Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2017

4.572

Atualizado em 23/11/2017  

Presos fazem rebelião e exigem TVs e DVDs nas celas

cela1

A Polícia Militar foi mobilizada, na madrugada desta terça-feira (16),  para conter uma rebelião de presos na cadeia pública da cidade de Acaraú, no litoral Oeste do Estado (a 255Km de Fortaleza).  O motim começou por volta de 2 horas e os detentos promoveram um incêndio no local. Alguns exigem da direção do presídio a permissão para instalarem TVs e DVDs dentro das celas.

Além da superlotação, a cadeia de Acaraú, à exemplo do que ocorre na maioria das unidades carcerárias do Interior, apresenta péssimas condições de estrutura, principalmente em relação ao sistema sanitário. A proliferação de doenças é uma realidade ali.

O motim, segundo alguns presos, tem como objetivo chamar a atenção das autoridades e da população sobre a situação da cadeia, que está superlotada e os riscos de fugas e outros episódios de violência são constantes.

Tão logo foi acionada, a Polícia Militar mobilizou, inicialmente, patrulhas da Companhia instalada naquela cidade, além de reforços do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e do Comando Tático Rural (Cotar), ambas unidades pertencentes ao Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque).

Os presos queimaram colchões, quebraram as trancas e derrubaram as grades das celas, indo todos para o pátio interno. A qualquer momento, a PM deverá entrar na cadeia com o objetivo de conter a rebelião. 

Transferir?

As autoridades não descartaram a possibilidade de a Justiça determinar a transferência de alguns presos para outras cadeias da região ou para as Casas de Privação Provisória da Liberdade (CPPLs) da Região Metropolitana de Fortaleza.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar