Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.941

Atualizado em 18/12/2017  

Polícia faz cerco na mata e prende homem que assassinou o pai a tiros por causa de uma disputa por terras

pARRICIDA2

Antônio Ademir Rufino chega preso em Aiuaba. Ele foi capturado pela PM, sob o comando do subtenente Laurindo, na zona rural de Arneiroz FOTO: NOVA DIFUSORA

A Polícia Militar capturou na zona rural do Município de Arneiroz, na Região dos Inhamuns (a 383Km de Fortaleza), o agricultor Antônio Ademir Castro Rufino, 44 anos, que assassinou o pai durante uma discussão por terras. O crime de morte ocorreu no vizinho Município de Aiuaba, na manhã de quarta-feira passada (13).

Chorando o tempo todo e se dizendo arrependido do que fez, Antônio Ademir foi autuado em flagrante pelo assassinato. Ele matou a tiros de espingarda seu pai, o aposentado José Rufino Sobrinho, 73 anos. Além disso, agrediu também sua mãe e a esposa.

Testemunhas ouvidas na Polícia disseram que o assassino se armou com uma espingarda de calibre 32 e foi até a casa do pai, no Sítio  Troncos, localidade de Mirador, na zona rural de Aiuaba. Antônio Ademir surpreendeu o pai quando este retornava do curral onde havia ido ordenhar  as vacas. O primeiro tiro foi numa das mãos. O ancião tentou correr, mas recebeu o segundo disparo nas costas. Depois que José Rufino caiu, o filho se aproximou e disparou o terceiro tiro no peito esquerdo.

Depois de cometer o parricídio (ato de matar o pai), o assassino ainda correu atrás da mãe e da esposa e as agrediu. Em seguida, fugiu em uma moto. Horas depois, ele abandonou o veículo e arma do crime e se embrenhou em uma área de mata na zona rural de Arneiroz.

Enterrado

A caçada policial, no entanto, não cessou desde o momento do crime, até que na noite desta quinta-feira (14), a Polícia recebeu informações de onde o suspeito estaria escondido, já que sua motocicleta havia sido localizada.

Um cerco foi feito na área indicada, sob o comando do subtenente PM Laurindo. Percebendo que não tinha mais como escapar da operação policial, Antônio Ademir decidiu se entregar aos militares.

A mãe e a esposa dele se recuperam das agressões. O pai foi enterrado em Aiuaba.

Conforme as investigações, a rixa entre pai e filho já durava cerca de dois anos, por conta da disputa pela posse de um terreno na localidade de Sítio Troncos. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar