Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará em 2019

2.200 em 11/11/2019  

Megaoperação da Polícia Civil na cidade do Crato prende dezenas de traficantes de drogas

quinta-feira 7.1.2016 053

Várias mulheres foram presas na operação. Elas estariam agindo a serviço de traficantes

quinta-feira 7.1.2016 051

A Polícia surpreendeu os suspeitos no começo da manhã de hoje, no bairro Pinto Madeira

A cidade do Crato, na Região do Cariri (a 540Km de Fortaleza) amanheceu nesta quinta-feira (7). Com suas ruas ocupadas por dezenas de policiais e muitas viaturas. Trata-se de uma megaoperação da Polícia Civil com o objetivo de reprimir o intenso tráfico de drogas que vem se alastrando pelo Município e provocando também mortes violenta e assaltos.

Nada menos que 130 inspetores da Polícia Civil, 10 delegados, e uma aparato formado por 41 viaturas e o apoio de um helicóptero da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas da região  (Ciopaer-Sul) , estão sendo mobilizados para dar cumprimento a 42 mandados judiciais de prisão e outros 70 de busca e apreensão, sendo a maioria no bairro Pinto Madeira.

Batizada de “Operação Medellin” (uma referência à cidade colombiana que já sediou um dos maiores cartéis do narcotráfico mundial), a mobilização já  obteve resultados positivos nas primeiras horas desta quinta-feira. 

Várias pessoas suspeitas de envolvimento com o tráfico de drogas como cocaína, maconha e crack foram presas em suas residências ou nos pontos de venda dos entorpecentes, entre elas, várias mulheres. Há também  informações do registro de pessoas presas sob a acusação de alugar armas para que usuários de drogas pratiquem assaltos e, assim, obtenham dinheiro e objetos de valor que são trocados por drogas.

Os xadrezes da Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato já estão ocupados por vários suspeitos detidos durante a operação.  Não foi relatado, ainda, o quantitativo exato de presos e de objetos confiscados nos pontos de vendas de drogas.

A ação policial  teve início no começo da madrugada e está respaldada com os mandados judiciais expedidos pela Justiça após a Polícia Civil realizar um sigiloso trabalho de inteligência para a identificação dos envolvidos nos crimes, além de levantar seus endereços e grau de participação no tráfico no Município. O Ministério Público Estadual (MPE) também acompanha o desenrolar do fato. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar