Levando a sério o jornalismo 24 horas por dia.

Homicidômetro - Assassinatos no Ceará 2018

1.911

Atualizado em 18/5/2018  

Polícia identifica helicóptero usado na morte dos líderes do PCC no Ceará

Helicóptero - PCC

A aeronave já teria feito voos no litoral cearense à serviço dos narcotraficantes assassinados

A Polícia cearense já tem informações sobre o helicóptero que teria sido utilizado pelos bandidos que mataram os dois líderes da facção PCC no Ceará na última quinta-feira (15), no Município de Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF). A indicação é de que a aeronave seria de uso da própria facção e que pode não estar mais no Ceará.

Ainda nesta segunda-feira (19), as autoridades locais entraram em contato com setores da Aeronáutica em busca de informações precisas sobre a aeronave. No entanto, a falta de precisão nas informações sobre o prefixo do helicóptero impediram que a identificação fosse imediata. Há, contudo, a hipótese de que os dois bandidos mortos já teriam utilizado o aparelho em voos particulares ou à serviço da facção no tráfico de drogas.

O mesmo helicóptero já teria feito incursões na área litorânea do estado, entre as praias localizadas nos Municípios de Aquiraz, Beberibe e Aracati. Naquela região, os traficantes Rogério Jeremias de Simone, o “Gegê do Mangue”; e Fabiano Alves de Sousa, o “Paca”, assassinados na semana passada, compraram várias propriedades, entre elas, casas em condomínios de luxo e uma mansão de veraneio em Beberibe (a 74Km de Fortaleza).

Voando a baixa altitude, o helicóptero estaria “invisível” do radar operado pela Aeronáutica instalado no Aeroporto Internacional Pinto Martins, o que os especialistas chamam de “voo invisível”.

Nativos da comunidade Lagoa Encantada, uma reversa indígena onde os corpos dos bandidos foram localizados na tarde da última sexta-feira (16), relataram para a Polícia Militar que na noite anterior avistaram o helicóptero e, logo em seguida, uma sequência de tiros na mata. Naquele momento, “Gegê do Mangue” e seu comparsa estavam sendo executados sumariamente. Porém, os corpos só foram encontrados por volta de 15 horas do dia seguinte por um homem que colhia frutas na mata.

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar