Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

2.084 em 18/11/2019  

Empresário "Cição das Ferragens" será transferido de delegacia para um presídio da RMF

Cição das Ferragens 3

O empresário teve prisão preventiva decretada após desobedecer a ordem judicial

O empresário cearense Raimundo Cícero Araújo, o “Cição das Ferragens”, deverá ser transferido, ainda nesta segunda-feira (3), para um presídio do Complexo Penitenciário de Itaitinga, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), onde deverá cumprir a prisão preventiva decretada na semana passada. Ele é acusado de praticar crime previsto na Lei Maria da Penha e de violar medidas protetivas concedida pela Justiça à esposa dele, vítima de agressão física e também de insultos nas redes sociais.

A prisão foi decretada na semana passada pela juíza de Direito, Fátima Maria Rosa Mendonça, titular do Juizado da Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Fortaleza. No mandado de prisão, a magistrada ressalta que a preventiva tem como objetivo, “garantir a ordem pública e o cumprimento das medidas protetivas de urgência já concedidas, resguardando, por conseqüência, a integridade física e psicológica da vítima”.

De acordo com Fátima Mendonça, “constata-se que o acusado demonstra ser uma pessoa destemida, que acha que pode desobedecer as decisões emitidas pela Justiça sem nada lhe acontecer”. E mais: “Neste contexto, tenho que as circunstâncias que envolvem o caso exigem uma maior intervenção do Estado para que a conduta do promovido (acusado) seja freada”.

Difamação em aplicativos

Acusado de agredir fisicamente a esposa, durante um desentendimento do casal, o empresário acabou sendo preso em flagrante, pela Polícia Militar, por volta de 23 horas do dia 10 de janeiro. Seis dias depois, em audiência, o empresário foi intimado pessoalmente pela juíza das medidas protetivas e advertido das conseqüências legais de eventual descumprimento, especialmente,a decretação de sua prisão preventiva.

Mas, segundo a Justiça, após ser posto em liberdade, mediante o uso de uma tornozeleira eletrônica, o empresário passou a difamar, caluniar e injuriar a esposa, através de grupos do aplicativo Whatsapp. Sua conduta levou a juíza a decretar a preventiva. “Cição das Ferragens”, que é empresário dos ramos de turismo, ferragens e imóveis, foi encaminhado à carceragem do 34º DP (Centro), de onde será transferido, nas próximas horas, para o presídio.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar