Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

1.915 em 30/05/2020

Adolescente é apreendido e confessa ter assassinado índio na aldeia Pitaguary, em Maracanaú

Madalena

A cacique Madalena, mãe do índio assassinado ontem, também já foi vítima da violência na aldeia dos Pitaguary. Em 2018 ela sofreu um atentado a tiros e foi baleada na cabeça, mas sobreviveu 

Um adolescente de 16 anos foi apreendido e confessou ter assassinado um índio da reserva indígena Pitaguari, no Município de Maracanaú, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), na madrugada desta quinta-feira (7). Em depoimento na Delegacia Metropolitana de Maranguape, o menor disse que o crime deveu-se a uma discussão banal durante uma bebedeira. O índio foi morto a pauladas e o corpo somente encontrado na manhã por outros ocupantes da reserva localizada no bairro São João do Pitaguari.

Pandemia da bala no Ceará deixa mais sete mortos na Grande Fortaleza nas últimas 24 horas

Maranguape

Jovem Darlyane foi morta a tiros em Maranguape, na presença da mãe e do filho de apenas 3 anos

Pici

No bairro Planalto Pici, bandidos mataram, a tiros, o jovem Henrique Vieira Lopes, 18 anos

ìndio morto

No bairro Santo Antônio do Pitaguari, em Maracanaú, mataram o índio Basílio a pauladas 

Pacatuba - bandido morto

Em Munguba, Pacatuba, Aclésio de Jesus morreu numa troca de tiros com policiais militares 

Sete pessoas foram assassinadas na Grande Fortaleza nas últimas 24 horas. Entre as vítimas está uma jovem, morta a tiros, diante da família, na cidade de Maranguape, na Região Metropolitana da Capital. Em Maracanaú, o corpo de um índio da tribo Pitaguari foi encontrado com sinais de espancamento. A maioria dos crimes teve características de execução sumária e com suspeitas de ligação com a guerra entre facções.

Homem tenta fugir de criminosos, mas acaba morto a tiros e o corpo fica dependurado no telhado de uma residência

Dependurado 1

Dependurado 2

O cadáver ficou dependurado no telhado após a vítima ser atingida por vários tiros 

Um homem, ainda não identificado, morreu na noite desta quarta-feira (6), após ser atingido por vários tiros. O crime de morte ocorreu na periferia da cidade de Iguatu, na região Centro-Sul do estado (a 377Km de Fortaleza) . Na tentativa de se salvar, a vítima invadiu residências e saiu pulando muro e subiu no telhado de uma das casas, mas mesmo assim não escapou da ação dos criminosos.

Pandemia da bala: casal de jovens é fuzilado dentro de um salão de beleza em Maranguape

Maranguape duplo

O duplo assassinato ocorreu no bairro Novo Parque Iracema, na tarde desta quarta (6)

Uma adolescente de 14 anos e de um jovem de 19 podem ter sido as mais recentes vítimas da guerra de facções na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). Na tarde desta quarta-feira (6), os dois foram executados sumariamente dentro de um salão de beleza. O duplo homicídio aconteceu no Municíoio de Maranguape (a 27Km da Capital).

Pandemia da violência no Ceará não poupa nem os idosos, 25 foram vítimas de assassinato neste ano

Aerolândia

Dona Miriam, uma das 25 vítimas da violência armada contra os idosos no Ceará. Ela tinha 72 anos e foi morta, a tiros, na porta de casa, no bairro Aerolândia 

Icaraí Fortim Tresinha Sobral

Nísia, 82, morta em Caucaia        Paschoal, 77, morto em Fortim    Terezinha, 74, morta em Sobral

Com um total de 1.554 assassinatos nos primeiros quatro meses do ano, o Ceará apresenta uma alta taxa de homicídios contra pessoas vulneráveis. Além da morte de 157 adolescentes e 125 mulheres, a violência também atinge pessoas idosas, com idades acima de 60 anos, como classifica o Estatuto do Idoso. Ao menos, 25 pessoas nesta faixa etária foram vítimas de crimes violentos, como latrocínios (roubo seguido de morte) ou delitos sexuais com estupro.

Pandemia da bala: atos criminosos de facções se espalham por cidades de várias regiões do interior cearense

Expulsos 1

Na localidade de Coquinho, na zona rural do Município de Aratuba, no Maciço de Baturité, várias famílias foram expulsas de casa por uma facção e a PM fez a escolta da mudança

Ibicuitinga

Em Ibicuitinga, no Vale do Jaguaribe, bandidos de uma facção fizeram pichações nos muros da Câmara Municipal e famílias denunciam que estão sendo ameaçadas de morte pelos criminosos

As ações violentas de facções criminosas que atuam no Ceará avançam da Capital e sua região metropolitana para cidades do interior do estado. Nas últimas 24 horas foram registrados diversos ataques de bandidos em Municípios das regiões Litoral Leste, Maciço de Baturité, Zona Norte e no Vale do Jaguaribe.

Governo anuncia oficialmente a prorrogação do isolamento social até o dia 20 e regras mais duras nas ruas

ASSISTA A LIVE DO GOVERNADOR E DO PREFEITO:

O governador do Ceará Camilo Santana (PT); e o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), usaram as redes sociais na manhã desta terça-feira (5) para anunciar a decretação de novas medidas de controle social com o objetivo de impedir e reduzir a pandemia do coronavírus no estado e, em especialmente, na capital cearense. O isolamento social foi prorrogado até o próximo dia 20 e medidas consideradas mais “rígidas” começam a se colocadas em prática em Fortaleza partir de sexta-feira próxima (8).

Mesmo sem verbas para pagar "extra" na PM, secretário promete base para conter a matança em Caucaia

Secretário em Caucaia

Protegido por vários PMs, André Costa andou nas ruas do bairro Itambé 2, em Caucaia, local onde as facções já deixaram dezenas de pessoas mortas e expulsaram moradores de suas casas 

Com uma média de 38 assassinatos por mês, o Município de Caucaia é o mais violento da Grande Fortaleza, com exceção da Capital do estado. Em quatro meses de 2020 (janeiro a abril), foram registrados ali, nada menos, que 155 homicídios e latrocínios. A guerra entre duas facções criminosas tem deixado um rastro de mortes e pavor entre moradores de vários bairros e comunidades, como o Itambé I e II, que no fim de semana passado receberam a “visita” do secretário da Segurança Pública e Defesa Social, delegado federal André Costa.

Pandemia da bala no feriadão: fim de semana sangrento no Ceará com 47 pessoas assassinadas

Pefoce

No bairro Messejana, em Fortaleza, um homem matou a esposa e as duas filhas do casal 

Quarenta e sete pessoas foram assassinadas no Ceará durante o feriadão do Dia do Trabalhador. Entre a última sexta-feira (1º) e o começo da madrugada desta segunda-feira (4), autoridades da Segurança Pública registraram 14 assassinatos em Fortaleza, nove na Região Metropolitana (RMF); além de 25 crimes no interior do estado, sendo 16 casos na região Sul e outros nove na região Norte.

Travesti mata idosa de 79 anos durante roubo e o pai chama a Polícia para prendê-lo

Traveca assassinada

Dona Luíza Bezerra, 79 anos, foi esganada até a morte pelo travestí Cícero Emanuel Alves, 24

Uma idosa de 79 anos foi morta em um crime de latrocínio (roubo seguido de morte) no feriado de 1º de maio, no interior do Ceará. O crime ocorreu no Distrito de Quintaús, na zona rural do Município de Lavras da Mangabeira (a 434Km de Fortaleza). Um travesti foi o autor do crime a acabou sendo preso após o próprio pai entregá-lo às autoridades.

Pandemia da bala: Ceará termina o mês de abril com 445 pessoas assassinadas

Aerolândia 1

Até idosos estão sendo mortos na guerra do tráfico e das facções. Na foto, o caso de uma mulher de 72 anos que foi assassinada a tiros no bairro Lagamar, na manhã do dia 6 de abril

O mês de abril de 2020 terminou de foram negativa para a Segurança Pública do Ceará. No período de apenas 30 dias, o estado registrou, nada menos, que 445 assassinatos. Nesta estatística estão incluídos os crimes de homicídio, latrocínio (roubo seguido de morte), feminicídio, lesão corporal seguida de morte e os óbitos resultantes de intervenção policial. Em comparação a abril do ano passado, o Ceará sofreu uma elevação de 108.9 por cento, o que significa que mais do que duplicaram as execuções sumárias.

Assassinato de "chefão" provoca a ira de facções e em uma semana 87 pessoas são mortas na Grande Fortaleza

Execução 10

Os fuzamilentos acontecem nos bairros onde as facções duelam pelo domínio de território

A morte de Samuel Sousa Salomão, 31 anos, tido como um dos líderes da facção Guardiões do Estado (GDE), na Grande Messejana, zona sul de Fortaleza, causou um impacto contundente e desastroso para a Segurança Pública do Ceará no mês de abril. Com o assassinato dele, foi reaberta a guerra das facções, e o resultado catastrófico: em apenas uma semana, 87 pessoas foram executadas sumariamente na Grande Fortaleza.

Pandemia da bala: abril termina com mais de 400 pessoas assassinadas no Ceará

mortes hoje

Os confrontos armados entre as facções tem deixado muitos mortos na Grande Fortaleza 

Mais de 1.500 pessoas foram assassinadas no Ceará no primeiro quadrimestre de 2020. Nas últimas 24 horas, mais 10 casos de homicídios e latrocínios foram registrados no estado, o que elevou para 1.548 os registros de Crimes Violentos, Letais e Intencionais (CVLIs) no Ceará no ano. Somente em abril, já são 439 mortos.

Facção ataca comunidade no Bom Jardim, mata dois moradores e expulsa famílias de suas residências

Invasão 1 Invasão 4 Invasão 2

Criminosos deixaram um rastro de violência e destruição dentro das residências atacadas

Invasão 5

Quando chegou a madrugada, as ruas da comunidade 7 de Setembro ficaram desertas 

Bandidos pertencentes a uma facção criminosa atacaram uma comunidade situada no bairro Bom Jardim, na zona sul de Fortaleza, na tarde desta segunda-feira (27), e espalharam terror e violência. Com armas de grosso calibre nas mãos, eles invadiram residências e pontos comerciais e determinaram que todos fossem embora dali e quem resistisse seria morto. Durante o ataque, a quadrilha ligada à facção Guardiões do Estado (GDE) matou dois moradores, entre eles, um homem de 57 anos de idade que era paraplégico. A segunda vítima foi uma dona de casa.

Jovem sequestrado por facção criminosa é obrigado a cavar sua própria cova e fuzilado com mais de 10 tiros

 Fuzilado

A crueldade praticada por bandidos de facções criminosas no Ceará não tem limites. No fim de semana passado, além dos tiroteios e invasões em várias comunidades da periferia da Grande Fortaleza, dezenas de assassinatos foram registrados. Alguns deles com requintes de selvageria e perversidade. Em um dos crimes, um jovem foi obrigado pelos bandidos armados a cavar a sua própria cova antes de ser eliminado sumariamente com mais de 10 tiros.

Guerra de facções espalha pânico e cadáveres nas ruas da Grande Fortaleza no fim de semana com 43 mortos

Bom Jardim

Corpos deixados nas ruas do Bom Jardim, um dos focos da guerra entre as facções em Fortaleza 

O Ceará sofreu um dos finais de semana mais violentos do ano. No balanço ainda parcial das ocorrências policiais registradas entre a última sexta-feira (24) e o domingo (26), foram contabilizados em todo o estado 43 casos de assassinatos, incluindo homicídios, latrocínios, feminicídios, lesões corporais seguidas de morte, achados de cadáveres e mortes por intervenção policial. A guerra entre facções criminosas turbinou as estatísticas criminais na Capital e sua Região Metropolitana.