Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

Quatro pessoas mortas no Papicu entre a noite de quinta e a madrugada de sexta-feira

Quatro pessoas foram mortas violentamente entre a noite de quinta-feira e a madrugada desta sexta-feira no bairro Papicu, na zona nobre de Fortaleza,na Área Integrada de Segurança Três (AIS 3).  Por volta das 19h30 de quinta-feira, um homem de 31 anos foi fuzilado quando caminhava ao lado dos trilhos da Via Expressa, nas proximidades do Terminal do Papicu. Horas depois, um triplo assassinato ocorreu nas Favela Verdes Mares, no mesmo bairro.

Até o momento, a Polícia não sabe se os dois casos têm ligação. Policiais do Serviço de Inteligência do 8ºPM (Meireles) e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estão investigando a sequência de execuções sumárias.

O homem morto nas margens da Via Férrea na Via Expressa, ainda no começo da noite de quinta-feira, foi identificado como Francisco de Assis de Andrade Santos, 31. Conforme as primeiras investigações, ele foi atingido com vários tiros e morreu imediatamente. Ninguém no local deu informações sobre a identidade dos atiradores.

No começo da madrugada desta sexta-feira, por volta de 1h30, uma quadrilha fortemente armada invadiu os becos da Favela Verdes Mares à procura de um traficante de drogas conhecido pelo apelido de "Pardal", cujo nome verdadeiro é Ricardo. Ele foi alcançado e baleado. Recebeu, pelo menos, 9 tiros de pistola e está internado, em estado grave, no Hospital Geral de Fortaleza (HGF). Outro morador da favela também está hospitalizado por ter sido baleado.

No tiroteio dentro da favela, três homens foram fuzilados. Os corpos de dois deles foram deixados pelos assassinos em frente à casa de número 62 da Rua Oliveira Martins, sendo identificados como Francisco Sérgio Oliveira Matos, 48 anos; e Marcos Antônio Viana Moreira Filho, 27. O primeiro recebeu, ao menos, 10 tiros de pistolas de calibre 0.40. O segundo, foi baleado quatro vezes. Já na esquina das ruas Ramos Botelho e Júlio Azevedo, a Polícia encontrou o cadáver de José Tomás da Silva Júnior, 40 anos, que foi assassinado com um tiro de escopeta de calibre 12 no abdome. Segundo fontes policiais ouvidas pelo blogdofernandoribeiro.com.br duas das vítimas não tinham passagens pela Polícia. Eram cidadãos. Um porteiro e o outro, zelador. Por volta de 7h45, os corpos das três vítimas deram entrada na Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Pela quantidade de tiros disparados pelos assassinos e o tipo de armas usadas no triplo homicídio, a Polícia já não tem mais dúvidas de que se tratou de uma execução sumária. Além disso, há suspeitas de que ocorreu na favela um "acerto de contas" por conta do tráfico de drogas. Ainda de acordo com as investigações, os criminosos chegaram no local e também fugiram dali usando uma motocicleta preta e um Polo preto. A fuga dos criminosos pode ter sido registrada por câmeras de segurança instaladas em prédios e casas nas proximidades da favela, assim como nas vias próximas. 

Comentários   

 
0 #2 SERGIO 28-10-2015 17:31
também no papicu na comunidade dos índios há traficantes homicidas e assaltantes.
Citar
 
 
0 #1 SERGIO 28-10-2015 17:29
Também no papicu na comunidade dos índios há traficantes , assaltantes e homicidas.
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar