Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

474 em 20/3/2019  

Fim de semana já registra 18 casos de homicídio no Ceará

Pelo menos, 18 pessoas foram assassinadas no fim de semana em todo o Estado do Ceará, segundo registros das autoridades da Segurança Pública, no período compreendido entre a tarde de sexta-feira (30) e o início da madrugada deste domingo. Na Grande Fortaleza, 11 pessoas foram mortas e outros três cadáveres com suspeitas de violência foram recolhidos pelas equipes de plantão da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel), da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce).

Ainda na sexta-feira, foram registrados seis homicídios na Capital. O primeiro deles, por volta de 17:00, quando o corpo de um homem (ainda sem identificação) foi encontrado, com suspeitas de assassinato, em Caucaia. Logo em seguida, um crime de morte ocorreu na Rua Álvaro Garrido, no bairro Álvaro Weyne, quando Edilson Candeia da Silva Filho foi executado com vários tiros. Logo depois, um traficante de drogas foi morto na frente do ginásio poliesportivo de Parangaba. O rapaz, de 21 anos, tinha uma extensa ficha de crimes.

Ainda na tarde de sexta-feira, por volta das 16h30, um assaltante foi linchado por moradores na Rua Arthur Borges, na Vila Velha, após um assalto; e o jovem Jonathan Ferreira da Silva foi assassinado no interior do mercado público do Conjunto Tancredo Neves. Na ocasião, um PM foi baleado atingido por uma bala perdida. Horas depois, patrulhas do Comando Tático Motorizado (Cotam), do Batalhão de Polícia de Choque (BpChoque), prenderam dois suspeitos do crime com duas pistolas. 

A noite de sexta-feira  teve o registro de mais três casos. Em Pacatuba, Bruno Gomes foi assassinado à bala. Francisco José Ribeiro dos Santos também foi morto, a tiros, nas proximidades da Arena Castelão. Um corpo foi recolhido pelo rabecão da Pefoce no bairro Álvaro Weyne. A vítima foi identificada como Cirlaine Vidigal Cordeiro.

No sábado, por volta de 10h15, um rapaz, identificado como Maurício de Lima Mourão, também tombou sem vida, atingido por vários disparos de arma de fogo, na Rua João Ribeiro, no bairro Álvaro Weyne. Cerca de uma hora depois, na Rua José Acúrcio, na Vila União, Francisco Ferreira de Farias também foi assassinado a tiros.

Na madrugada deste domingo, dois homicídios foram registrados pela Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops). Era por volta de 2h40 quando a Polícia Militar e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foram acionadas para enviar equipes ao bairro Álvaro Weyne. Ali, na Rua Ímpar, acabara de ser morto, a tiros, um homem que ainda está sem identificação. Já por volta de 5h45, Najson da Silva Mesquita foi assassinado, a bala, na Avenida Presidente Costa e Silva (Perimetral), nas proximidades do Conjunto Prefeito José Walter.

No Interior do Estado, ocorreram quatro assassinatos. Flávio Maciel, 33 anos, foi  morto na cidade de Russas. O rapaz tombou ao lado de sua motocicleta e há suspeitas de um crime de vingança. Ele respondia por crime de receptação. Em Baturité, José Renan Soares da Silva, 22, foi morto, a golpes de faca, durante uma festa. A esposa do acusado do crime o denunciou à Polícia. Trata-se de Erinardo Martins.  Em Ipu, Diego Dias Rodrigues, 30, foi morto a tiros. O quarto assassinato aconteceu em Barbalha, no Cariri, no Cariri, onde, Wilkisson Lima de Santana, 21, acabou executado a tiros.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar