Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2020

2.157 em 19/06/2020

Seis pessoas foram assassinadas na Grande Fortaleza entre a noite de sexta-feira e a madrugada do sábado

Seis pessoas foram assassinadas na Grande Fortaleza entre a noite de sexta-feira (20/6) até o começo da manhã deste sábado (21/6), conforme registros da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), órgão vinculado à Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). Conforme o blogdofernandoribeiro.com.br apurou, dos seis casos de homicídios, três deles aconteceram na Capital; nos bairros Genibaú, Parquelândia e Conjunto Prefeito José Walter. Os demais ocorreram na zona metropolitana, nos Municípios de Caucaia, Maracanaú e Cascavel.

O primeiro assassinato do período ocorreu por volta de 20h30 ainda da sexta-feira, na Rua Vitória, no bairro Parque Potira 3, em Caucaia (RMF), quando foi assassinado um jovem identificado como Simon Breendon da Silva Freitas, atingido por vários tiros. Logo em seguida, às 21h30, uma mulher, ainda não oficialmente identificada, foi encontrada morta na Rua do Colégio, na localidade de Moita Redonda,  Município de Cascavel (RMF). O corpo apresentava vários golpes de faca, conforme atestaram os peritos que atenderam à ocorrência.

Cerca de dez minutos depois, exatamente às 21h40, a Polícia Militar foi acionada para ir até a Avenida Edson Queiroz, no bairro Jardim Bandeirantes, em Maracanaú (RMF), onde ali acabara de ser assassinado, a tiros, um homem identificado como Diego Paiva Carneiro. E às 22 horas, Rubem Costa Alves foi morto, a bala, na Rua Moçambique, no bairro Genibaú.

No começo da madrugada deste sábado, em torno de 01h50, aconteceu o primeiro assassinato do dia em Fortaleza. Foi na Avenida E do Conjunto Prefeito José Walter, onde desconhecidos mataram, com vários tiros, Marcos Luan  Calíope de Freitas. E por volta de 7h35, Alessandro de Lima Pereira foi assassinado, também por disparos de arma de fogo, na Rua Érico Mota, no bairro Parquelândia, nesta Capital.

Em todos os seis locais de crimes estiveram presentes equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP)  e da Pefoce, que iniciaram investigações no sentido de identificar os autores dos assassinatos. Nenhuma arma foi encontrada e, até por volta das 13 horas de hoje, a Polícia não havia registrado prisões de suspeitos.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar