidadãos e desafiando as autoridades. “Não sou a pessoa mais inteligente do mundo, mas vivo uma realidade de quem precisa trabalhar todos os dias. O que me afasta do senhor, é que não tenho seguranças para me livrarem de cruzar com pessoas iguais as que meu pai cruzou!”, conclui Katiana.

ROTA DE COLISÃO

O episódio do afastamento do delegado de Polícia Civil, Romério Almeida, de suas funções e, no dia, seguinte, sua tentativa de suicídio, levou a categoria a entrar em rota de colisão com o Ministério Público Estadual. A forma como promotores de Justiça expuseram a imagem e a reputação do delegado na mídia é imperdoável, irreparável e constrangedora. Depois de mais de 30 anos de serviços prestados à Segurança Pública do Ceará, Almeida foi jogado ao ar como corrupto, em uma investigação que ainda está no seu nascedouro e que, segundo o próprio MP, é (ou era) sigilosa. A classe de delegados e de policiais civis reprovou a atitude dos integrantes do Ministério Público do Ceará. Os promotores que investigam o caso chegaram ao ponto de entregar à Imprensa trechos de uma escuta telefônica cuja quebra de sigilo fora autorizada judicialmente (portanto, legal), mas não liberada pela Justiça para ser exposta ao público. Esse tipo de conduta dos promotores precisa ser revista pela Procuradoria Geral da Justiça (PGJ).

QUEM PUXOU O GATILHO?

“Foi um infeliz acidente.” A frase foi dita pelo governador do estado, Camilo Santana (PT) ao se referir à morte (assassinato) do menino José Isaac Santiago da Silva, 6 anos. O garoto morreu em conseqüência de um tiro disparado no momento em que a Polícia Militar cercava a casa de seus pais, no bairro Bom Jardim, no começo da tarde da última quarta-feira (25). A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) trata o crime como “Morte Por Intervenção Policial”. Sendo assim, o órgão não incluirá o assassinato do pequeno Isaac na estatística dos Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) do mês de abril de 2018. O homicídio não aparecerá na tabela que o secretário André Costa deve liberar para a Imprensa local em maio, quando decidir divulgar os CVLIs deste mês. Um a menos para a conta do atual governo. Um a mais para a estatística real da violência no estado. E a pergunta fica no ar: Quem matou Isaac?

MATANÇA DE MULHERES

A matança desenfreada de mulheres no Ceará não tem trégua. Em janeiro foram 56, em fevereiro 42; em março 46 e em abril (entre os dias 1º e 26) já são 29. Total: 173 mulheres mortas em apenas quatro meses incompletos. Na maioria dos casos, jovens e adolescentes que foram executadas na guerra entre facções, além dos casos passionais (feminicídios) e os latrocínios (roubos seguidos de morte). A mais recente vítima, uma adolescente, fuzilada na noite de quinta-feira (26) nas ruas do Bom Jardim, bairro que tem sido palco de uma extrema violência nos últimos dias, por conta de confrontos armados entre as facções CV e GDE. Esses grupos criminosos disputam território entre as comunidades do Urubu e Marrocos. A população está na linha de tiro, em meio ao fogo cruzado do crime. A Polícia também é alvo dos bandidos. Salvem-se quem puder...

E TEM MAIS!!!

* Controladoria Geral de Disciplina investiga o seqüestro de um jovem no bairro Montese, no mês passado. A vítima foi levada por supostos policiais civis para uma delegacia, e não apareceu mais. Até hoje, o caso continua sob mistério.

* O mangue do Rio Ceará, no bairro Vila Velha, se transformou em local preferido dos assassinos para a “desova” dos corpos de suas vítimas. Moradores acreditam que há dezenas de cadáveres ali, fruto da guerra entre as facções criminosas na Capital.

* Novas e potentes motocicletas foram entregues pelo governo ao Batalhão Raio nesta quinta-feira (26). As máquinas darão mais agilidade aos “raianos” na caça aos criminosos em Fortaleza e Região Metropolitana. São motos de última geração, e caras!!!

* No Interior, o alvo da vez dos criminosos são os ônibus escolares. Alunos de escolas e faculdades estão sendo atacados nas estradas. Somente nesta semana, ocorreram ataques em Itapiúna e Tamboril. Em Sobral e Groaíras, ataques do tipo são constantes.

* Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia em todo o Brasil, nesta sexta-feira (27), a “Operação Dia do Trabalhador”, certa de que muita gente vai “imprensar” a segunda-feira (30) e ganhar as estradas neste feriadão “forçado”. O órgão promete uma fiscalização intensa nas BRs.

E A PERGUNTA DO DIA: Pronto para pegar a estrada neste feriadão ???

 

Delegado Romério é transferido de hospital e a categoria se reúne em assembléia para protestar contra o MPE

Romério Almeida 3

Atuando há mais de 30 anos no combate ao crime no Ceará, delegado Romério Almeida, titular do 34º DP (Centro), foi afastado do cargo pela Justiça na última quarta-feira. 

O delegado de Polícia Civil, Romério Moreira de Almeida, que sofreu uma tentativa de suicídio na manhã desta quinta-feira (26), foi transferido, na noite de ontem, do Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro) para um hospital particular. Ele estava sedado por orientação médica, mas não corre risco de morte. Na manhã de hoje, passará por novos exames para a possibilidade de retirada dos projéteis de pistola calibre 6.35 que estão alojadas no seu corpo.

Adolescente é fuzilada nas ruas do Bom Jardim numa noite de terror e toque de recolher no bairro

Rabeca hoje

Rabecão da Pefoce recolheu o corpo da garota na Rua Juliana Nojosa, na noite de ontem

Uma garota de aproximadamente 17 anos, se tornou a mais recente vítima da guerra travada entre facções criminosas nas ruas do Grande Bom Jardim nas últimas 48 horas. Na noite desta quinta-feira, em meio a um toque de recolher imposto pelos bandidos no bairro, a jovem foi executada a tiros. A Polícia só apareceu no local do crime cerca de uma hora depois, segundo o relato dos moradores. O clima continua de tensão no antes denominado “Território da Paz”, na zona Sul de Fortaleza.

Delegado afastado do cargo é encontrado baleado em seu apartamento

Romério Almeida 2

Delegado Romério Almeida foi afastado do cargo de titular do 34º pelo prazo de 60 dias

O delegado de Polícia Civil, Romério Moreira de Almeida, tentou suicidar-se na manhã desta quinta-feira (26) em seu apartamento, no bairro Dionísio Torres. O delegado teria disparado dois tiros contra si, sendo um no tórax e outro no ouvido direito.  Inicialmente, ele foi encaminhado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular e, depois, transferido para o IJF-Centro. No dia anterior, Almeida foi afastado do cargo de titular do 34º DP (Centro), por ordem da Justiça, sob  suspeita de crime de corrupção. O pedido foi feito pelo Ministério Público estadual (MPE).