Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

1.895 em 19/10/2019  

Justiça converte em prisão preventiva o flagrante contra o PM que atirou em quatro pessoas

Jorgeandro PM

Momento da prisão do soldado após ele atirar dentro da residência e ser dominado

A Justiça converteu em prisão preventiva o flagrante lavrado pela Polícia Civil contra o policial militar Jorgeandro Vieira de Oliveira, 28 anos, soldado PM destacado no Comando de Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), da Capital. No último fim de semana, o militar invadiu uma festa familiar na cidade de Ipu, na Serra da Ibiapaba (a 288Km de Fortaleza),e feriu a tiros quatro pessoas. Ele tentava matar a namorada.

O inquérito instaurado na Delegacia Regional de Polícia Civil de Tianguá, onde foi lavrado o flagrante contra o PM, norteou a Justiça para a decretação da prisão preventiva. Ainda na manhã desta segunda-feira, o soldado foi trazido para Fortaleza e recolhido em uma cela do Presídio Militar, no Quartel do 5º BPM (José Bonifácio).

No conflito dentro da residência na cidade de Ipu, o soldado sacou uma pistola de calibre Ponto 40 (.40) para matar a namorada e acabou baleando as quatro pessoas, entre elas, duas adolescentes, além do dono da residência e anfitrião da festa e sua esposa. Os quatro foram levados para o Hospital Geral de Ipu e transferidos em ambulâncias para a Santa Casa de Sobral, onde permanecem internados após cirurgias.

No flagrante o soldado foi indiciado por cinco tentativas de homicídios. Em nota oficial sobre o caso, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) se limitou a informar acerca do inquérito instaurado na Delegacia Regional de Tianguá.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar