Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

2.157 em 19/06/2020

Mãe e seu bebê de 8 meses são assassinados a tiros em uma casa de veraneio, em Paracuru. O marido e pai é o suspeito

hoje segunda 008

A Imprensa registrou o momento em que o corpo do bebê é levado para o rabecão da Pefoce

Os moradores da cidade de Paracuru, no litoral Oeste do estado (100Km de Fortaleza), estão ainda chocados com o crime brutal ocorrido na madrugada deste domingo (23), quando uma mãe e sua filha caçula, um bebê de apenas 8 meses de vida, foram mortas a tiros dentro de uma casa de veraneio. O marido e pai das vítimas é o principal suspeito do crime. Ele, um irmão e a cunhada foram detidos e estão sendo ouvidos na Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O crime teria ocorrido durante a madrugada, por volta de 2h30, quando, segundo a vizinhança, foram ouvidos estampidos. No entanto, o suspeito, o advogado gaúcho Marcelo Berberena Moraes, 37, teria dito que encontrou os corpos da esposa e do bebê somente por volta de 5h30. Contou ainda que estava dormindo com outro filho do casal em um quarto ao lado.

Na residência, situada na Avenida João Lopes de Meireles, no bairro Campo de Aviação, havia sido alugada para o fim de semana. Estavam no imóvel, além do casal e dos dois filhos, um irmão do advogado, Rafael Berberena, a esposa deste, Ana Carolina Villas-Boas, e um filho. Todos são naturais de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, mas moram em Fortaleza. A ida deles à Paracuru neste fim de semana seria para comemorar o aniversário do suspeito.

O corpo de Adriana Moura de Pessoa Carvalho Morais a apresentava um tiro na cabeça. Já no corpo da pequena Jade Pessoa de Carvalho Morais foi comprovado um tiro nas costas. Mãe e filha estavam mortas juntas.

A perita Sônia Silva encontrou um revólver de calibre 38 escondido em um bebê-conforto. A arma foi recolhida pela Perícia Forense e será encaminhada à Coordenadoria de Criminalística para a colheita de impressões digitais e perícia balística.

Transferidos

O crime causou uma grande revolta na cidade de Paracuru e, por medida de segurança, duas patrulhas do Comando Tático Rural (Cotar) foram enviadas para o local. Os três adultos que estavam na casa foram detidos e transferidos para Fortaleza. Todos passaram por exames de corpo de delito e residuográfico (que detecta se a pessoa atirou) na Pefoce. Em seguida, levados para a sede da DHPP, no bairro de Fátima, onde estão sendo ouvidos.

O corpo do bebê e de sua mãe foram recolhidos pelo rabecão da Pefoce e trazidos para a Capital, sendo encaminhados à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel).

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar