Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Portuguese English French Italian Japanese Spanish

CEARÁ PACÍFICO??? Prisão de quadrilha de traficantes pode levar Polícia a esclarecer várias mortes na Zona Leste de Fortaleza

Quadrilha 1

Quadrilha 2

Os quatro bandidos foram presos no cerco da Polícia Civil no Caça e Pesca. Todos são traficantes

quadrilha 3

Pistola pertencente à Polícia Rodoviária Federal (PRF) estava com o chefe da quadrilha

A prisão de uma quadrilha ligada ao tráfico de drogas e assaltos na Zona Leste de Fortaleza pode ser “peça-chave” para que a Polícia Civil esclareça uma série de crimes de morte ocorridos naquela área da Capital. Os assassinatos estariam ligados à dívidas de usuários com o traficante que comandava o grupo criminoso.

A operação foi realizada por inspetores do 15º DP (Cidade 2000), tendo à frente o delegado Hélio Marques de Carvalho, titular daquela distrital. Cinco pessoas, sendo quatro adultos e um adolescente, foram capturados no cerco montado no bairro Caça e Pesca.

Segundo a Polícia, o chefe do bando é o traficante Carlos César da Silva, conhecido pelo apelido de “Véio”. Com ele, foram presos seus comparsas Francisco Márcio de Oliveira, Francisco Wellington de Oliveira (irmãos) , João Batista Amaral Bezerra, e, ainda, um menor.

Com a quadrilha, a Polícia apreendeu cerca de quatro quilos de crack, dois quilos de cocaína e dois quilos de maconha, além de armas de fogo, munição, celulares (provavelmente roubados) e dinheiro. Uma pistola de calibre Ponto 40, pertencente à Polícia Rodoviária Federal (PRF), estava em poder de “Véio”.

Mortes

Também foram encontradas com os bandidos várias balaclavas, que são capuzes pretos usados para ocultar o rosto. Segundo o delegado, a investigação para prender a quadrilha já durava cerca de oito meses, quando a Polícia iniciou a apuração de um crime de morte na Praia do Futuro. Um jovem , usuário de drogas, foi executado a tiros, conforme a Polícia, por ordem de “Véio”. O rapaz havia comprado drogas ao bandido e não pagou.

Para a Polícia, com a desarticulação do bando, será possível o esclarecimento de vários outros assassinatos ocorridos nos últimos meses na Praia do Futuro, no Caça e Pesca e bairros e favelas próximas. Todos tiveram características de execução sumária, como é do feitio de bandidos que agem por ordem de traficantes. 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar